Anúncio

Monumentos de Guarapari: um abandono à história e à cultura da cidade

Por Glenda Machado

Publicado em 9 de julho de 2015 às 18:31
Atualizado em 9 de julho de 2015 às 18:31
Anúncio

Que tal ser turista por um dia em sua própria cidade? É o que propõe um roteiro histórico-cultural promovido pela Prefeitura de Guarapari. Um passeio que pode ser agendado com o departamento de Cultura da Secretaria Municipal de Esporte, Cultura e Turismo (Sectur). Foi até notícia em nossa edição passada. No entanto, após receber denúncias do descaso do poder público para com os monumentos, a nossa equipe resolveu verificar de perto a situação desses atrativos que fazem parte da história e da cultura do nosso município.

ruinas 2

SOB RISCO de cair, prefeitura licitou empresa para fazer a contenção da Ruínas.

O Poço dos Jesuítas – o único que ainda resta dos vários edifícios construídos pelos jesuítas no século XVI – está servindo de ducha para muitos moradores de rua. A Ruínas – igreja construída em 1677 dedicada à Nossa Senhora da Conceição – está prestes a desmoronar de vez. O Radium Hotel – um dos hotéis cassinos mais famosos na década de 50 – virou ponto de usuários de drogas. E a Antiga Matriz – construída pelo Padre José de Anchieta que deu início ao povoamento de Guarapari – foi a própria comunidade quem fez a restauração.

“Os moradores de rua vão lá no poço, tomam banho, lavam roupa, deixam tudo sujo. Deixam sabão jogado, um monte de garrafa pet. E não precisa disso. A Casa Dia na Prainha tem espaço adequado para higienização. A Ruína está caindo e vai acabar de cair. A parte frontal da torre começou a ceder. Mas tudo piorou depois que a prefeitura cortou as árvores do local sem uma análise técnica, porque elas serviam de sustentação para uma das paredes da torre que agora está desmoronando”, desabafa a pesquisadora Beatriz Bueno.

Matriz antiga - altar 1

ANTIGA Matriz foi restaurada graças ao empenho dos moradores.

E a Igrejinha, de acordo com ela, só está em boas condições porque a própria comunidade arregaça as mangas e corre atrás. “Se não fosse o padre Paulo Régis e o pessoal da Ufes, aquilo ali também estaria acabado. Nós cuidamos da restauração. Depois de mexer na fachada com a substituição das conchas, agora restauramos o altar. Está lindo! A prefeitura tinha que fazer essas ações de resgatar e preservar a identidade histórico-cultural do nosso povo. O abandono e descaso são uma vergonha!”, lamenta Beatriz.

Com o Radium Hotel não é diferente. “Se está de pé e tendo uma manutenção decente dentro das nossas possibilidades é graças à Associação de Moradores do Centro (AmoCentro). Como hoje tudo se confunde, quem é morador de rua, quem é usuário de droga, difícil distinguir eles no meio da escuridão à noite ali no entorno do Radium Hotel. Muitos ameaçam, dizendo que se não queremos ajudar, depois vamos achar ruim quando eles roubarem e assaltarem a gente”, conta o presidente da AmoCentro, Alberto Crespo.

 

O outro lado

A Prefeitura, por meio de nota, explicou que os monumentos recebem manutenção periodicamente. “No Poço, por exemplo, houve um trabalho de arborização e iluminação recentemente. São ações consideradas simples, mas que afugentam a presença de pessoas em situação de rua. Quanto à Ruínas, o município licitou empresa que está realizando a segunda fase de estudos técnicos e estruturais para a contenção – primeira intervenção necessária”.

Quanto aos moradores de rua, disse que “são feitas abordagens constantes pela Casa Dia. Local onde são oferecidas higienização, refeição e triagem para possível encaminhamento à cidade de origem. Mas muitos são reincidentes e outros recusam auxílio, tendo que respeitar o direito constitucional de ir e vir. Eles contam que é cômodo ficar na rua, onde a população oferece farta alimentação, roupas e dinheiro”. Denúncias podem ser feitas pelo telefone 3262-1220.

Reportagem: Lívia Rangel

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari registra 10 novos casos e mais 5 curados

Ao todo, o município contabiliza 161 infectados; Desses, 116 já estão curados

Foto: Reprodução

Profissional da saúde com Covid-19 é encontrada trabalhando em Guarapari

Descumprir o isolamento é infração sanitária e pode ser enquadrado como crime contra a saúde pública

Anúncio
Anúncio
civilpm

Policiais prendem um suspeito de assalto e outro de tentativa de homicídio em Guarapari

wendel1

Vereador de Guarapari poderá ser condenado a devolver dinheiro e a pagar multa

MPC pede condenação de Wendel Lima, então presidente da Câmara em 2017, por autorizar despesas sem interesse público

capa jose luiz

Médico que mora em Guarapari vence a Covid-19 e compartilha luta contra o vírus

“A gratidão é por uma nova chance da vida. A missão dele como médico ainda não acabou”, declarou a esposa e aliada de batalha

Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari confirma 7º óbito; Sobe para 111 número de curados

A vítima fatal da doença residia em Muquiçaba; Município não registra novos casos desde o último sábado (23)