Anúncio

Comércio em Guarapari será indenizado por cliente que saiu sem pagar e postou ofensas na rede social

Por Glenda Machado

Publicado em 28 de setembro de 2017 às 16:23
Atualizado em 28 de setembro de 2017 às 16:23
Anúncio

A Juíza do 2º Juizado Especial Cível de Guarapari, Olinda Babosa Bastos Puppim, condenou uma consumidora a pagar indenização por danos materiais e morais a um complexo comercial de Guarapari, composto por pousada, pizzaria e padaria, que ajuizou a ação para receber o valor gasto pela cliente no estabelecimento, que não teria sido pago, além de danos morais em decorrência de postagens difamatórias em uma rede social, que segundo a requerente, tiveram grande repercussão.

A mulher não compareceu à audiência e não contestou os argumentos da parte requerente, o que levou a juíza a considerar como verdadeiros os fatos narrados na inicial.

Assim, a magistrada condenou a mulher a pagar à requerente danos materiais de R$ 70,60, valor relativo a produtos consumidos e não pagos, com correção monetária e juros da citação. A consumidora deve, ainda, indenizar em R$ 2 mil a empresa, a título de dano moral, também com correção monetária e juros da citação.

“Inegável que o teor do comentário postado pela requerida numa rede social, maculou o nome, reputação e imagem do autor. Exsurge evidente o prejuízo de ordem moral indenizável, ínsito aos fatos, vez que notório que abalou a imagem pública da parte requerente e feriu sua honra objetiva perante a sociedade”, concluiu a magistrada, estabelecendo o prazo de 15 dias, a partir do trânsito em julgado da ação, para pagamento das indenizações.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

loja-davino-matos-frente-extrabom-santo-antonio

Vias do centro de Guarapari serão parcialmente interditadas a partir de amanhã (2)

Interdição acontecerá devido às obras de novo supermercado

carnaval

Sem vacina, Guarapari passará “longe de show e carnaval”, segundo prefeito

Queima de fogos no réveillon está garantida, no entanto

Anúncio
Anúncio
edson-tartaruga-assinatura-bairro-pavimentacao-drenagem

Prefeito de Guarapari autoriza obras em estrada do bairro Tartaruga

Na ocasião, Edson Magalhães também citou os planos futuros para a região

voz-denuncia-barulho-moradora-praia-do-morro-madrugada

Moradora de Guarapari reclama de aglomeração e som alto na orla da Praia do Morro

A confusão aconteceu de madrugada e a aposentada tentou contato com o Disque-Silêncio e com a Polícia Militar, mas não conseguiu

Anúncio
pesca-camarao-proibida-nordeste-oleo-mar-litoral-governo-defeso-730x400

Dezembro inicia defeso de camarão e lagostas no ES

reveillon_guarapari

Municípios capixabas suspendem queima de fogos no réveillon; Guarapari segue sem definição

Vitória e Vila Velha suspenderam a queima de fogos no réveillon nas praias depois da entrevista do subsecretário Estadual de Vigilância em Saúde

Anúncio