Anúncio

Casas com focos da dengue serão multadas

Por Livia Rangel

Publicado em 8 de janeiro de 2016 às 18:09
Atualizado em 8 de janeiro de 2016 às 18:09
Anúncio

Alfredo Chaves prepara medidas para reduzir o aumento de casos da dengue na cidade. Desde o dia 1º de janeiro, de acordo com a lei nº 794/98, os donos de casas onde forem encontrados focos do mosquito transmissor da doença serão multados.

O mesmo mosquito que transmite a dengue também é o transmissor do zika vírus e da chikungunya e pode ter relação com a Síndrome de Guillain-Barré.

{DB087DC4-CDCB-0C03-1EB7-B53EA2DEBDCE}

De acordo com a Vigilância Sanitária Municipal, a primeira multa será de R$ 260,00, caso reincidir, o valor dobra, passa para R$ 520,00. A medida será aplicada com base no Código Sanitário Municipal.

Além dessa medida, a Secretaria de Saúde está orientando a população com visitas aos domicílios constantemente. “Juntamente com a Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Urbanos o município também estamos fiscalizando obras, terrenos baldios e áreas públicas. Não podemos afrouxar a prevenção, o mosquito se prolifera muito rápido”, destacou a titular da pasta, Gabrielle Roveta Melo.

Conforme a coordenadora da Vigilância Sanitária, Raysa Alves, algumas residências já foram notificadas. “Estamos intensificando as visitas domiciliares. Nossa equipe vistoria também o quintal dessas casas. A partir de agora, após notificarmos o dono da casa que encontrarmos foco do mosquito e ele persistir com possíveis criadouros, ele será multado”, explicou.

O dinheiro arrecado com as multas será destinado para uma conta específica da Vigilância Sanitária Municipal.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, os agentes de endemia durante as visitas domiciliares vistoriam banheiros, vasos de planas, ralos, caixas d’águas, quintais e qualquer objeto que possa se transformar em criadouro do mosquito.

Até o momento foram notificadas 311 pessoas suspeitas de dengue, sendo 47 confirmados, sem contar nos casos que aguardam resultado no Laboratório Central de Saúde Pública do Espírito Santo (Lacen-ES).

COMO SE PREVENIR

– Limpar o quintal, jogando fora corretamente o que não é utilizado;

– Tirar água dos vasos de plantas;

– Colocar garrafas vazias de cabeça para baixo;

– Tampar tonéis, depósitos de água, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;

– Manter os quintais bem varridos, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas, sacolas plásticas etc.;

– Escovar bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, vasos de plantas, tonéis, caixas d’água) e mantê-los sempre limpos.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Divulgação

Selo de turismo atesta o combate à Covid-19 em 9 municípios da região de montanhas do ES

A partir de agora, hotéis, pousadas, restaurantes, sítios de agroturismo e demais estabelecimentos do setor podem solicitar, gratuitamente, o selo que atesta a qualidade e responsabilidade com as práticas de higiene

images (2)

Artigo: As consequências jurídicas na disseminação de fake news

Anúncio
Anúncio
Foto: Reprodução

Novo Mapa de Gestão de Risco divulgado hoje (06) classifica Guarapari com risco “Alto”

O novo Mapa de Risco divulgado neste sábado (06) pelo Governo do Estado do Espírito Santo será válido da próxima segunda-feira (08) até o domingo (14)

barreira

Fiscalização e barreiras sanitárias serão intensificadas durante feriados em Anchieta

As barreiras sanitárias irão acontecer até o dia 14 de junho, em virtude do feriado de São José de Anchieta (06/06) e Corpus Christi (11/06)

Anúncio
fachada_regional_guarapari

Suspeitos de roubo e tentativa de latrocínio são presos por policiais civis em Guarapari

As investigações apontam que um dos suspeitos era ex-funcionário da vítima

camara-2-550x482

Suspensa liminar que obrigava Câmara de Guarapari a marcar sessão para apreciar o Orçamento