Anúncio

Em Guarapari, ruas de Santa Mônica se encheram de buracos semanas após interrupção das obras

Segundo moradores, as obras começaram antes das eleições, pouco tempo depois, entretanto, os problemas começaram a aparecer

Por Gislan Vitalino

Publicado em 2 de fevereiro de 2021 às 18:30

Anúncio

Em Guarapari, ruas de Santa Mônica se encheram de buracos semanas após interrupção das obras
Foto: reprodução/ leitor

Os moradores da região norte do bairro Santa Mônica tiveram, por pouco tempo, a expectativa de realizar o sonho de ter suas ruas asfaltadas. Segundo relatos, as obras de asfaltamento na região começaram por volta de setembro de 2020, entretanto, as obras não foram completadas e os problemas começaram a aparecer.

Morador da rua São Jorge, o Joel Paulo de Almeida Junior explica que o problema começou na semana após o encerramento das obras. “A obra aconteceu um mês antes das eleições. Iniciaram a compactação, fizeram o primeiro estágio com solo brita e pixe, e pararam nesse primeiro estágio só com uma camada fina de asfalto. Com as chuvas no início do verão, que nem foram muitas, já encheu de buracos”, desabafa o morador.

Joel conta que o problema não é pontual. “Eu andei pelo bairro e fui observando. A situação está em mais de uma rua, e cada dia pior. Na rua mais movimentada só tem buraco”, afirmou o morador.

Sirlene Cândido também mora na rua e conta que sonhava com a pavimentação há muito tempo, mas a qualidade da obra foi frustrante. “Nós compramos os terrenos aqui há 23 anos e desde então esperamos o asfaltamento. Dessa vez, apareceram várias máquinas, bateram o solo, colocaram blocos nas laterais. os moradores ficaram na esperança de que a situação ia melhorar, mas todos se frustraram”, conta. “Com pouco mais de uma semana da obra, tinham buracos até com mato no meio do asfalto”, concluiu a moradora.

Em nota, a Prefeitura esclareceu que “a empresa responsável pela obra realizou apenas a etapa de base e imprimação para, posteriormente, executar a pavimentação asfáltica. O prazo de execução contratual é de 12 meses”.

A respeito do material perdido da primeira fase da obra até hoje, a Prefeitura informa que que “todo o material comprometido, identificado pelo fiscal do contrato, será refeito sem gerar novos custos ao município”.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

casa-lar-alfredo-chaves

Casa Lar de Alfredo Chaves inicia ação entre amigos para arrecadar recursos

WhatsApp-Image-2022-04-29-at-17.52.45-2

Estado Presente: Centro das Juventudes de Guarapari oferta três oficinas gratuitas

Anúncio

Anúncio

coluna-antonio-25nov

Coluna Dom Antônio: Novidades de Vila Velha podem render um fim de semana com passeio especial

editais-de-cultura-2022

Governo do ES lança Editais da Cultura 2022 com maior investimento de sua história

Anúncio

Paciente cm cancer

Artigo: Conheça os direitos da pessoa com câncer

somos-do-mar

‘Mar de Soluções’: espetáculo sobre poluição no mar chega a Guarapari

Anúncio