Anúncio

Antônio Ribeiro escreve para o folhaonline.es aos domingos e, a cada semana, o colunista relaciona Guarapari ao tema do momento. Antônio é administrador de empresas, viveu em Porto Alegre, São Paulo e Curitiba, esteve em todos os estados brasileiros, a exceção de Acre, Roraima e Amapá, ministrou cursos em todos os países da América Latina, menos nas três Guianas, e escreveu o Guia de Férias e Feriadões.

Algo bom precisará ficar desta pandemia que estamos vivendo!

Por Antônio Ribeiro

Publicado em 10 de maio de 2020 às 15:00
Atualizado em 13 de maio de 2020 às 13:33

Anúncio

Com quase todo mundo usando máscaras, ficou difícil reconhecer quem conhecemos, para cumprimentar. Estou adotando algo, que parece interessante: na dúvida cumprimento a todos e sou correspondido.

Este hábito simples me fez lembrar as cidades do interior no século passado, quando se cumprimentava a todos. Nas cidades grandes, o lugar em que ainda persevera é o elevador, com a tendência de viver em edifícios.

Muitas amizades daí surgiram, até casamentos. O hábito de cumprimentar nos faz mais sociáveis e avalia a educação recebida. Mas qual vantagem teríamos em cumprimentar a todos, perguntariam os mais objetivos e práticos?

Este simples gesto, dá a ideia de que fomos bem educados, dando impressão de sermos mais felizes e facilitando a conversa. Assim conheceríamos pessoas que no meio desta crise, poderíamos ajudar e por que não, ser ajudados.

Esta será a grande necessidade pós pandemia, já que a única certeza é que estaremos piores do que antes. Muitos perderão os empregos e não será fácil conseguir outros, mesmo que se sujeitando a salários menores.

Outros sobreviverão com bicos em pequenos serviços eventuais, assim como muitos se manterão vendendo alguma coisa, inclusive aquelas que conquistaram na fase boa e agora precisarão se desfazer para sobreviver.

Para conseguirmos superar esta nova situação, precisaremos facilidade de comunicação, que muitos não terão praticado durante a pandemia. 

Como pelo isolamento social, muitos perderam o hábito da boa conversa, ficando mais na TV e note book, cumprimentar é bom começo e pretexto. 

Seria a certeza do fim da pandemia, ver gente nas ruas, praticando o tão desejado convívio social, contraponto do isolamento social. Comece a praticar!

Bom dia, boa tarde, boa noite, com alegria! Vida que segue!

(*) O autor é Administrador de Empresas, viveu em Porto Alegre, São Paulo e Curitiba, esteve em todos os estados brasileiros, a exceção de Acre, Roraima e Amapá, ministrou cursos em todos os países da América Latina, menos nas três Guianas e escreveu o Guia de Férias e Feriadões.

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

MAPA_60_L1

Governo apresenta 60° Mapa de Risco com Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves em risco moderado

transparencia-fiscalizacao-corrupcao-lupa

Espírito Santo é o Estado mais transparente nos dados da vacinação contra Covid-19

Anúncio

Anúncio

obras Camurugi

Moradores de Guarapari aguardam obras em rua do Camurugi contemplada em 2020

Até o momento, o serviço de dragagem da vala foi realizado; a promessa da prefeitura é que a obra de drenagem e pavimentação fique pronta até o fim do ano

Sine de Anchieta tem 46 vagas para moradores da região e oportunidades para Guarapari

As vagas são para os níveis fundamental, médio, técnico e superior

Anúncio

bazar_edicao_1

Projetos sociais de Guarapari realizam ações de solidariedade neste sábado (19)

Ações de bazar beneficente e cabide solidário visam ajudar famílias necessitadas de Guarapari

vacina_covid_guarapari_90

Guarapari abre agendamento da segunda dose de Coronavac para idosos acima de 60 anos

Anúncio