Anúncio

Guarapari: Reunião discute segurança no bairro Itapebussu

O debate contou com a presença da polícia militar e discutiu o aumento de furtos e roubos em Itapebussu e no entorno

Por Aline Couto

Publicado em 14 de agosto de 2020 às 16:08
Atualizado em 15 de agosto de 2020 às 15:06

Anúncio

Fotos: Reprodução.

Nessa quinta-feira (13) representantes do bairro Itapebussu se reuniram com a comandante da 1ª Companhia do 10º Batalhão da Polícia Militar, capitão Clícia Cupertino e em pauta estava o aumento dos números de roubos e furtos na comunidade.

“Convidei o 10° Batalhão da Polícia Militar de Guarapari, na pessoa do seu comandante Tenente Coronel Emerson Caus para uma reunião no bairro. Ele prontamente nos atendeu e informou que o Capitão Clícia, responsável pelo setor, compareceria”, pontuou o capitão da reserva da Polícia Militar Benedito Correa, morador do bairro.

Devido a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), a reunião presencial de ontem, na Igreja Católica Santa Luzia, Itapebussu, contou com apenas 15 representantes do bairro que explanaram as necessidades da comunidade, em especial na área da segurança.

“Falamos sobre o aumento de furtos em residências e roubos a transeuntes e pedimos um patrulhamento mais efetivo. Também solicitamos ações para coibir os rachas de motocicletas que ocorrem nessa região. Além de mais segurança no entorno da lagoa, onde moradores em situação de rua tomaram conta e vivem na mata. Também falamos sobre a falta de iluminação pública e de câmeras de vídeo monitoramento no bairro “, explicou Capitão Dito, como é conhecido.

Moradora de Itapebussu há seis meses, Vanuza Matias teve a casa furtada no último domingo (09). “Era Dia dos Pais e a família estava toda reunida vendo televisão, por volta das 20h. Minha casa tem três andares e o furto aconteceu no último andar. Ele entrou no quarto da minha filha levou o celular que estava carregando e um saco de moedas. Entrou e saiu sem que soubéssemos. Só percebemos quando minha filha subiu, não acho o aparelho e vimos marcas na parede. Ficamos assustados, todos em casa. Na segunda já providenciamos grades”.

Imagem retirada da câmera da casa vizinha que filmou toda a ação do furto. Nesse momento o homem entra no terreno ao lado da residência de Vanuza para depois escalar a parede e entrar no último andar da casa.

Capitão Clícia pontuou que ouviu as demandas da comunidade e o que cabe a PM irá providenciar. “Vamos intensificar o policiamento com ações pontuais e junto ao setor de trânsito fazer abordagens nos locais e horários que foram descritos sobre as motocicletas”.

A comandante aproveitou para reforçar a necessidade de registrar as ocorrências de furto e roubo e explicou como funciona o efetivo da polícia militar. “É de acordo com os números registrados que sabemos quais lugares estão com maiores índices de criminalidade e assim direcionamos nossos efetivos. Trabalhamos com estatísticas”.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Samarco ajuíza Recuperação Judicial para manter suas atividades de produção

Objetivo é equacionar endividamento financeiro para garantir proteção para ativos e postos de trabalho após retomada da produção em dezembro de 2020

Como-Montar-Uma-Clinica-Medica

Câmara de Guarapari aprova contratação de médicos e pagamento de auxílio aos profissionais de Saúde

Ambos projetos foram aprovados em unanimidade pelos vereadores presentes e seguem para sanção do Prefeito

Anúncio

Anúncio

policia_civil-delegacia-GRI

Polícia Civil prende em Guarapari suspeitos de roubo a postos de gasolina

O crime teria ocorrido no dia 7 de dezembro de 2021

kettle-bell-592905_640

TJES concede liminar para suspensão de Lei que considera atividades físicas como essenciais em Guarapari

Liminar visa suspender Lei Municipal nº4435/2021, que estabelece atividades ligadas à educação física como essenciais

Anúncio

50º-MAPA-DE-RISCO---12.04-a-18.04

Mapa de Risco: 42 cidades em Risco Extremo, incluindo Guarapari e Anchieta

Apenas dois municípios (Conceição da Barra e Ibitirama) estão classificados como de risco moderado

vacina 65 69 2

Agendamento para vacinar idosos de 60 a 64 anos contra Covid-19 abre segunda-feira (12) em Guarapari

Anúncio