Anúncio

Orçamento de 2020 está em processo de análise na Câmara de Guarapari

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 25 de novembro de 2019 às 18:34
Atualizado em 25 de novembro de 2019 às 18:34
Anúncio

De acordo com informações da Câmara de Guarapari, o valor do orçamento para o próximo ano é de R$ 519.150.116,49.

Fotos: Câmara de Guarapari.

A Câmara de Guarapari está analisando o Projeto de Lei (PL) nº 167/2019, de autoria do Executivo, que trata do Orçamento do município para o exercício de 2020.

No PL a prefeitura diz que pretende gastar R$ 519.150.116,49, ou seja, este é o valor do orçamento do próximo ano. Neste ano, o orçamento foi de R$ 396.796.711,53. Caso aprovado, o Executivo terá R$ 122.353.404,96 a mais para gastar, o que equivale a uma elevação de despesa de mais de 30% em relação ao valor destinado em 2019.

O projeto está sendo analisado pela Comissão de Redação e Justiça da Câmara. O presidente da Comissão, vereador Clebinho Brambati (PTB), relatou que a Lei determina que o orçamento seja discutido com a sociedade em audiências públicas e que, por isso, solicitou informações à prefeitura.

Comissão de Redação e Justiça.

“Estamos pedindo as atas para saber se as audiências públicas realmente foram feitas e as listas de presença para verificarmos a representatividade das pessoas que foram debater o orçamento. Queremos nos certificar se o orçamento foi ou não construído com a sociedade. O orçamento tem um valor considerável, sendo assim, vamos cobrar e fiscalizar para que o prefeito invista dentro daquilo que o município precisa”, disse Clebinho.

O presidente da Comissão de Economia e Finanças, vereador Marcos Grijó (PDT), ressaltou que a economia do município não cresceu o suficiente para justificar o aumento de mais 30% no orçamento. “Quando você faz um orçamento que não condiz com a realidade lá na frente tem problemas como suplementação e falta de recursos em determinadas secretarias. A Câmara não é obrigada a dar suplementação para prefeito. O orçamento deve ser adequado à realidade para dar segurança ao prefeito para realizar os investimentos”, afirmou.

Comissão de Economia e Finanças.

Para o vereador Gilmar Pinheiro (PSDB) os recursos do orçamento não são bem aplicados e o aumento da quantia não se justifica. “O prefeito aumentou muito a perspectiva de orçamento e desde o início do mandato ele não investiu o orçamento como deveria. Como exemplo teve compra do prédio para a nova sede da prefeitura e a revitalização da Praia do Morro, que não eram necessários neste momento financeiro que vive o país e o município. Então ele não vem aplicando para atender os anseios da população e isso precisa mudar”, ressaltou o vereador.

De acordo com inciso IV, do artigo 305 da Lei Orgânica Municipal, a prefeitura deve destinar no mínimo 8% da receita orçamentária para a agricultura. Com base no orçamento 2020 o município deveria investir mais de R$ 41 milhões na agricultura, porém, pretende investir R$ apenas R$ 2.365.000. Ou seja, o investimento não chega a 0,5%. O vereador Clebinho Brambati, que é ligado ao setor agrícola, reclamou da baixa aplicação de recursos. “Nos últimos três anos não percebemos investimentos na área rural de Guarapari. Lamento profundamente que não se invista na agricultura, o que determina a Lei Orgânica Municipal. Está claro que essa é a causa de estarmos vivendo esse caos na área rural de nosso município”, desabafou o parlamentar.

Segundo o presidente da Câmara, o Orçamento enviado pelo prefeito indica que ele pretende gastar com obras e serviços públicos quase o mesmo valor que irá gastar com a saúde dos munícipes. Além disso, o investimento na área social não chega a 3,5%, enquanto os valores do turismo e do esporte estão abaixo de 1,5% do total do Orçamento.

O presidente afirmou que “o prefeito tem que priorizar a saúde da população e o social. Claro que a cidade precisa de investimentos em obras, mas não pode esquecer do ser humano. Das pessoas humildes que moram na nossa cidade. Uma das forma de melhorar a renda, por exemplo, seria investir no turismo, só que também não é prioridade do prefeito. Dessa forma é muito difícil aprovar um Orçamento da forma como está. Mas, vamos esperar o trabalho das Comissões da Casa para decidir o que vamos fazer.”

Segundo a área técnica da Câmara, além do Orçamento, o prefeito deseja 18% de suplementação e mais 100% do Superávit e do Excesso de arrecadação, o que faria com que qualquer gasto que utilize tanto o Superávit quanto o Excesso de Arrecadação não precisasse passar pela Câmara.

Ainda de acordo com área técnica, não existe razão econômica que justifique um aumento desse tamanho, tal qual deseja o Executivo, o que pode ser entendido pelo Tribunal de Contas como uma superestimação de Receita, que permita ao gestor a prática das pedaladas contábeis, podendo ensejar em reprovação das contas do Executivo.

Quanto aos 45 milhões, não consta no Orçamento qualquer menção tanto sobre essa receita quanto à forma de gasto. Dessa forma, depois de recebê-la o executivo deverá pedir autorização de suplementação, já que serão executados no Orçamento de 2020.

*Com informações da Câmara de Guarapari

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

108319221_agencia-brasil_carteiradetrabalho

Mais de 90 vagas no Sine Anchieta com oportunidades para moradores de Guarapari

Algumas vagas podem ser disputadas por moradores de todo o Espírito Santo

ajuda pet

ONG pede doações para alimentar animais de Guarapari

O projeto Ajuda Pet sustenta mais de 100 animais, e a quantidade de ração é instável para os próximos dias

Anúncio
Anúncio
Fernanda Mazzelli

Conheça as propostas dos candidatos à prefeitura de Guarapari: Fernanda Mazzelli

valentina

Com apenas 4 anos, menina de Guarapari lança canal no Youtube

Valentina Zanon tem o canal há cerca de três semana e a audiência está crescendo

Anúncio
prf explosivo

PRF apreende artefatos explosivos, pistolas e prende dois homens em Guarapari

No interior veículo foram encontradas bananas de dinamite que seriam utilizadas em tentativa de assalto a carros de transporte de valores e caixas eletrônicos

Edital de Convocação de Ata de Reunião da Assembleia Geral Extraordinária do Recanto dos Idosos Santo Antônio

Edital de Convocação de Ata de Reunião da Assembleia Geral Extraordinária do Recanto dos Idosos Santo Antônio

Anúncio