Anúncio

Informe Publicitário

Através de edital, Sicoob auxilia instituições onde atua

Por Larissa Castro

Publicado em 16 de novembro de 2020 às 10:40
Atualizado em 17 de novembro de 2020 às 09:33

Anúncio

Com o compromisso de apoiar instituições sem fins lucrativos e aproximar ainda mais da sociedade em que está inserido, o Sistema Sicoob apoia instituições capixabas. O Sicoob Sul-Litorâneo, por exemplo, em dois anos de realização do projeto, doou mais de R$ 60 mil e, até o começo de 2021, vai contribuir com mais de R$100 mil, destinados a instituições das cidades de Alfredo Chaves, Guarapari, Piúma e Viana. O processo de seleção acontece através do Edital dos Projetos Sociais, e instituições de diversos setores são amparadas pela cooperativa.

Miguel Valiati, presidente da APAE Piúma e Fábio Antônio Novaes, presidente do Sicoob Sul-Litorâneo, realizando a assinatura de convênio entre a cooperativa e a instituição.

Ao final de cada ano, o Fundo de Investimento Social (FIS) de cada cooperativa do Sistema do Sicoob, reserva 1% do resultado para a abertura do Edital dos Projetos Sociais.  Todo cliente, denominados de cooperados, que possuem capital integralizado, se tornam associados e indiretamente contribuem nesta corrente solidária. “Sou cliente do Sicoob desde 2006. Pertencer a esta cooperativa tem sido uma experiência inexplicável e única. Os projetos sociais desenvolvidos têm transformado para melhor a qualidade de vida de muitas pessoas. Fazer parte desses benefícios é uma experiência ímpar para mim. Que Deus continue abençoando todos nós associados, para que esse projeto não pare”, se orgulha a cooperada e professora da APAE de Piúma, Irinea Miranda Viquietti.

Diretor executivo Sicoob, Fabrício Soares Damasceno; presidente APAE Piúma, Miguel Arcanjo Valiati; presidente Sicoob Sul-Litorâneo, Fábio Antônio Novaes; diretora operacional Sicoob, Luzia Ignêz Gallina.

Para serem contempladas pela cooperativa, as instituições precisam seguir alguns pré-requisitos ao se inscrever no edital. Até o momento, oito instituições foram selecionadas e o recurso ajuda exclusivamente as necessidades apresentadas por cada uma. “Uma mesma Instituição pode inscrever até, no máximo, dois projetos por ano, e pode receber o apoio financeiro do FIS limitado ao valor máximo em R$ 50 mil no ano. Uma Comissão Técnica do Sicoob avalia e leva em consideração fatores como: o histórico da entidade; a coerência entre as atividades apresentadas, os objetivos e indicadores do projeto; a compatibilidade financeira das ações com o orçamento propostoe o impacto do projeto no município de atuação”, explica o presidente do Sicoob Sul-Litorâneo, Fábio Antônio Novaes.

O Clube do Cavalo de Alfredo Chaves foi um dos contemplados no edital.

Os projetos selecionados visam realizar atividades com foco na promoção de ações sociais, educacionais, esportivas, ambientais, culturais, de empreendedorismo, saúde e inovação tecnológica em comunidades; para contribuir com a qualidade de vida das pessoas e para o desenvolvimento local. Em Piúma, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais foi contemplada no primeiro e segundo edital. “Nos sentimos privilegiados pela confiança que a cooperativa nos depositou, felizes por proporcionar aos nossos usuários um ambiente com condições necessárias para o atendimento diário. Esse projeto social é de grande relevância e incentivo para a APAE”, relata o presidente da APAE de Piúma, Miguel Arcanjo Valiati.

A verba recebida pelo Clube do Cavalo de Alfredo Chaves contribuiu também com obras no local.

E essa experiência solidária também é vivida pelo Clube do Cavalo de Alfredo Chaves, cidade em que fica localizada a sede do Sicoob Sul-Litorâneo. Eles foram contemplados e irão investir em despesas de obra e pessoal. “Esse projeto é uma conquista. Fomos contemplados e o valor foi revertido na adequação do Clube do Cavalo, para a gente implementar no município a equoterapia. Nós seremos a principal cidade no sul do Estado que vai oferecer equoterapia para crianças e idosos que têm necessidade neste tratamento. A iniciativa do Sicoob é fundamental para nós. É uma das poucas empresas que abriu a porta para nós e efetivamente ajudou a gente. Hoje a obra está 90% concluída e acessível. Sem o Sicoob, não conseguiríamos fazer o projeto com recursos próprios”, celebra o presidente em exercício do Clube do Cavalo de Alfredo Chaves, Marcos Aranda.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

arena-vila-anchieta-esportes-beach-soccer

Anchieta recebe etapa de Campeonato Brasileiro de Beach Soccer

Evento começa nesta terça-feira (19)

Pitaya Marina

Chácara de Guarapari inova e pode produzir Pitaya durante todo ano

Tecnologia originária da África proporciona iluminação própria e a fruta pode ser produzida em qualquer mês do ano

Anúncio

Anúncio

artigo-AR-Dino-2021-10-15-1

Artigo: mega empresário Dino Simões Pádua, verdadeiro cidadão guarapariense

chuva

Instituto alerta para chuvas fortes em Guarapari

Anúncio

rescisao-indireta-artigo-direito-taina-morosini

Artigo: rescisão indireta do contrato de trabalho; O que é e quando pode ser aplicada?

pfizer

Guarapari realiza vacinação sem agendamento para segunda dose de vacina da Pfizer na segunda-feira (18)

Anúncio