Anúncio

Depois de 85 dias no oceano sul-africanos chegam no porto de Ubu em um barco a remo

Por Glenda Machado

Publicado em 4 de maio de 2017 às 13:39
Atualizado em 4 de maio de 2017 às 13:39
Anúncio

Você já fez alguma coisa para mudar o mundo? Pois dois aventureiros da África do Sul resolveram fazer uma expedição para destacar a importância da vida sustentável e inspirar a comunidade internacional a fazer uma coisa (#DOTChallenge – Faça uma coisa para mudar) para o planeta em um esforço para garantir um futuro sustentável.

A dupla Braam Malherbe e Wayne Robertson chegaram em Anchieta no início da semana e seguem viagem para o Rio de Janeiro.

Braam Malherbe e Wayne Robertson saíram de sua cidade natal Cape Town com destino ao Rio de Janeiro. No meio do percurso, depois de quase 90 dias no oceano, resolveram parar para recarregar as energias e desembarcaram nesta segunda-feira (1), no Porto de Ubu, em Anchieta.

Quem os recebeu foi o marinheiro Sebastião Machado, que encarou a visita com surpresa. “Quando eles chegaram aqui no porto pensamos que eram dois gringos passeando, mas depois que contaram a história de que estavam há 90 dias no mar, ficamos perplexos. Eles nos pediram ajuda com localização e ficamos amigos”, disse.

Com um pequeno barco a remo e uma estrutura que mal cabe duas pessoas, eles contam com um sistema de energia solar, um quartinho e algumas comidas em pó para se alimentarem. Braam Malherbe conversou com a equipe do Folha da Cidade e disse que junto ao seu amigo e parceiro de viagem, Wayne, tentam levar pelo mundo um novo estilo de vida. “Nós fazemos essas viagens como uma forma de tentar mudar o mundo de alguma forma. Levando uma consciência contra as drogas, promovemos um estilo de vida saudável e o cuidado e respeito com o planeta. Essa é a nossa missão”, explicou.

O Marinheiro Sebastião foi quem recebeu os viajantes. “Ficamos impressionados com a história deles”, disse.

Malherbe fundou a Fundação DOT (Do 1 Thing) para apoiar projetos que fornecem educação e assistência em uma das quatro categorias – água, resíduos, energia e conservação, e iniciou a campanha Desafio DOT para destacar a importância de fazer uma coisa para o planeta em uma base diária.

Sem saber disso, Sebastião contou de seu projeto social a Associação Salvamar de Crianças e Adolescente que ele mantém no bairro Perocão. “Fiquei muito feliz em saber que eles irão ajudar a gente no projeto da nossa fábrica de sorvete. O nosso projeto surgiu do ambiental, um dos propósitos da expedição deles”, disse o marinheiro.

E a aventura, que começou no dia 7 de fevereiro, já tem muita história para contar. “Nós quase morremos quatro vezes. Uma onda de mais de 4 metros nos derrubou e ficamos submersos. Também tivemos problemas com o nosso sistema de navegação e muitos barcos grandes batiam na gente”, disse Malherbe, um dos tripulantes da expedição.

Passado o susto o primeiro contato com gente depois de muitos dias ilhados no oceano, Malherbe disse que foi muito bem recebido no Estado. “Saímos com destino ao Rio de Janeiro. Nós paramos aqui em Anchieta, no porto, para pegarmos algumas informações e fomos muito bem recebidos. Recebemos alimento, bebidas, laranjas e nós como retribuição vamos tentar uma forma de ajudar o sonho do Sebastião e a sua Ong de crianças e adolescentes”, completou.

Movimento Do One Thing tem como objetivo salvar o planeta com práticas sustentáveis.

Agora eles seguem para o Rio de Janeiro onde terminam a sua missão e voltam para casa. Se você quer saber mais sobre essa aventura acompanhe Malherbe e Robertson ao vivo através do aplicativo DOT Challenge.

Para obter mais informações, visite www.dotchallenge.org ou o facebook.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Hamilton Garcia

Estabelecimentos voltam a funcionar sem restrição de horário, em Guarapari

Além do comércio, o novo decreto flexibiliza o acesso às praias e a entrada de turistas na cidade

palacio-anchieta

Governo do Estado prevê orçamento de R$ 18,9 bilhões para 2021

Anúncio
Anúncio
Foto: Reprodução

Apae Guarapari arrecada alimentos para almoço solidário

O dinheiro da venda das refeições será destinado à manutenção da estrutura da instituição, que sofreu alguns devido às últimas chuvas

educacao-infantil

Divulgado protocolo para retorno das aulas presenciais na Educação Infantil no ES. Veja as regras!

Dentre as recomendações das secretarias de Educação e de Saúde, estão os cuidados básicos, como higienização correta dos espaços e o uso de máscaras

Anúncio
edson

Covid-19: Edson deve prestar esclarecimentos ao MPC, após compras sem licitação

4694CA63-FE4F-4EC5-B5E2-7CFFD072E9D9

Após 27 anos, Basic Idiomas encerra as atividades em Guarapari

Anúncio