Anúncio

Bebê prematuro recebe alta e pais agradecem atendimento do Hifa Guarapari

Benjamin nasceu de 31 semanas e precisou passar mais de um mês na UTIN

Por Aline Couto

Publicado em 4 de setembro de 2020 às 15:38
Atualizado em 5 de setembro de 2020 às 10:35

Anúncio

Fotos: Arquivo Pessoal.

Elaine do Carmo de Andrade e Bruno Lopes Santos são só agradecimentos e elogios ao Hospital Infantil Francisco de Assis – Hifa Guarapari. Hoje em casa e aliviados, os pais do pequeno Benjamin, que recentemente completou um mês, passaram mais de 30 dias entrando e saindo do Hifa para acompanhar a evolução do filho que nasceu prematuro e precisou ficar internado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN).

A gravidez de Elaine seguiu de forma tranquila até a 30ª semana, quando ela começou a ter problemas de pressão. “Minha pressão subiu demais, chegou a 18. Após exames, a médica achou por bem fazer uma cesariana de emergência. Desde o primeiro momento fui muito bem atendida e acolhida”.

Benjamin do Carmo Lopes Santos nasceu no dia 24 de julho, às 17h50, de 31 semanas. “Assim que nasceu ele precisou ser encaminhado a UTIN. E lá ficou um mês e três dias. Nesse tempo todo, recebi o melhor atendimento possível de excelentes profissionais que sempre tiravam minhas dúvidas e me confortavam com palavras de carinho. Todos foram ótimos conosco, mas destaco a técnica de enfermagem, Estefânia e a pediatra Dr Fernanda”, contou a mãe.

Estefânia, Elaine e Benjamin.

“Elaine é uma pessoa muito amorosa e tranquila, mas a partir do momento em que se viu na situação de ter um filho na UTIN viu a rotina e os pensamentos mudarem. Aí vieram o medo e as incertezas sobre o bem estar do filho. Ela tinha dúvidas, mas foram fáceis de explicar”, relatou Estefânia Marques Menegussi

Segundo a técnica de enfermagem, em se tratando de prematuro o tempo é fundamental para o desenvolvimento e evolução do bebê. “E não é só o pequeno que precisa de cuidados, os pais também, mas principalmente a mãe que está debilitada emocionalmente com a situação do filho. Nem resguardo elas têm, coitadas. Todos os dias estão ali das 09h às 21h, acompanhando, amamentando quando possível, dando banho e fazendo o pouco que podem. Por isso enfatizo o cuidado com elas, procuro demonstrar que os bebês serão amados e cuidados, que elas podem ir para casa despreocupadas e tendo a certeza de que os pequenos estarão em boas mãos.  Trabalho com o que mais amo e procuro fazer com que o dia dentro da UTIN seja para as mães um dia especial, alegre e com boas vibrações”.

Com mais de 20 anos atuando como pediatra neonatologista, Dr Fernanda Cóe E Gomes Tardin diz que tanto ela quanto as mães aguardam sempre ansiosas o tão esperado dia da alta. “Como médica eu já estou habituada a situação e ao ambiente, mas para as famílias esse é um momento de extrema fragilidade. Felizmente a maioria dos finais são felizes e as famílias vão para casa completas, como foi o caso do Benjamin. Ele nasceu muito pequeno, mas evoluiu bem e logo teve uma resposta positiva. Elaine e Bruno foram pais tranquilos, receptivos e participativos. A alta é sempre a melhor parte”.

Benjamin já está em casa, recebeu alta dia 29 de agosto, e passa bem. “Serei sempre muito grata ao Hifa. Tive tudo, atendimento, explicação, carinho, positividade e conforto. Nunca irei esquecer”, finalizou Elaine.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

RISA_cerimonia_lancamento_site_2021-04-14

Guarapari: Recanto dos Idosos celebra novo site que divulgará trabalho da instituição

Segundo Irmã Marilza, coordenadora da instituição, site vai dar transparência ao trabalho da instituição

secretária turismo

Pasta do turismo em Guarapari tem nova secretária

Anúncio

Anúncio

Centro-Social-Santa-Mônica

Centro Social em Guarapari mobiliza doações para bazar em prol das famílias atendidas

antígeno es

Covid-19: ES recebe 190 mil testes para identificar rapidamente novos casos positivos

Anúncio

valter_valentim_rifa_celular

Após amputação, morador de Guarapari realiza rifa para iniciar reabilitação física

A venda das rifas vai até o dia 5 de maio

baiano_destaque-edit-2021-04-14

Conhecido como Baiano, dono de restaurante em Guarapari perde a vida para a Covid-19

Ornélio da Silva Santos foi uma das 273 vítimas da doença no município

Anúncio