Anúncio

Impacto da reforma da previdência é tema de reunião pública em Guarapari

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 7 de abril de 2019 às 12:00
Atualizado em 5 de abril de 2019 às 18:56

Anúncio

A reunião aconteceu na Câmara de Guarapari e contou com a presença de vereadores e outros representantes da sociedade civil.

A reunião aconteceu na última terça-feira (03). Foto: Reprodução.

Uma reunião pública realizada na Câmara Municipal de Guarapari esta semana, discutiu sobre a reforma da previdência e os impactos da Medida Provisória nº 871/2019 e da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 06/2019. O encontro, que aconteceu na última terça-feira (03) foi proposto pelo vereador Clebinho Brambati (PTB) e contou a presença dos vereadores  e outras autoridades.

Na reunião, o presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares do Espírito Santo (Fetaes),Júlio Cezar Mendel e o advogado especialista em direito previdenciário Victor Lau, explicaram para os trabalhadores presentes os impactos que a reforma pode trazer.

Júlio explicou algumas mudanças propostas na reforma, como o caso dos assegurados especiais, que, para ter direito ao benefício, terão que fazer uma contribuição anual obrigatória de R$ 600,00 por grupo familiar e o fim da acumulação de benefícios. Outra regra afeta as pessoas em situação de miséria que hoje recebem um auxílio de um salário mínimo. Elas passariam a receber R$ 400,00 a partir de 60 anos e um salário mínimo somente aos 70 anos. Para o presidente da Fetaes a reforma é necessária, mas deve ser revista. “Não sou contra a reforma. O Brasil precisa muito dela. Mas, é muito injusto e desumano fazer a reforma com quem ganha um salário mínimo e não fazer com quem ganha R$ 30 mil”, afirmou Júlio.

A reunião contou com a presença de vereadores e representantes da sociedade civil.

Segundo o advogado previdenciário, com a PEC, o sistema previdenciário passa de regime solidário, onde todos contribuem, para um regime de capitalização, onde cada trabalhador tem direito a receber o benefício de acordo com o que contribuiu. Isso seria um risco porque nem todo mundo teria condições de contribuir o suficiente para se manter durante a aposentadoria.  “Sou a favor da reforma previdenciária, mas antes de fazer a reforma e atacar direitos sociais, a gente não pode pensar não só em números. A gente está falando de pessoas que a maior parte da renda familiar depende do sistema previdenciário”, disse Victor.

De acordo com o vereador Clebinho Bramabati, se aprovada, a PEC e a medida provisória pode trazer graves consequências para o meio rural como a falta de incentivo para os jovens permanecerem no campo. “Nós, junto com a Comissão de Agricultura, iremos fazer um documento assinado pelos vereadores para entregar para os deputados manifestando a nossa preocupação com a reforma da previdência para o setor agrícola. Vamos pedir para que sejam sensíveis e não crie nem transtorno social e econômico para este seguimento tão importante que é o da agricultura familiar e dos pescadores”, finalizou.

Também estavam presentes os vereadores Marcos Grijó (PDT) e Denizart Luiz (PSDB); o secretário adjunto de Meio Ambiente e Agricultura, David Arpini; o presidente do Sintrag, Thiago Magno; o técnico do Incaper José Antônio Pereira do Nascimento e a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares, Stela Mares Simões Melo. O deputado federal Ted Conti e o deputado estadual Carlos Von foram representados pelos assessores Jean Brandão e Cílio Lyra, respectivamente.

*Com informações da Câmara Municipal de Guarapari.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

situacao_de_rua_2021-06-23

Situação de Rua: o que pensam organizações de Guarapari que trabalham com essa população

Em Guarapari, parte da população têm notado um aumento de pessoas que encaram essa condição

Capacetes Elmo

Espírito Santo recebe doação de 158 capacetes ELMOs para pacientes com Covid-19

Anúncio

Anúncio

xepa vacina

Governo do Estado cria regras para “xepa” das vacinas nas cidades do ES

Orientação da Sesa é que as doses excedentes sejam utilizadas em quem pertence ao grupo contemplado ou para as pessoas da faixa etária seguinte

procurados-2021-06-23

Polícia Militar divulga 5 criminosos de Guarapari procurados pela Justiça

Caso tenha informações, população pode ajudar a polícia através do Disque-Denúncia (181)

Anúncio

Eco 101 - duplicação

Duplicação: desvio de tráfego em Anchieta para construção do viaduto de acesso a Alfredo Chaves

vacinacao_50-mais-gri2021-06-12

Guarapari realiza novo agendamento para pessoas acima de 40 anos

Anúncio