Anúncio

Antônio Ribeiro escreve para o folhaonline.es aos domingos e, a cada semana, o colunista relaciona Guarapari ao tema do momento. Antônio é administrador de empresas, viveu em Porto Alegre, São Paulo e Curitiba, esteve em todos os estados brasileiros, a exceção de Acre, Roraima e Amapá, ministrou cursos em todos os países da América Latina, menos nas três Guianas, e escreveu o Guia de Férias e Feriadões.

Espaço multiuso em área nobre histórica de Guarapari: A Mibra

Por Antônio Ribeiro

Publicado em 26 de julho de 2020 às 09:00
Atualizado em 27 de julho de 2020 às 12:14

Anúncio

Foto: Antônio Ribeiro

Já que as aplicações de uma das mais tradicionais praças da Cidade Saúde, a Trajano, tem batido recordes de leituras e curtidas, vamos continuar nela, tratando de otimizar seu entorno com atividades turísticas.

Nesta coluna trataremos de um terreno que fez parte da história de Guarapari com a exportação de areia monazítica e atualmente encontra-se baldio e abandonado: o que foi parte da sede da Mibra.

Situado em local privilegiado, serviu durante três anos como canteiro de obras da empresa que construiu o porto das escunas e hoje é estacionamento que funciona só duas vezes: no ano novo e no carnaval.

Foto: Antônio Ribeiro

Quer em iniciativa da Prefeitura, com desapropriação do terreno ou da iniciativa privada pelo proprietário ou parceiro deste, a proposta envolve sua transformação em um centro esportivo cultural.

Na parte plana do terreno ficaria a quadra poliesportiva: futsal, vôlei e basquete. Se construído pela prefeitura, de uso gratuito e se pela iniciativa privada, com valor acessível para ser bastante utilizada.

No setor esquerdo, onde passa uma pequena rua para um píer e lanchonete, ficariam os banheiros (M, F e E) e os vestiários (F e M). Em cima destes, uma laje estruturada para ser palco dos shows.

Nas quintas feiras poderia ser reservada a teatro e apresentações culturais, das 19 às 21 hs; nas sextas para serestas e serenatas, das 20 às 23 horas; nos sábados ao forró, das 19 às 23 horas e domingo ao samba, das 18 às 22 horas.

Foto: Antônio Ribeiro

No plano inclinado do Morro do Atalaia se construiria uma arquibancada para assistirem os jogos e os shows. A quadra seria usada para dançar e eventualmente, para mesas e cadeiras.

O atendimento de comes e bebes, poderia ser feito pelos já existentes: lanchonete, restaurante e sorveteria, além dos food trucks sugeridos na coluna anterior, que ficariam no entorno da praça para atender também às escunas.

Esta é mais uma sugestão complementar para incrementar a Praça Trajano, hoje sub aproveitada, para com o turista gerado pelas dez escunas, que na temporada fazem circular 1.000 pessoas dia.

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

vacinacao-2021-09-16-1

Desencontro de informações causa aglomeração em vacinação de adolescentes de Guarapari

Ação de vacinação contra a Covid-19 aconteceu no Complexo Esportivo Maurice Santos, em Muquiçaba

IMG-3566

Economia e PIB capixaba apontam crescimento; Casagrande aposta em novos investimentos no Estado

“São fatos que dão ao Estado a capacidade de continuar atraindo investimentos e ter recursos para fazer outros importantes”, disse o governador

Anúncio

Anúncio

Sempre-tem-supermercado-foto-Antônio Ribeiro

Atacado oferta vagas de emprego em Guarapari

Além das ofertas de vagas em Guarapari, grupo também aceita currículos de moradores do município para vagas na Grande Vitória

exposicao-de-quadros-pmg-2021-09-16-1

Guarapari 130 anos: exposição de quadros ressalta belezas naturais do município

Evento integra celebração dos 130 anos da Emancipação Política do município

Anúncio

IMG_20210910_164037

Liquida Guará: semana de descontos de Guarapari tem apoio do Sicoob Sul Litorâneo

Jovens-1536x1025

Guarapari inicia a 1° Semana das Juventudes

Anúncio