Anúncio

Operação da PF em Guarapari e outras 2 cidades prende um dos principais hackers do Brasil

O hacker desenvolvia programas maliciosos para infectar dispositivos e obter dados e depois invadir contas bancárias

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 4 de fevereiro de 2021 às 15:30

Anúncio

Operação da PF em Guarapari e outras 2 cidades prende um dos principais hackers do Brasil
Foto: arquivo/ FolhaOnline.es

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (03), uma operação para combater crimes de fraudes bancárias, invasão de dispositivo de informática e lavagem de dinheiro. A ação foi realizada em Guarapari, Cachoeiro de Itapemirim e na capital do estado de São Paulo.

A operação Creeper investigou pessoas que usavam dados para invadir e hackear computadores. Um dos detidos seria um dos principais hackers do país. A ação contou com o apoio de instituições financeiras e a participação de 40 policiais federais. Foram cumpridos 8 mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados nos municípios do Espírito Santo e da capital paulista.

A investigação iniciou em face da descoberta de fraudes em contas bancárias da Caixa Econômica Federal, decorrentes de Relatório produzido na Divisão de Repressão a Crimes Cibernéticos, sediada em Brasília. A produção da informação foi decorrente da atuação da Força Tarefa Tentáculos, que é uma parceria entre a Polícia Federal e Instituições Financeiras no combate a fraudes bancárias.

As investigações demonstraram que contas sofreram ação de hacker que vinha atuando no desenvolvimento de programas maliciosos para infectar dispositivos de informática, a fim de obter dados e praticar a subtração de quantia em dinheiro das contas bancárias invadidas.

O hacker que teve a atuação descoberta pela Divisão de Repressão a Crimes Cibernéticos, é considerado como um dos mais atuantes no Brasil, sendo que as provas indicam que criou programas maliciosos para a prática das fraudes e se utilizava de um sofisticado esquema de lavagem de dinheiro, proveniente das subtrações dos valores das contas, dentre outros, através do uso de criptoativos, perpetrado pelo núcleo responsável pela lavagem de dinheiro.

*Com informações de Redação Folha Vitória.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

postnatal-period-with-mother-breastfeeding-child

Guarapari inicia a campanha ‘Agosto Dourado’

curso-profissionalizantes-qualificar-es-2021-07-01

Prefeitura de Guarapari abre inscrições para curso de Técnicas para Guiamento em Atrativos Naturais

Anúncio

Anúncio

coluna-antonio-07ago

Coluna Dom Antônio: Aos 94 anos, Iris ora, pinta e borda todo dia. Vaidosa, parece não ter chegado aos 80!

WhatsApp-Image-2022-07-19-at-15.08.41

Guarapari: bancas do Centro retornam ao local após o fim do Esquina da Cultura

Anúncio

Imagem-art.-JS-1

Artigo: Os prints de WhatsApp podem ser usados como no processo penal?

pmg-golpe-procon

Procon de Guarapari alerta sobre golpes na devolução de empréstimos bancários indevidos

Anúncio