Anúncio

Empregos: cerca de mil vagas serão disponibilizadas nas obras entre Guarapari e Anchieta

Após paralisação devido a pandemia, a duplicação de mais 22 quilômetros de rodovia entre Guarapari e Anchieta retornou e deve gerar 500 empregos diretos e 500 indiretos

Por Aline Couto

Publicado em 21 de agosto de 2020 às 11:59
Atualizado em 22 de agosto de 2020 às 11:35

Anúncio

Empregos: cerca de mil vagas serão disponibilizadas nas obras entre Guarapari e Anchieta
Com a obra, serão dois viadutos e quatro novas ponte. Foto: Divulgação/Eco 101

Em meio a tanto desemprego que afeta o Espírito Santo, piorado pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), uma notícia pode renovar as esperanças de quem procura se recolocar no mercado de trabalho. Após paralisação devido a pandemia, a duplicação de mais 22 quilômetros de rodovia entre os municípios de Guarapari e Anchieta – entre o km 335 e km 357,7 – retornou e deve gerar 500 empregos diretos e 500 indiretos.

De acordo com informações da Eco101, a duplicação conta com investimentos em torno de R$ 122 milhões que proporcionará modernização da rodovia oferecendo mais conforto e segurança aos usuários da BR101/ES/BA, além de causar um impacto no mercado de trabalho, com expectativa de geração de mil empregos.

Sobre as contratações, a concessionária esclareceu que empresas terceirizadas são responsáveis por grande parte das obras e as escolhas dos trabalhadores são feitas pelas próprias. Mas a Eco101 informou que solicitou às empresas responsáveis pelas obras para que priorizem contratações locais e que viabilizem os processos junto ao Sine.

Para os municípios, as obras possibilitam a geração do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), tributo que beneficia as cidades que as obras são realizadas, gerando, assim, valores que representam em média 5% do total pago pelos serviços realizados.

Somente neste ano, a concessionária deve investir R$ 84 milhões em obras de duplicação, mais R$ 76 milhões em obras de restauração da rodovia, incluindo o pavimento e sinalização e R$ 20 milhões em outros serviços operacionais, totalizando R$ 180 milhões em investimentos. Além disso, até 2022 a concessionária deve aplicar aproximadamente R$763 milhões na BR101.

Em tempo

A Eco101 mantém obras de duplicação entre Viana e Guarapari, intervenções que tiveram início em maio de 2018. Deste trecho, 15 quilômetros foram entregues de forma antecipada, em setembro e outubro passado. Já os 15 quilômetros restantes estão com a entrega prevista até o final deste ano. O investimento para a duplicação desses 30 quilômetros soma R$ 150 milhões e a obra gerou, em média, 150 novos postos de trabalho diretos e 50 indiretos. O novo trecho possui, em toda sua extensão, pista duplicada em cada sentido, separadas por canteiro central ou barreira de segurança de concreto.

Vagas Eco101

Em paralelo, a concessionária conta com uma área de recrutamento para empregos diretos. Os interessados podem se candidatar às vagas disponíveis no site ou cadastrar o currículo no banco de talentos em www.eco101.com.br na aba “Atendimento” e “Trabalhe Aqui”.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

ultrasonografia_feto_foto-Amina-Filkins-Pexels

Estado e Município devem custear fertilização in vitro de moradora de Guarapari

violência-doméstica-550x293-1

2020 teve menos denúncias e mais prisões relacionadas à violência contra a mulher em Guarapari

Para a titular da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) de Guarapari, Dra. Francini Moreschi, pandemia pode ter dificultado denúncias

Anúncio

Anúncio

coluna dom antonio rotativo (7)

Rotativo: será que emplaca?

divulgacao_ales_celular_educacao

Lei permite doação de celulares apreendidos para estudantes da rede pública

A ideia é que os aparelhos sejam utilizados para estudos e para o acompanhamento de aulas à distância

Anúncio

WhatsApp-Image-2021-01-23-at-15.06.18

“De Jovem para Jovem”; Sarau virtual seleciona artistas da periferia de Guarapari

Para participar é preciso ter entre 9 e 30 anos, ser morador de um bairro de periferia e ter a disponibilidade para gravar um vídeo da apresentação cultural participante.

rillari_7_anos-bonecas (4)

Venda de bonecas ajuda a custear tratamento da Rillari, de 7 anos

A Rillari, filha da Valéria, possui Síndrome de Edwards. Bonecas estão disponíveis na Feinartg até segunda-feira (25)

Anúncio