Anúncio

Espírito Santo está em 1º lugar na aplicação da Lei Anticorrupção

Segundo o levantamento, desde que a lei entrou em vigor, foram abertos 81 processos para apurar fraudes em compras públicas

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 9 de fevereiro de 2021 às 18:45
Atualizado em 10 de fevereiro de 2021 às 18:34

Anúncio

Foto: reprodução

Um levantamento realizado pela Folha de São Paulo e publicado nesse domingo (07) aponta que o Espírito Santo é o Estado mais efetivo na aplicação da Lei Anticorrupção (Lei 12.846/2013), que estabelece sanções a empresas envolvidas em fraudes em compras públicas.

De acordo com o levantamento, desde 2014, quando a lei entrou em vigor, a Secretaria de Controle e Transparência (Secont) abriu 81 Processos Administrativos de Responsabilização (PAR) para apurar o envolvimento de empresas em fraudes em compras públicas no Estado. 

O recorde de abertura de processos aconteceu em 2019, quando foram instaurados 20 PAR. Já em 2020, foi aplicada a multa de maior valor a uma empresa com base na Lei Anticorrupção. A empresa condenada foi multada em R$ 4.165,428,58 por fraudar contratos para a construção de escolas, falsificando medições de execução das obras com o objetivo de receber por serviços que não haviam sido efetivamente realizados.

Dentre os 81 PAR instaurados no Estado desde 2014, quando a lei entrou em vigor, 40 já foram finalizados e resultaram na aplicação de punição a 48 empresas, com multas que somam mais de R$ 11 milhões em recursos, que são revertidos para aplicação em ações de combate à corrupção.

Pioneirismo

A Lei Anticorrupção prevê a aplicação de multas no valor equivalente a até 20% do faturamento das empresas no ano anterior à participação na licitação, além de inclusão no Cadastro Nacional de Empresas Punidas (Cnep), da Controladoria Geral da União (CGU), o que impede a participação, por até cinco anos, em contratações e licitações realizadas pelo Governo do Estado.

O Estado foi um dos pioneiros na regulamentação da legislação, e o primeiro a criar uma estrutura administrativa para a aplicação da legislação: a Subsecretaria de Integridade Governamental e Empresarial (Subint). A primeira multa aplicada a uma empresa com base na lei partiu daqui, em 2016. 

O Espírito Santo também saiu na frente na criação e regulamentação do Fundo Estadual de Combate à Corrupção, que recebe recursos provenientes das punições aplicadas para aplicação em ações de prevenção.

Imagem: reprodução

*Com informações de Assessoria de Comunicação da Secont.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

Covid-19_ES ultrapassa 10 mil obitos - 2021-05-11

Painel Covid-19: Guarapari se aproxima de 350 e ES ultrapassa 10 mil óbitos por Covid-19

Segundo a última atualização, na tarde de hoje (11), o número de óbitos chegou a 10.013 em todo o Estado

vacina_butantan_covid-divugacao_es

Guarapari abre agendamento para segunda dose da Coronavac em idosos acima de 70 anos

Anúncio

Anúncio

vacinacao-gripe-vilhena-2021-05-11

Imunização contra gripe para idosos e professores começou hoje (11) em Guarapari

Desaparecido Secr Saúde1

Encontrado morador de Guarapari que estava desaparecido

Anúncio

vacina pfizer

Vacina da Pfizer será aplicada em gestantes do ES após suspensão da AstraZeneca

A vacina, até então, só estava sendo aplicada em moradores de Vitória; Anvisa orientou a suspensão da aplicação da AstraZeneca em gestantes nessa segunda-feira (10)

Fachadas Pitágoras.com_

“Solidariedade que transforma”: faculdade de Guarapari adere a campanha de arrecadação de alimentos

Kroton lança campanha nacional de arrecadação de alimentos e artigos de higiene

Anúncio