Anúncio

Anchieta de olho nas Paraolimpíadas 2016

Por Glenda Machado

Publicado em 10 de junho de 2015 às 17:47
Atualizado em 10 de junho de 2015 às 17:47

Anúncio

Campeões além do esporte… 

Atleta01 “O esporte me trouxe a vontade de viver de volta. Eu reencontrei a alegria e consegui superar as minhas limitações”.
Essa afirmação é de Anselmo Vettoraci. Até os 36 anos, ele era pescador. Tinha seu próprio barco. Hoje, com 38, ele é um dos melhores atletas paralímpicos do Brasil.

Anselmo sofreu um acidente de trânsito há dois anos e perdeu todo o movimento do peito para baixo. O movimento de ombro, cotovelo, mãos e uma cadeira de rodas são tudo o que ele precisa para vencer nas competições e na vida.

Ele é campeão em lançamento de dardo e disco, além de arremesso de peso. Na última competição em março, ele trouxe três medalhas para casa na Regional Rio-Sul em Cutitiba. Prata em lançamento de dardo e bronze no arremesso de peso e lançamento de disco.

“Eu sempre gostei de esporte. Antes do acidente, eu gostava de nadar, de andar de bike, mas nunca tinha pensado em ser um atleta profissional. Hoje, o esporte me mostrou que todos nós ainda temos uma chance, mesmo quando pensamos que a vida acabou. O esporte foi o que me salvou”, ressalta.

 

Atleta03Edson Moreira não fica atrás. Parceiro nos treinos e na vida, ele também conquistou duas medalhas nesse campeonato. Atleta cego, ficou em segundo lugar na corrida 400 metros. Ele precisou apenas de 1 minuto e 4 segundos para completar a prova. E repetiu o sucesso na corrida 100 metros. Os 13 segundos garantiram a medalha de bronze.

Há oito anos ele perdeu a visão quando foi vítima de um assalto a mão armada em um ônibus intermunicipal. No meio da confusão, o assaltante disparou a arma e o tiro acertou bem na direção dos olhos.

“Eu pedia a Deus para não me deixar morrer porque eu queria conhecer a minha filha. Na época, minha esposa, estava grávida de cinco meses. Eu rezava para não perder a visão totalmente, porque queria pelo menos ver o rostinho dela e tive essa graça. Hoje, ela já está com 7 anos”, disse emocionado.

Ele conta que nunca imaginou que um dia seria atleta profissional. Antes do acidente, jogava no máximo uma “pelada” com os amigos. No entanto, hoje, a corrida é sua maior paixão. “Faz bem para a saúde e tem me ajudado a superar as dificuldades nessa nova fase”.

 

Vanderly Atleta02Atayde também é cego. Há sete anos teve um deslocamento da retina e acabou perdendo a visão total. “Foi tudo muito rápido, cheguei a fazer cirurgia para tentar recuperar o olho esquerdo, mas não teve jeito. Só me restava reaprender a viver”. Ele que trabalhava de vigia, acabou sem emprego. Mas encontrou no esporte uma nova vida.

Os 29,9 metros no lançamento de dardo garantiram a medalha de prata na Regional Rio-Sul. Hoje, com 41 anos, só pensa em participar da Paraolimpíadas 2016. “Estamos treinando pesado, muito mesmo. Temos chances e sei que vamos conseguir. Com tudo isso que aconteceu comigo, posso garantir uma coisa: nada é impossível, tudo depende só da gente mesmo”.

 

BOLSA-ATLETA

Esse time especial faz parte do Projeto Esporte Total da Prefeitura de Anchieta. Eles ganham uma bolsa-atleta e contam com treinador, espaço físico e todo o material necessário para os treinos e competições. Há três anos, o projeto tem mudado a vida de quem pensava não ter mais esperança.

“Hoje, temos seis atletas. A prefeitura patrocina três deles com bolsa além de arcar com as despesas das viagens. Também paga os atletas guias que acompanham nos treinos e campeonatos”, conta o técnico e treinador José Cassimiro Filho.

A meta agora é representar o país nas Paraolimpíadas 2016. “Como eles conseguiram uma boa classificação na regional, eles vão disputar a vaga com os campeões da outra regional. Aqueles que atingirem o índice terão a oportunidade de fazer parte da seleção brasileira nas Paraolimpíadas”.

“É um projeto que representa uma revolução no esporte no Estado. Aumenta a autoestima dos atletas que antes estavam parados e hoje estão se profissionalizando”, disse o secretário dos Esportes e da Juventude de Anchieta, Júlio Santanna.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

quiosque praia do morro11

Guarapari abre licitação para manutenção dos quiosques recém-reformados na Praia do Morro

Os serviços custarão mais de R$ 450 mil

rematricula

Termina amanhã (30) o período para rematrícula na Rede Estadual de Ensino do ES

Anúncio

Anúncio

onibus_lorenzutti_guarapari

Duas linhas de ônibus que atendem a zona rural de Guarapari terão alteração de itinerários

Breno natação11

Nadador de Guarapari conquista quatro ouros e uma prata nas Paralimpíadas Escolares 2021

Anúncio

rifa-beneficente-pedrovidal1

Adolescente de Guarapari com cirurgia em atraso recebe apoio e novo prêmio para rifa

compras_natal_1-770x470

Natal Premiado com R$ 15 mil de premiação em Anchieta

Anúncio