Anúncio

Audiência pública debate regulamentação de shows em Guarapari

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 13 de dezembro de 2019 às 09:53
Atualizado em 13 de dezembro de 2019 às 09:53
Anúncio

De forma geral, os presentes são favoráveis a realização de eventos, mas ressaltam a importância dos limites estabelecidos

O encontro aconteceu na última terça-feira (10). Foto: Divulgação

Nesta semana, a Câmara de Guarapari realizou uma audiência pública para debater a regularização de shows no município.Na ocasião, os vereadores, a população e os promotores de eventos debateram as consequências que os shows trazem para sociedade. Entre elas o incômodo que o som alto causa nos moradores do entorno das áreas dos shows e o pânico que os fogos geram aos animais.

As crises que o barulho causam nos autistas também foi lembrada. A dona de casa Rosemélia Ramos Nogueira é mãe de duas crianças autistas, de 3 e 10 anos. Ela relatou que “os meninos ficam muito nervosos e o mais novo corre para o meu colo e fica perguntando que barulho é esse. Como mãe, fico muito triste em ver o sofrimento dos meus filhos sem necessidade. Há anos não passo o ano novo em Guarapari justamente por isso. Seria maravilhoso se ao menos os fogos usados nesses eventos fossem aqueles que não fazem barulho.”

O caos no trânsito, os furtos em muitos desses eventos, as agressões físicas e os acidentes em consequência do consumo exagerado de bebidas alcoólicas e drogas foram pontuados pelo capitão Lourencini, do 10º Batalhão da Polícia Militar. “Os eventos tem que ter local, horário de início e término regulamentados pela prefeitura e hoje não existe esse limite. O poder público tem a obrigação de estabelecer esse limite. Essa questão de se fazer um evento de quase 24 horas é prejudicial para os jovens que estão ali e para suas famílias”, afirmou.

Ele também elogiou a realização da audiência pública. “O debate é muito importante para dar voz as pessoas que não tem voz. É necessário debater, porque o direito de muitas pessoas está sendo esquecido, que é o direito a tranquilidade, a paz, ao descanso para elas saírem no outro dia para trabalhar e isso está sendo esquecido aqui em Guarapari. Nós temos que ter shows sim, o turismo de Guarapari tem que se desenvolver sim, mas tem que ser um turismo sustentável”, finalizou o capitão.

O produtor de eventos do Multiplace Mais, Ramissés Rocha de Almeida, também ressaltou a importância da audiência pública. “Acho muito importante essa audiência que a Câmara está realizando para ouvir a comunidade, porque vai nos ajudar a absorver toda essa demanda de orientações e sugestões para a gente poder melhorar cada vez mais. É uma iniciativa que a gente dá parabéns e o Multiplace Mais está sempre aberto para ouvir a população e as autoridades, sempre do lado da lei e tentando chegar a uma boa solução para ambos”.

O presidente da Câmara, vereador Enis Gordin (PRB), afirmou que “Guarapari é uma cidade turística e nós não temos a intenção de prejudicar nenhum evento que atraia turistas para a cidade. Mas, é preciso regulamentar esses shows para garantir que os direitos dos moradores do entorno desses eventos, dos autistas e de toda sociedade sejam respeitados. Acho que essa audiência pública contribuiu muito para isso e nós vamos continuar buscando uma solução que fique boa para todo mundo”.

  • Com informações da Câmara de Guarapari

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

adote um idoso2

Campanha “Adote um idoso” arrecada doações em Guarapari

Em paralelo, há também arrecadação de alimentos para famílias carentes do município

CTPS; CARTEIRA DE TRABALHO; EMPREGO; FOTOS DAVI PINHEIRO/GOVERNO DO CEARA;

Sine Anchieta divulga novas vagas com oportunidades para moradores de Guarapari

Anúncio
Anúncio
Prefeito Gedson

Gedson Merizio pode se tornar deputado estadual por Guarapari

Os resultados das eleições municipais deste ano colocam Gedson com a possibilidade de assumir o cargo no próximo ano

Prêmio3

Professora atuante em Guarapari e Anchieta está entre as finalistas do Prêmio Shell

Cibele Machado é professora do nono ano do ensino fundamental II. Ela está na disputa e aguarda ansiosamente o resultado

Anúncio
casal-motohome (2)

Casal de Guarapari viaja em van com estrutura residencial montada por eles

Dentre os destinos favoritos do casal: Ubu, em Anchieta

praia do morro

Atrativos de Guarapari encantam agentes de viagem e imprensa paulista

Anúncio