Anúncio

Polícia conclui que engenheiro vendeu droga durante rave em Guarapari

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 12 de novembro de 2019 às 13:45
Atualizado em 12 de novembro de 2019 às 13:47
Anúncio

A investigação do Departamento Especializado de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil concluiu que Filippe Siqueira era o responsável por comercializar dose potencializada de ecstasy durante festa rave em outubro deste ano

Filippe acabou morrendo em decorrência do uso da droga. Foto: Reprodução/Instagram

A droga que levou três jovens para o hospital e causou a morte de um deles, após uma festa rave, ocorrida no final de outubro, em Guarapari, foi fornecida pelo engenheiro mecânico Filippe Siqueira Khroling, 24 anos. É o que concluiu o inquérito do Departamento Especializado de Narcóticos (Denarc) e concluído nesta segunda-feira (12).

A suspeita inicial era de que a substância usada pelos jovens teria sido a droga mexicana conhecida como mescalina. Porém, durante a investigação, a substância foi identificada pela Polícia Civil como uma dose potencializada de ecstasy.

“Nós identificamos durante perícia técnica que a substância não se tratava de mescalina, mas sim outra substância ou outra dose maior de ecstasy”, afirmou o delegado Diego Bermond, da Denarc.

Ainda de acordo com as investigações, Filippe levou as substâncias para a festa rave com a intenção de vender para os participantes. “Nós temos a confirmação dos jovens que sobreviveram e também há outros elementos de informação que comprovam que Filippe foi a pessoa que comercializou o entorpecente”.

Filippe acabou morrendo em decorrência do uso da droga, após ficar internado por oito dias no Hospital Antônio Bezerra de Faria (HABF), em Vila Velha. Os outros dois jovens que também passaram mal ao consumir a droga, receberam alta cinco dias depois de darem entrada no hospital Antônio Bezerra de Farias, em Vila Velha, com um caso grave de intoxicação.

Com informações de André Vinicius e Mayra Bandeira

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

coronavírus-550x309-1

Covid-19: 169 pessoas são consideradas doentes em Guarapari

IMAGEM PARA COMPOR O ARTIGO

Artigo: Acordos extrajudiciais trabalhistas em tempo de pandemia

Anúncio
Anúncio
WhatsApp Image 2020-10-05 at 18.57.20

Casal de Guarapari faz sucesso com artesanatos esculpidos em madeira

Angélica Paixao Escola (1)

Escola de Guarapari cria o ‘Clube de Leitura Virtual’

Anúncio
anchieta 2

Anchieta passa para categoria “Baixo” em 28º Mapa de Risco para Covid-19

bf569277-2023-4ee7-a03d-d1fb0d222d70

Morre aos 91 anos Afrodísio Gomes, policial militar mais antigo de Guarapari

O enterro ocorreu nesta tarde (23) e contou com a presença de diversos membros da Polícia Militar, que prestaram homenagens

Anúncio