Anúncio

Evento motiva mulheres empreendedoras em Guarapari

Por Carolina Brasil

Publicado em 16 de maio de 2018 às 15:17
Atualizado em 16 de maio de 2018 às 15:30

Anúncio

A 2ª edição do “Elas Empreendedoras, café com negócios”, aconteceu nessa terça-feira (15) no Hotel Porto do Sol, na Praia do Morro.

Evento motiva mulheres empreendedoras em Guarapari

Evento “Elas Empreendedoras” tem 2º encontro em Guarapari. Foto: Hamilton Garcia

Três empreendedoras de Guarapari expuseram as histórias por trás de cada negócio ou atividade que desempenham, durante o 2º encontro do “Elas Empreendedoras, café com negócios”, realizado no Hotel Porto do Sol na noite de ontem (15). O público presente pode conhecer as particularidades e as nuances das trajetórias dessas mulheres, que serviram de inspiração e motivação nesse contexto de empoderamento econômico e social feminino. “Neste segundo encontro, tivemos a oportunidade de conhecer histórias de mulheres empreendedoras da cidade, mostrando que é possível sim empreender. E mais, conhecer os bastidores do sucesso delas é uma forma de inspiração, recebi um retorno excelente”, destacou Carolina do Valle, idealizadora do evento.

Evento motiva mulheres empreendedoras em Guarapari

As convidadas: Riane Vilela, Regina Bretas e Camila Amaral. Foto: Hamilton Garcia

Com mais de 20 anos de empreendedorismo da área da odontologia, Riane Vilela foi uma das convidadas para o painel e destacou que a administração do tempo é peça chave, principalmente para a mulher que assume inúmeros papéis. “Costumo dizer que tenho sete vidas, entre elas a administração da clínica, a atuação professora universitária e mãe, por exemplo. Para que tudo isso funcione bem, é preciso foco para conseguir cumprir com o planejado”, aconselhou a dentista.

As apresentações mostraram que por mais que a empresária domine o negócio, há sempre o que aprender. “Acho esses eventos e que esses momentos são sempre muito bacanas, acrescentam algo novo para o nosso dia a dia. Mesmo em áreas diferentes, todo conhecimento compartilhado agrega para melhor o que já temos”, ponderou Cláudia Ribeiro Silva, que atua como autônoma na administração de condomínios.

De acordo com a organização do “Elas Empreendedoras, café com negócios”, uma pesquisa apontou que a taxa de empreendedorismo feminino é de 15,4%, contra 12,6% dos homens, considerando os novos empreendedores que possuem um negócio com até três anos. “Eu criei o evento para promover encontros das empreendedoras da cidade com o objetivo de gerar relacionamento, fortalecer o networking, conhecer novas clientes e promover possíveis parcerias”, enumerou Carolina.

Enquanto isso, o próximo evento está previsto para agosto. Mais uma oportunidade de renuir e motivar cada vez mais mulheres empreendedoras de Guarapari. “Para mim, este encontro já entrou no calendário da cidade. Espero uma novidade a cada edição e a participação ainda maior das nossas mulheres que estão por aí, produzindo, gerando negócios e trabalho”, comentou a empresária Elisa Santos.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

ultrasonografia_feto_foto-Amina-Filkins-Pexels

Estado e Município devem custear fertilização in vitro de moradora de Guarapari

violência-doméstica-550x293-1

2020 teve menos denúncias e mais prisões relacionadas à violência contra a mulher em Guarapari

Para a titular da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) de Guarapari, Dra. Francini Moreschi, pandemia pode ter dificultado denúncias

Anúncio

Anúncio

coluna dom antonio rotativo (7)

Rotativo: será que emplaca?

divulgacao_ales_celular_educacao

Lei permite doação de celulares apreendidos para estudantes da rede pública

A ideia é que os aparelhos sejam utilizados para estudos e para o acompanhamento de aulas à distância

Anúncio

WhatsApp-Image-2021-01-23-at-15.06.18

“De Jovem para Jovem”; Sarau virtual seleciona artistas da periferia de Guarapari

Para participar é preciso ter entre 9 e 30 anos, ser morador de um bairro de periferia e ter a disponibilidade para gravar um vídeo da apresentação cultural participante.

rillari_7_anos-bonecas (4)

Venda de bonecas ajuda a custear tratamento da Rillari, de 7 anos

A Rillari, filha da Valéria, possui Síndrome de Edwards. Bonecas estão disponíveis na Feinartg até segunda-feira (25)

Anúncio