Anúncio

Infectologista explica os mitos e verdades sobre a Febre Amarela

Por Glenda Machado

Publicado em 8 de março de 2017 às 09:00
Atualizado em 8 de março de 2017 às 09:00

Anúncio

Os registros de mortes entre humanos e macacos por conta da febre amarela tem assustado os moradores do Espírito Santo desde que 2017 começou. Dezenove pessoas morreram por causa da doença, em 12 municípios, e ainda há casos em investigação.

febre-amarela

Dezenove pessoas morreram por causa da doença, no Espírito Santo

Até esta sexta-feira (3) foram 253 notificações de febre amarela e 78 casos confirmados para o tipo silvestre. Apesar da campanha de vacinação já ter começado no estado, muitas são as dúvidas sobre a doença.

O Folha da Cidade conversou com o médico infectologista Paulo Peçanha, que tirou dúvidas sobre a doença e alertou que a população e moradores que transitam pela zona rural de Guarapari devem tomar vacina. Confira:

O que é a febre amarela?

É uma virose transmitida por insetos, existe no Brasil há muitos anos. É uma doença que veio do reino animal: veio de macacos, tem uma transmissão por mosquitos.

“A febre amarela que estamos tendo no Espírito Santo hoje é a febre amarela silvestre. Uma pessoa que vai perto de uma região de mata é picada por mosquitos chamados Haemagogus ou Sabethes”, explicou Peçanha. Ele alerta que em Guarapari pessoas que transitam pela área rural devem tomar vacina. “Guarapari possui uma área rural muito grande, inclusive que faz divisa com alguns municípios onde foram encontrados macacos infetados”.

O mosquito Aedes aegypti pode transmitir a doença?

Segundo o médico infectologista, há o medo de que as pessoas que tem a febre amarela silvestre contaminem os mosquitos que estão na cidade. “O Aedes é um excelente transmissor de dengue, chikungunya e zika, mas é preciso que haja uma infestação de Aedes muito grande. Então, no Brasil não teve febre amarela no Brasil desde a década de 40, porque à medida que a gente consegue manter a infestação baixa combatendo o mosquito da dengue, de certa forma a gente está se protegendo da febre amarela”.

Quais são os sintomas da febre amarela?
O início da febre amarela é parecido com qualquer outra infecção viral, inclusive a dengue. Os primeiros dias são de febre, dor de cabeça, alguma dor nos olhos, dor nas costas.

“Isso pode ter graus diferentes, pode até ser uma febre muito besta. Mas para cada caso grave de febre amarela, teve casos muitos simples. Na segunda fase da doença, aparece a icterícia, o amarelão. A pessoa pode ficar um ou dos dias sem febre e desenvolve o olho amarelo, sangramentos. Pode sangrar no nariz, na boca, e pode eventualmente perder a função do rim”, afirmou o médico infectologista.

O mais comum é a pessoa ter 3 a 4 dias de febre, 1 ou 2 dias há a melhora e depois desenvolve o quadro mais agressivo.

Qual a forma de prevenção da febre amarela?
A prevenção é a vacina, mas as pessoas que eventualmente não puderem se vacinar devem usar o repelente, de preferência o mais duradouro.

Quais os efeitos colaterais da vacina?
A vacina é muito segura, usada no mundo todo. “Não tem muito risco, não. Basicamente vermelhidão e dor no local. Em algumas pessoas pode causar febre e vômito, mas isso depende de como o vírus age no corpo da pessoa”, disse o médico.

Quanto tempo demora para a vacina fazer efeito?

São necessários 10 dias para desenvolver os anticorpos para combater a doença.

Quem não pode tomar a vacina?

Pessoas que fazem tratamentos, quimioterapia ou radioterapia. “É contra indicado também para mulheres grávidas e que amamentam. Bebês abaixo de nove meses também não devem tomar vacina”. Para os idosos Peçanha faz uma ressalva: “Podem tomar, mas é melhor ter uma indicação médica”.

Por que, no Brasil, são necessárias duas doses da vacina para estar imunizado o resto da vida?

A Organização Mundial de Saúde (OMS) viu em seus estudos que com apenas uma dose o risco era tão baixo que passa ser desprezível considerando a produção de vacina no mundo inteiro. “A produção da vacina é muito menor do que a demanda. O Brasil como é o maior produtor mundial entendeu que como faltavam estudos, resolveu deixar duas doses”, explicou o médico.

Onde vacinar?

Em Guarapari, a vacinação contra a febre amarela no município acontece em escolas e postos de saúde. No dia 11 de março, será feito um Dia D de vacinação contra a doença. No Ginásio Polivalente a vacinação continua até sexta-feira (10) em dois períodos: à partir das 8 horas e depois às 18 horas. Segundo a Prefeitura Municipal de Guarapari para realizar a vacinação é necessário que a pessoa leve documento com foto, cartão de vacina e carteirinha do SUS. Confira as datas e locais de vacinação pelas cidade.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

pronunciamento-16.11.22

66° Mapa de Risco mantém Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves em risco baixo para Covid-19

ES anuncia retomada de eventos esportivos e confirma Jogos Escolares em Guarapari

Evento vai acontecer em Setembro em formato específico para evitar contágio pelo Coronavírus

Anúncio

Anúncio

CasadeApoio

Bazar arrecada valores para manter serviços ofertados em Casa de Apoio de Guarapari

A ONG “Amigos no Bem” inaugurou a Casa de Apoio Matheus Garcia no ano passado. Somente no último mês, o local distribuiu 115 cestas básicas e 25 caixas de leite aos mais necessitados

afag-futebol-guarapari-2021-07-30-3-1

Final do Campeonato da Cidade de Guarapari acontece neste domingo (01)

Anúncio

educação

Sedu abre processo seletivo para professores efetivos e em designação temporária

taxis-guarapari-fiscalizacao-2021-07-30

Fiscalização de táxis de Guarapari começa na próxima segunda-feira (02)

Anúncio