Anúncio

Corretores de imóveis querem tratamento diferenciado no rotativo

Por Glenda Machado

Publicado em 26 de fevereiro de 2015 às 22:40
Atualizado em 26 de fevereiro de 2015 às 22:40

Anúncio

A mobilização da classe encheu o plenário da Câmara. Categoria ainda destaca que vai voltar com a Associação dos Corretores de Imóveis de Guarapari (Acigua)

Mesa Diretora 2015

A primeira sessão ordinária do ano foi um pouco diferente. Na tarde de hoje, cerca de 30 corretores de imóveis encheram o plenário da Câmara Municipal de Guarapari. Eles mobilizaram a categoria com direito a grupo no whatsapp e decidiram protocolar um ofício com o intuito de pedir ajuda aos vereadores para ter tratamento diferenciado no estacionamento rotativo que será implantado em Guarapari.

“Nós fomos pedir que a situação dos corretores fosse vista de forma diferenciada assim como acontece com os taxistas, porque assim como o veículo é uma ferramenta de trabalho no caso do táxi, também é uma ferramenta de trabalho para o corretor de imóveis. Nós precisamos do carro para mostrar os imóveis. Muitas vezes, os clientes até vão no nosso carro para ver o apartamento ou a casa”, explica um dos corretores do movimento, Leandro Inácio.

A Assessoria Legislativa da Câmara informou que o ofício foi lido em plenário conforme previsto no Regimento Interno. O presidente da Casa de Leis, Wanderlei Astori, se comprometeu em marcar uma reunião com a categoria para juntos tentarem encontrar uma solução e então acionar o prefeito Orly Gomes. Isso porque o projeto é de autoria e responsabilidade do Poder Executivo.

“Fomos muito bem recebidos por todos os parlamentares, foi uma sessão tranqüila, harmoniosa. Agora é esperar para ver o que pode ser feito, porque já é uma lei aprovada”, destaca Leandro. Informações de bastidores ainda dão conta de que outra classe também já começou a se movimentar na tentativa de também conseguir diferenciação na cobrança do rotativo: a Associação dos Comerciantes de Guarapari.

Mas é preciso agilizar o processo, porque segundo a previsão da própria prefeitura divulgada em reportagens anteriores era de começar a cobrança de R$ 2,00 a hora já no próximo mês: em março. Os primeiros bairros que receberiam a implantação do sistema seria Centro, Parque Areia Preta, Praia do Morro e Muquiçaba. No total, são 3.183 vagas nessa primeira etapa do estacionamento rotativo.

Leandro aproveita para destacar que o movimento reacendeu uma chama apagada há pelo menos cinco anos: a Associação dos Corretores de Imóveis de Guarapari (Acigua). “É uma entidade que já existe há 15 anos. Está legalizada, mas inoperante. Hoje, vimos a necessidade de ter a categoria unida e organizada. Vamos montar uma chapa e eleger uma diretoria para mandato de um ano para revitalizá-la. Já temos reunião marcada para a próxima semana”.

Quanto aos próximos capítulos do rotativo, o jeito é esperar! Estamos de olho…

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

quiosque praia do morro11

Guarapari abre licitação para manutenção dos quiosques recém-reformados na Praia do Morro

Os serviços custarão mais de R$ 450 mil

rematricula

Termina amanhã (30) o período para rematrícula na Rede Estadual de Ensino do ES

Anúncio

Anúncio

onibus_lorenzutti_guarapari

Duas linhas de ônibus que atendem a zona rural de Guarapari terão alteração de itinerários

Breno natação11

Nadador de Guarapari conquista quatro ouros e uma prata nas Paralimpíadas Escolares 2021

Anúncio

rifa-beneficente-pedrovidal1

Adolescente de Guarapari com cirurgia em atraso recebe apoio e novo prêmio para rifa

compras_natal_1-770x470

Natal Premiado com R$ 15 mil de premiação em Anchieta

Anúncio