Anúncio

Operação Caim, da Polícia Civil, apreende 2 em Guarapari

Dois casos são suspeitos de envolvimento com homicídio e tentativa de homicídio na cidade.

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 16 de dezembro de 2020 às 10:04
Atualizado em 17 de dezembro de 2020 às 10:19

Anúncio

Políciais em reunião de preparação da operação caim
Foto: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil.

A 11ª fase da Operação Caim, finalizada nessa segunda-feira (14), resultou em 36 prisões em todo o Estado. Em Guarapari, dois homens com suspeitas de envolvimento em homicídio e tentativa de homicídio foram presos. A operação é coordenada pela Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) e conta com a participação da Polícia Militar (PMES), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Núcleo de Operações e Transportes Aéreo (NOTAer), Guardas Municipais e Força Nacional.

Cerca de 150 agentes de segurança participam da operação. Os resultados foram divulgados em entrevista coletiva, concedida também nessa segunda-feira (14). “É uma operação que deu muito certo, porque integra, efetivamente, as forças de segurança, mostra uma presença muito forte nas comunidades e nos colocando sempre à disposição das pessoas que precisam da Segurança Pública”, afirmou o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Alexandre Ramalho.

As equipes cumpriram 57 mandados de prisão, busca e apreensão, que resultaram na apreensão de quatro armas, 223 munições e entorpecentes. Entre as prisões, 15 foram em cumprimento de mandados de prisão por envolvimento em homicídios, sete por outros crimes e 14 detidos em flagrante.

Prisões

Por motivos estratégicos, algumas incursões da Operação Caim XI foram realizadas em dias alternados. Na última quinta-feira (10) a DHPP de Guarapari realizou duas prisões, sendo uma na Praia do Morro, de um suspeito de envolvimento em uma tentativa de homicídio, registrada no dia 06 de dezembro, no bairro Acampamento dos Adventistas, e outra no Bairro Ipiranga, de um homem de 30 anos suspeito de ser o autor do homicídio cometido em 19 de novembro, no bairro Santa Mônica.

Histórico

O nome “Operação Caim” faz referência à história bíblica dos irmãos Caim e Abel e remonta ao primeiro homicídio sobre o qual a sociedade teve conhecimento.

De abril a dezembro, a Operação Caim realizou, com êxito, onze fases, que totalizam a detenção de 399 pessoas, além da apreensão de armas, munições, veículos, drogas e dinheiro.

*Com informações de Camila Ferreira/Assessoria de Comunicação da Polícia Civil.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

MAPA_60_L1

Governo apresenta 60° Mapa de Risco com Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves em risco moderado

transparencia-fiscalizacao-corrupcao-lupa

Espírito Santo é o Estado mais transparente nos dados da vacinação contra Covid-19

Anúncio

Anúncio

obras Camurugi

Moradores de Guarapari aguardam obras em rua do Camurugi contemplada em 2020

Até o momento, o serviço de dragagem da vala foi realizado; a promessa da prefeitura é que a obra de drenagem e pavimentação fique pronta até o fim do ano

Sine de Anchieta tem 46 vagas para moradores da região e oportunidades para Guarapari

As vagas são para os níveis fundamental, médio, técnico e superior

Anúncio

bazar_edicao_1

Projetos sociais de Guarapari realizam ações de solidariedade neste sábado (19)

Ações de bazar beneficente e cabide solidário visam ajudar famílias necessitadas de Guarapari

vacina_covid_guarapari_90

Guarapari abre agendamento da segunda dose de Coronavac para idosos acima de 60 anos

Anúncio