Anúncio

Entrevista: Renato Casagrande

Por Carolina Brasil

Publicado em 8 de janeiro de 2018 às 15:06
Atualizado em 9 de janeiro de 2018 às 13:08
Anúncio

O ex-governador do Espírito Santo e presidente da Fundação João Mangabeira, Renato Casagrande (PSB), como de costume, visitou a cidade e marcou presença na XVI Feinartg – Feira Interestadual de Negócios do Artesanato de Guarapari, que acontece na área externa do Radium Hotel. O evento, já tradicional por aqui, reúne artesanatos nacionais, de outros países e principalmente a produção local, valorizando e fomentando a economia da região. Na ocasião, em entrevista aos jornais Folha da Cidade e folhaonline.es, Casagrande fala sobre o cenário político brasileiro, avalia o governo capixaba e aponta as qualidades e as necessidade de Guarapari. Confira a seguir:

Foto: Hamilton Garcia

Folha: Como o senhor avalia o cenário político nacional e também aqui no estado?

Renato Casagrande: O quadro nacional está muito instável, confuso e com pouca visibilidade. É preciso esperar um pouco para saber quais candidaturas serão consolidadas. O candidato mais forte, hoje, é um candidato que pode ser impedido de concorrer às eleições 2018. Com a indefinição nacional, fica o processo indefinido, também, em cada estado brasileiro. Nós teremos uma eleição, de fato, atípica, não só pela crise, mas pela conflagração da política brasileira. Mas, acredito que a partir do mês de abril teremos uma clareza do cenário político nacional e, consequentemente, aqui também.

Folha: Qual a sua avaliação sobre o anúncio de mais um bilhão em investimentos feito pelo Governo do Estado para 2018?

RC: Isso deve ser condenado pela sociedade capixaba, os cortes feitos nos três primeiros anos, em todas as áreas e sem critério, causou um prejuízo enorme ao Espírito Santo. Nós tivemos um retrocesso em todas as áreas: aumento de 20% no número de homicídios em 2017, menos leitos hospitalares, redução de vagas em escolas e ausência do governo nos programas de assistência social, por exemplo. É uma pena ver uma prática tão atrasada, de juntar dinheiro por três anos, para fazer um gasto sem critério no último ano, sendo este eleitoral.

Folha: Guarapari voltou ao cenário com o estudo publicado sobre a nossa areia monazítica. O senhor vê isso como uma oportunidade econômica para a cidade?

RC: Guarapari, além da areia monazítica, que de fato tem características medicinais, possui uma beleza que poucos lugares do mundo têm e precisa de investimento. Foi por isso que, durante o nosso Governo, aplicamos mais de 100 milhões de reais em obras para abastecimento de água e tratamento de água e esgoto. Logo, logo, Guarapari vai desfrutar da obra do canal que nós contratamos. Essa urbanização poderia estar pronta há mais de um ano, mas foi paralisada pelo governo atual economizando e cortando gastos. Mas, apesar disso, fico muito feliz por ter dado essa contribuição ao município. Guarapari precisa de mais, do Estado mais presente, como estivemos durante a nossa gestão Estadual.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Grupo “Cheios da Graça” homenageia profissionais da saúde do Hifa Guarapari

Por meio de cartazes com mensagens de carinho fixados na fachada do hospital, o grupo demonstrou gratidão pela dedicação dos profissionais

Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari contabiliza 204 casos; 07 pacientes estão hospitalizados

135 pessoas já se curaram da doença no município; Outras 162 aguardam o resultado do exame

Anúncio
Anúncio
Foto: Arquivo Folhaonline.es

Agências da Caixa abrirão nesse sábado (30) em Guarapari para pagamento do auxílio

Beneficiários nascidos em janeiro poderão sacar 2ª parcela do auxílio em espécie; As agências da Caixa localizadas nos bairros Centro e Muquiçaba funcionarão

sala de aula

Prefeitura mantém aulas suspensas e decreta reabertura das academias em Guarapari

Santuário interno 6

Festa Nacional de São José de Anchieta 2020 será transmitida ao vivo em redes sociais

Nesse domingo (31), a relíquia de São José de Anchieta sairá pelas ruas do município que leva seu nome e conserva seu Santuário

Foto: Divulgação

Parceria entre Sesi e Sebrae ajudará pequenas empresas do ES no combate à Covid-19

Com o cenário de pandemia, o Sesi construiu uma consultoria para auxiliar as micro e pequenas empresas na criação de um Plano de Enfrentamento à Covid-19