Anúncio

Operação Caim, da Polícia Civil, apreende 2 em Guarapari

Dois casos são suspeitos de envolvimento com homicídio e tentativa de homicídio na cidade.

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 16 de dezembro de 2020 às 10:04
Atualizado em 17 de dezembro de 2020 às 10:19

Anúncio

Políciais em reunião de preparação da operação caim
Foto: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil.

A 11ª fase da Operação Caim, finalizada nessa segunda-feira (14), resultou em 36 prisões em todo o Estado. Em Guarapari, dois homens com suspeitas de envolvimento em homicídio e tentativa de homicídio foram presos. A operação é coordenada pela Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) e conta com a participação da Polícia Militar (PMES), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Núcleo de Operações e Transportes Aéreo (NOTAer), Guardas Municipais e Força Nacional.

Cerca de 150 agentes de segurança participam da operação. Os resultados foram divulgados em entrevista coletiva, concedida também nessa segunda-feira (14). “É uma operação que deu muito certo, porque integra, efetivamente, as forças de segurança, mostra uma presença muito forte nas comunidades e nos colocando sempre à disposição das pessoas que precisam da Segurança Pública”, afirmou o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Alexandre Ramalho.

As equipes cumpriram 57 mandados de prisão, busca e apreensão, que resultaram na apreensão de quatro armas, 223 munições e entorpecentes. Entre as prisões, 15 foram em cumprimento de mandados de prisão por envolvimento em homicídios, sete por outros crimes e 14 detidos em flagrante.

Prisões

Por motivos estratégicos, algumas incursões da Operação Caim XI foram realizadas em dias alternados. Na última quinta-feira (10) a DHPP de Guarapari realizou duas prisões, sendo uma na Praia do Morro, de um suspeito de envolvimento em uma tentativa de homicídio, registrada no dia 06 de dezembro, no bairro Acampamento dos Adventistas, e outra no Bairro Ipiranga, de um homem de 30 anos suspeito de ser o autor do homicídio cometido em 19 de novembro, no bairro Santa Mônica.

Histórico

O nome “Operação Caim” faz referência à história bíblica dos irmãos Caim e Abel e remonta ao primeiro homicídio sobre o qual a sociedade teve conhecimento.

De abril a dezembro, a Operação Caim realizou, com êxito, onze fases, que totalizam a detenção de 399 pessoas, além da apreensão de armas, munições, veículos, drogas e dinheiro.

*Com informações de Camila Ferreira/Assessoria de Comunicação da Polícia Civil.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

WhatsApp-Image-2021-03-05-at-11.50.30

Reivindicação de comunidade sobre trecho da BR-101 em Guarapari será analisada em revisão quinquenal

Projeto, de responsabilidade da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), será executado pela Eco-101. Próxima revisão deve acontecer em 2023

mulheres_conselho_municipal

Dia Internacional da Mulher será memorado com atividades nos Cras de Guarapari

Atividades voltadas para as mulheres atendidas acontecerão nos Centros de Referência e Assistência Social de Olaria, Santa Mônica e São José

Anúncio

Anúncio

odalva_vasconcelos2

Vítima de complicações da Covid-19, Odalva Vasconcelos, do Lions Clube Guarapari, faleceu na noite de ontem (5)

Conhecida por sua generosidade, Odalva veio a falecer por complicações da Covid-19

qualificar_es_mulheres

Qualificar ES abre 5 mil vagas para mulheres em cursos online gratuitos

As inscrições serão abertas na próxima segunda-feira (08) com 10 opções de cursos on-line e gratuitos

Anúncio

mapa-de-risco-05032021

47º Mapa de Risco Covid-19: Piúma deixa risco alto e Guarapari segue em risco moderado

Nas redes sociais, Renato Casagrande alertou a população para a necessidade de cumprir os protocolos sanitários e de distanciamento

cv__2918_claudio_vieira

Projeto social de Guarapari promove festival de pipas no bairro Kubitschek

O projeto, criado por quatro amigos, existe há um ano e meio

Anúncio