Anúncio

Depois de reunião, feirantes concordam com mudança no horário das feiras em Guarapari

Por Glenda Machado

Publicado em 13 de outubro de 2017 às 16:40
Atualizado em 13 de outubro de 2017 às 16:40

Anúncio

Após o comunicado publicado pela prefeitura no último sábado (28), em que institui aos feirantes das Feiras Livres do Centro e de Muquiçaba, horários para que as barracas sejam montadas, e o decreto de nº 552/2017 que proíbe a comercialização dos produtos às terças e sextas durante a noite, uma grande polêmica circulou pela cidade: os feirantes seriam prejudicados por essa nova regra?

Feirantes do município debateram a questão do funcionamento da feira no Centro, juntamente com o Prefeito e a Secretaria de Agricultura. Foto: Prefeitura de Guarapari

Para demonstrar a indignação e chamar a atenção dos representantes públicos, os agricultores que trabalham no Centro, realizaram um manifesto na última quinta-feira (6), e impediram o trânsito da Rua José Barcellos de Mattos por algumas horas, até a chegada da Polícia Militar com a Fiscalização Municipal.

A discussão sobre o assunto levou a Prefeitura de Guarapari realizar uma reunião com os produtores rurais, na manhã desta sexta-feira (13), no auditório da Secretaria Municipal de Educação.

Feirantes do município debateram a questão do funcionamento da feira no Centro, juntamente com o Prefeito e a Secretaria de Agricultura, de forma a chegar à melhor definição para beneficiar o trabalhador e produtor rural de Guarapari. O prefeito da cidade, Edson Magalhães, pontuou a necessidade da criação de critérios para o ordenamento de modo a auxiliar os produtores rurais do município.

“Da forma como está, sem a correta organização, os produtores rurais de Guarapari estão sendo lesados, com uma agressão ao comercio formal. Estamos trabalhando junto aos produtores, estabelecendo critérios para ordenar a feira, auxiliando a agradando os trabalhadores e consumidores”, disse Magalhães.

Por unanimidade dos produtores da cidade, chegou-se à aprovação da ocorrência da feira livre às quartas e sábado, com a comercialização dos produtos das 4h às 14h. “Esta foi uma ação pontual que irá beneficiar todos os produtores e feiras da cidade, haja visto que os produtores de Guarapari estavam sendo prejudicados com uma concorrência desleal”, pontuou o Secretário de Agricultura, Pedro Wandekoken.

De acordo com a prefeitura, um novo decreto deverá ser publicado nos próximos dias com as definições realizadas na reunião.

*Com informações da Prefeitura Municipal de Guarapari

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

Muda-de-planta-shutterstock_302422220

Guarapari inicia neste domingo (19) uma semana comemorativa pelo Dia da Árvore

Família nômade (4)

Guarapari 130 anos: família nômade se encanta com as belezas da “Cidade Saúde”

Anúncio

Anúncio

guara-de-ouro-gri-2021-09-18-2-1

Artigo: ser cidadão guarapariense; uma honra e um privilégio!

rambutan-1

Rambutan: fruta exótica no Brasil é produzida em Guarapari

De origem asiática, o fruto é encontrado na propriedade do José Antônio Ofrante, em Rio Claro

Anúncio

Crimes virtuais

Artigo: crime virtuais; como se proteger e denunciar

guara-de-ouro-gri-2021-09-18-2

Guará de Ouro: solenidade homenageia lideranças locais e do ES que trabalham por Guarapari

Anúncio