Anúncio

Construção Civil ainda ocupa posição de destaque na economia de Guarapari

Por Carolina Brasil

Publicado em 19 de setembro de 2019 às 12:00
Atualizado em 20 de setembro de 2019 às 13:31
Anúncio

Nesta quinta-feira, 19 de setembro, Guarapari celebra 128 anos de emancipação política. A cidade, conhecida nacional e até internacionalmente por belas e inúmeras praias que conferem o potencial turístico local, abriga também outras alavancas econômicas ainda ligadas ao turismo e outras nem tanto. E com o objetivo de ir do mar a terra firme, preparamos uma série especial destacando os caminhos do desenvolvimento que Guarapari domina ou ainda começa a trilhar para fazer girar a roda da economia. Até domingo (22), reportagens especiais serão publicadas. Começamos pela Construção Civil, que há anos se destaca como um setor importante na cidade.

Com foco no turismo, os bairros com orla recebem maior concentração de empreendimentos. Foto: Arquivo/Folha da Cidade

Empresários declararam que o setor passou bem pela crise e já apresenta sinais de crescimento em Guarapari

Há menos de cinco anos, o Brasil apresentou um cenário de crise, que se estendeu atingindo diversos setores da economia, e não foi diferente para a construção civil. As vendas caíram e vagas de emprego foram perdidas. Guarapari não ficou a parte e também teve dificuldades para imprimir o ritmo ideal de vendas e novos empreendimentos. Contudo, referência no setor, a cidade se destaca por possuir construtoras sólidas, com bagagem e credibilidade no mercado. Talvez por isso, empresários da construção civil local acreditam que o momento é de retomada.

João Vitor Aguiar de Paula. Foto: Reprodução

“Podemos dizer que desde novembro de 2018 o mercado vem mostrando melhoras, ainda não ao nível que gostaríamos, mas está no caminho. Obras e lançamentos seguem acontecendo. Há tempos investimos em tecnologias voltadas para a sustentabilidade, aumento da qualidade – da obra e do produto final – e diminuição dos custos”, destacou João Vitor Aguiar de Paula, engenheiro civil e diretor comercial da Aguiar de Paula Engenharia.

Cesar Mocelin. Foto: Reprodução

Para o diretor executivo da Mocelin Engenharia, Cesar Mocelin, os sinais de crescimento são claros e os empreendimentos em andamento e projetados pela da empresa mostram isso. “Passamos bem pela crise e a retomada vem acontecendo aos poucos. Esse ainda é um setor em expansão e o potencial turístico da cidade faz toda diferença para as construtoras, nossos clientes buscam imóveis de segunda moradia ou como investimento”.

De acordo com o Sindicato da Indústria da Construção Civil de Guarapari (Sindicig), o setor no município ainda depende quase que exclusivamente da movimentação turística e os investimentos por parte do poder público são fundamentais. “A divulgação dos atrativos de Guarapari atraem o turista e os investidores que também procuram infraestrutura e eventos. A administração pública também precisa investir na melhoria da renda, crescimento de empregos de qualidade na cidade e aumento da receita do próprio município, e isso passa por um polo empresarial preparado e com infraestrutura”, elencou Fernando Otávio Campos da Silva presidente do Sindicig.

Fernando Otávio Campos da Silva. Foto: Hamilton Garcia

A entidade que representa o setor em Guarapari aponta que, em 2019, a cidade registrou um aumento de 25% em novos lançamentos, principalmente nos bairros Praia do Morro e Centro e que o desemprego começa a dar sinais de redução. Entretanto, em princípio, isso não significou novas contratações e uma das razões para isso são as melhorias tecnológicas que, consequentemente, exigem mais qualificação profissional.

Rodolfo Mai. Foto: Reprodução

Mas, se por um lado a oferta de vagas não cresceu, do outro, a construção civil oferece parcela significativa de contribuição para movimentar a economia da cidade, segundo apontou o sócio proprietário da Ideally Construtora, Rodolfo Mai. “A construção civil é um setor importantíssimo para Guarapari assim como para o Brasil com geração de empregos e alavanca para outros setores. Quando entregamos um empreendimento, as dezenas de unidades movimentam a cadeia dos setores de decoração, móveis, eletrodomésticos e serviços, por exemplo”.

Anúncio
Anúncio

Veja também

corona

Coronavírus: Guarapari registra 12º óbito e mais 10 casos da doença

A vítima fatal da doença residia no Centro

CTA

Centro de Testagem e Aconselhamento vira alvo de denúncias em Guarapari

Anúncio
Anúncio
Lucineia Santos de Souza. Foto: Arquivo Pessoal

Moradora de Guarapari já produziu e doou mais de 500 máscaras para famílias carentes

Com um saco de retalhos e um rolo de elástico, Lucineia Santos resolveu ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social a se protegerem da Covid-19

homicidio

Número de homicídios no ES reduz em maio e atinge melhor número dos últimos 24 anos

Anúncio
abertura de em presas

ES está entre os 12 estados com menor tempo de espera para abertura de novas empresas

cão4

Pandemia faz número de adoção de cães e gatos crescer em Guarapari