Anúncio

O prazer em escrever

Por Livia Rangel

Publicado em 27 de junho de 2012 às 00:00
Atualizado em 12 de fevereiro de 2015 às 19:05
Anúncio

Como despertar o interesse pela leitura? As escritoras, Valsema Rodrigues e Silvana Sampaio, acreditam que a
forma lúdica de tratar a Língua Portuguesa seja o caminho. O prazer em escrever e o gosto de ensinar são dois pontos que as escritoras têm em comum. Valsema escreve há mais de 30 anos e o livro “No Reino das Palavras” é uma comemoração aos 50 anos de magistério.

Este livro está na 3ª edição e o objetivo é trabalhar a fonética, as dislexias, disgrafias, também um pouco da
gramática e ortografia. Na ilustração foi utilizada a pintura Naif, da artista Ângela Gomes. E para quem gosta de desenhar, há espaço para soltar a
imaginação. No livro há textos históricos de municípios da Grande Vitória. “Isso é importante para que alunos de outros municípios conheçam através de textos poéticos”, contou a escritora.

Além disso, o exemplar aborda temas como medo, ecologia, vida, morte e separações. “Acredito que é importante
que os livros sejam feitos com muito amor, de forma criativa e lúdica, pois estimulam os estudantes, que estão envolvidos com internet e jogos eletrônicos e se esquecem da importância de ler, de escutar a voz dos livros com mensagens
de cultura, inteligência, sabedoria. Tudo que lhes será importante para leva-los a um futuro brilhante e competente”, ressaltou Valsema.

A escritora Silvana Sampaio, em seu livro “Lendas Capixabas Em Versos” e essa é uma realização de um sonho
antigo, já que é contadora de histórias sempre inclui as lendas no repertório. “Percebi que os livros que contam sobre as lendas não são encontrados e com isso não são tão conhecidas. Decidi pesquisar e reescrever as lendas em uma linguagem mais contemporânea, popular e poética, de forma a torná-las conhecidas pela juventude”, contou.

No livro há duas lendas de Guarapari, que são: A Sereia de Meaípe e As Rendeiras de Guarapari. Para o segundo volume, que já está sendo
escrito, a do Lobisomem de Guarapari. Segundo a escritora, esse será o primeiro registro da lenda. “Ela não se encontra em nenhum livro, eu a ouvi dos moradores da cidade. Para mim, este fato é bastante significativo porque além da questão literária começo a
enveredar pelo caminho do registro histórico e cultural do povo capixaba. Isso me rendeu recentemente o convite para ser membro do Instituto Histórico Geográfico do Espírito Santo, do qual agora faço parte com muita honra”, disse.

Este não é o primeiro livro de Silvana, já escreveu dois, “Aventuras de um vermelho inquieto” e “Roda-Vida poemas infantis”. Em “Lendas Capixabas em Versos”, cada lenda tem uma ilustração, que foram feitas por Liam Bononi Simões. Valsema e Silvana são escritoras que contribuem para a cultura no estado.

Serviço.

Silvana Sampaio – (27) 8115-2433

Valsema Rodrigues – (27) 8118-2363

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari registra mais dois óbitos e totaliza 306 casos confirmados

Com isso, Guarapari totaliza 16 óbitos; 170 pacientes estão curados da Covid-19

lorenzuttti

Liminar: Guarapari deve apurar se houve desequilíbrio contratual com a Lorenzutti

A decisão foi baseada nas medidas tomadas pelo município diante da pandemia da Covid-19, que impactaram negativamente a economia da empresa

Anúncio
Anúncio
Foto: Divulgação

Polícias Civil e Militar prendem autores de homicídios e realizam apreensão de drogas em Anchieta

A operação intitulada “Pitoco Assassino” cumpriu 10 mandados de prisão e foi concluída com sucesso graças ao trabalho integrado das polícias capixabas; Operação Sentinela apreende drogas, arma e munição

sala de aula1

Guarapari irá disponibilizar atividades não presenciais para alunos do município

Caberá aos professores, o apoio remoto aos alunos e às famílias na orientação e realização das tarefas

Anúncio
Imagem: HM Propaganda

Novo folhaonline.es bate primeiro recorde de acessos simultâneos

A plataforma manteve a estabilidade com quase mil usuários ativos ao mesmo tempo

subsecretario ES

‘Em algum momento será esgotado’, diz subsecretário sobre expansão dos leitos para Covid-19 no ES

Reblin afirmou ainda que a necessidade de expansão está associada a capacidade de distanciamento social no estado