Anúncio

Decreto define Carnaval sem som e sem aglomeração em Anchieta

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 30 de janeiro de 2021 às 15:30
Atualizado em 1 de fevereiro de 2021 às 09:36

Anúncio

Foto: divulgação

A Prefeitura de Anchieta publicou essa semana o Decreto nº 6.097/2021, que estabelece regras para o período do carnaval de 2021. Pelo novo documento fica proibida a concentração de blocos carnavalescos em espaços públicos ou privados; a realização de shows artísticos, marchinhas, matinês, música ao vivo, entre outros. O objetivo é evitar aglomeração e o aumento das infecções causadas pela Covid-19.

O decreto é anterior ao anúncia da classificação de Anchieta como município de Risco Alto no 42° Mapa de Risco Covid-19, do Governo do Estado, mas trás medidas mais restritivas para o período do Carnaval. Vale lembrar, que a classificação do 42° Mapa de Risco estará vigente até o dia 7 de fevereiro, duas semanas antes do período de que o trata o decreto de Anchieta. O Mapa de Risco é semanalmente pelo Governo do Estado.

O novo decreto proíbe também a permanência de instrumentos amplificadores de som nas praias e vias públicas. A fiscalização poderá apreender os equipamentos de quem insistir na permanência e aplicar multa que pode chegar a R$ 1.950,00.

A Guarda Municipal, a Fiscalização de Obras, a Fiscalização Sanitária e a Fiscalização Ambiental ficam autorizadas a dispersar os cidadãos que estiverem promovendo aglomeração e, ainda, apreender instrumentos musicais, aparelhos sonoros e outros que estimulem aglomeração de pessoas.

O município também irá implementar barreira sanitária nos limites territoriais do município, podendo ser fixa ou móvel, de acordo com os critérios e orientação adotados pela Secretaria Municipal de Saúde. A Guarda Civil Municipal, em conjunto com outros órgãos públicos, poderá realizar controle de acesso aos balneários do nunicípio durante o período.

Proibido som nas praias e vias públicas

A Prefeitura publicou também o Decreto 6.096/2021, que torna mais rígida as regras de proteção contra poluição sonora. Pelo novo decreto fica expressamente proibida a permanência de instrumentos amplificadores de som nas praias e praças do município, salvo quando autorizados pelo poder público.

Os infratores estarão sujeitos a advertência verbal, multa no valor correspondente a R$ 1.950,00 e apreensão ou interdição da fonte reprodutora de ruído.

CONFIRA OS DECRETOS NA ÍNTEGRA:

– Decreto nº 6.096/2021

– Decreto nº 6.097/2021

*Com informações de Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Anchieta.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

bazar_edicao_1

Projetos sociais de Guarapari realizam ações de solidariedade neste sábado (19)

Ações de bazar beneficente e cabide solidário visam ajudar famílias necessitadas de Guarapari

vacina_covid_guarapari_90

Guarapari abre agendamento da segunda dose de Coronavac para idosos acima de 60 anos

Anúncio

Anúncio

mortes covid2

Covid-19: número de óbitos em Guarapari chega 390; 15.201 pessoas já foram infectadas

Instrução APH

Militares da Força Tática de Guarapari participam da instrução de pré-hospitalar tático

Anúncio

coronavac-instituto-butantan

ES aguarda mais de 79 mil doses de vacinas da Coronavac e da Pfizer nesta quinta (17)

WhatsApp-Image-2021-06-17-at-09.39.21

Lote da antiga Pousada Igloo vira ponto de descarte de lixo em Guarapari

Anúncio