Anúncio

Moradora não consegue realizar teste rápido da Covid-19 na rede pública de Guarapari

Segundo o relato do filho, que a acompanhou, os dois tentaram o teste em duas Unidades de Saúde e na UPA, mas acabaram realizando em hospital particular

Por Gislan Vitalino

Publicado em 16 de julho de 2021 às 11:18
Atualizado em 17 de julho de 2021 às 15:22

Anúncio

Imagem ilustrativa: arquivo.

Na última quarta-feira (14), uma família de Guarapari enfrentou dificuldades e não conseguiu realizar os testes-rápidos da Covid-19 na rede pública de saúde do município. Segundo o relato, depois de ir em duas Unidades de Saúde com sinais de sintomas gripais, uma senhora, acompanhada de seu filho, não conseguiu realizar o teste rápido para a Covid-19.

O morador conta que, na manhã de quarta-feira (14) a mãe, uma senhora de 63 anos apresentou sintomas de síndromes gripais. Inicialmente, ele buscou informações com funcionários do Posto de Saúde de Jabaraí (onde reside) e foi informado que o posto não estaria realizando testes rápidos para a doença.

Depois disso, o morador foi até a Unidade de Saúde Arnaldo Magalhães, em Muquiçaba, bairro onde a mãe reside. Na Unidade, o morador foi informado de que o profissional que aplica os testes estaria de férias e que a realização só seria possível após 30 dias.

Numa última tentativa, mãe e filho foram à Unidade de Pronto Atendimento de Guarapari (UPA 24h), no bairro Ipiranga. Segundo o relato, ele e a mãe foram muito bem atendidos pelos profissionais da UPA, entretanto, o equipamento que mede saturação (oxímetro) estaria falhando, e os profissionais estariam usando os próprios equipamentos, que apresentavam resultados distintos entre si.

Ao sair da UPA, mãe e filho procuraram um hospital particular de Guarapari, onde foram atendidos e realizaram o teste rápido, que deu negativo. “Eu não posso ficar esperando um resultado distante com minha mãe, por ela ser fumante. E toda essa trajetória podia ter sido evitada ou pelo menos estaríamos um pouco mais tranquilos se a gente tivesse tido logo a informação de que o teste rápido dela daria negativo”, contou.

O que diz a Prefeitura?

Nós procuramos a Prefeitura de Guarapari para entender o que aconteceu com a família e sobre a possibilidade de realização dos testes rápidos que, em divulgação recente da Prefeitura, estariam disponíveis nas Unidades de Saúde citadas.

Na ocasião, também questionamos sobre o procedimento adotado durante as férias de um servidor e sobre o funcionamento do equipamento responsável pela medição de saturação sanguínea (oxímetro) da UPA.

Em resposta, a Prefeitura enviou a seguinte nota:

A Unidade Pronto Atendimento de Guarapari (UPA) informa que não procede a informação de que o equipamento de saturação não está funcionando.  Os equipamentos da UPA recebem manutenção constante e o setor de síndrome respiratória tem seus próprios equipamentos, onde estes estão com a manutenção em dia. Vale ressaltar que, por critério da própria faculdade, os estagiários que atuam na UPA devem possuir seus próprios materiais de bolso, mas a UPA não impede que os aparelhos da unidade sejam utilizados por eles.

Na UPA é realizado o teste rápido, que deve ser realizado após oito dias de sintomas ou o RT-PCR, que é o teste de swab, cujo tempo de espera pelo resultado é estipulado pelo Lacen, de 2 a 5 dias.

A Secretaria de Saúde (Semsa) informa que a Unidade de Saúde de Jabaraí realiza o teste todos os dias, no horário de 13h às 16h.

A enfermeira do Arnaldo Magalhães encontra-se de férias, logo os pacientes foram direcionados para as unidades de Muquiçaba (outra sala da Unidade Arnaldo Magalhães), Setiba, Jabaraí, CAIC ou Bela vista.

As unidades que realizam teste são: Setiba, Jabaraí, Muquiçaba, Kubitscheck, CAIC, Bela Vista, Camurugi e Meaípe.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

800px-Rugendas_indios

Palestra vai debater influência da cultura indígena no cotidiano de Guarapari

momento-dvd-banda-musical-prateado

Destaque em Anchieta e região, Musical Prateado completa 30 anos de carreira

Anúncio

Anúncio

artigo-paisagens-guarapari-1

Artigo: como tornar Guarapari um lugar mais atrativo e inesquecível

vitor-e-casagrande-educacao-20212

Governo do Estado anuncia criação de 40 novas escolas de tempo integral no Espírito Santo

Anúncio

imagens-artigo-lei-incentivo-ao-esporte

Artigo: os impactos da nova Lei Estadual de Incentivo ao Esporte

policia-civil_pc_viatura

Polícia prende suspeito de tentativa de homicídio em Guarapari

Anúncio