Anúncio

Ele encontrou nas redes sociais uma forma de enfrentar o câncer

Por Glenda Machado

Publicado em 15 de maio de 2017 às 16:38
Atualizado em 15 de maio de 2017 às 16:46
Anúncio

Ser diagnosticado com câncer não é uma notícia de fácil aceitação. Os sintomas e o tratamento doloroso deixam os pacientes desanimados e desconfortáveis com a situação. Mas não necessariamente precisam agir assim. Matheus Guimarães, prestes a fazer 29 anos, tinha uma vida normal. Dias de trabalho em sua loja de açaí, sair com a namorada e às vezes um futebol com os amigos. Ao ser diagnosticado com câncer, ficou um pouco assustado, mas percebeu que precisava ser mais forte que a doença. Hoje, a sua história de luta e a forma como lida com os sintomas inspiram outras pessoas. Tanto que ele costuma receber comentários como “nem parece que você tem câncer”.

Matheus Guimarães, 28 anos, continua com seu tratamentos e encontrou nas redes sociais uma forma de superar o câncer. Foto: Glenda Machado

A notícia de que tinha câncer não veio da melhor forma. Em meados de dezembro de 2016, Matheus sentia fortes dores nas costas, sem saber o que era procurou vários médicos no município, da rede pública e até mesmo particular. Depois de fazer vários exames chegou a ser diagnosticado com pedra nos rins. Cansado com essa rotina ele procurou o Hospital Jaymes dos Santos Neves, onde recebeu a notícia que tinha câncer no pulmão. “As dores que eu sentia eram por causa do tumor que quebrou uma vértebra na minha coluna. Depois dos exames constataram que eu estava um adenocarcenoma agressivo e quando descobriram de fato o que era o meu câncer já tinha se espalhado”, relata.

Indignado com a situação da saúde pública de Guarapari, Matheus utilizou sua conta no Facebook para desabafar. Em seu primeiro post uma surpresa: 3,1 mil curtidas, 1.057 compartilhamentos e 1,5 mil comentários. O post, que se tornou viral, deu mais força para ele continuar. Remédios, alimentação e tratamento são detalhados nas descrições das fotos. “Se eu já compartilhava um pouco da minha vida na rede social por que eu teria que ter vergonha da minha nova rotina?”

Matheus conta que as pessoas pedem que ele escreva mais e que suas postagens dão força para outras pessoas na mesma situação. “As pessoas dizendo ‘obrigado pela força’, ‘nossa, que bom te ver assim’, ‘eu também tô doente, mas posso sair de casa, fazer exercício, posso sorrir’, ‘a vida não acabou’.

Matheus conta que as pessoas pedem que ele escreva mais e que suas postagens dão força para outras pessoas na mesma situação. Foto: reprodução

Com um humor ácido e cheio de críticas políticas, ele encontrou na rede social uma forma de superar a doença de forma leve. O apoio da família, dos amigos e da namorada também tem dado força à sua recuperação. Nas sessões de quimioterapia, que ele faz uma vez por mês, tenta levar um pouco da sua alegria para aqueles que se entregam para doença. “Como paciente, só me cabe ser paciente, no sentido de paciência mesmo. Saber esperar o momento certo, se vier a cura – o que eu torço muito -, é um exercício de humildade.”

Quatro meses depois de seu primeiro post ele relembra que pouca coisa mudou na saúde do município. “Alguns vereadores me procuraram, pra sei lá o que, mas nada fizeram pra tentar interceder, não sei quais são os critérios adotados nesses casos, mas sei que a função dos mesmos é fiscalizar o executivo e etc, e se não funciona, o executivo tem culpa, e se ele tem culpa, o legislativo devia fazer algo, não? Pessoas morreram, após o ocorrido comigo, houve a troca na pasta da saúde, o afastamento de um médico por negligência e só! Não por mim, eu sei… Mas penso que isso é muito pouco!”, finalizou.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

marketing digital

Readequação dos atuais negócios ao período pós pandemia da Covid-19

Foto: Reprodução

Guarapari registra mais duas mortes e totaliza 85 óbitos pela Covid-19

As vítimas fatais da doença residiam nos bairros Coroado e Santa Mônica

Anúncio
Anúncio
Imagem prioridade de tramitação - artigo Larissa

Artigo: Prioridade de tramitação nas execuções de honorários advocatícios

Casagrande

Governo do ES divulga 17º Mapa de Risco da Covid-19

O mapa terá vigência entre a próxima segunda-feira (10) e o domingo (16)

Anúncio
elder happy greeting with gift box present from his son sitting in living room.

Pandemia exige criatividade para comemorar Dia dos Pais

Confira dicas para celebrar a data durante o período de isolamento social

corona

Covid-19: 24 novos casos em Guarapari; Alfredo Chaves registra mais um óbito

Guarapari totaliza 2.174 casos confirmados e 83 óbitos, já Alfredo Chaves contabiliza 284 confirmações e 05 óbitos

Anúncio