Anúncio

Prédio da Enseada Azul é multado duas vezes por desperdício de água

Por Glenda Machado

Publicado em 20 de fevereiro de 2015 às 20:47
Atualizado em 24 de fevereiro de 2015 às 22:52

Anúncio

Foi o único multado até hoje após 23 dias de fiscalização

residencial-lobato-lemos (6)-principalEstamos nos despedindo da alta temporada, o carnaval acabou, mas o consumo consciente da água continua. Embora essa seja uma preocupação constante de muitos moradores, certo edifício tem se mostrado indiferente à maior crise hídrica vivida nos últimos 40 anos no Estado. E Guarapari não está de fora deste contexto. O Rio Jabuti, o principal responsável pelo abastecimento de água na cidade não deu conta e foi preciso recorrer ao Rio Benevente. Mas, este também, já está com vazão em torno de 39%.

Mas nada disso foi suficiente para impedir que o Residencial Lobato Lemos, localizado na Avenida Vinã Del Mar, na Enseada Azul, fosse multado duas vezes por desperdício de água. Aliás, o único multado desde a publicação do decreto da racionalização do uso deste recurso em 28 de janeiro. Em 23 dias de fiscalização da prefeitura, foram aplicadas 33 notificações. O valor da multa é de R$ 622,78, que pode ser dobrado em caso de reincidência ou até sofrer processo administrativo.

O edifício foi multado pela primeira vez no segundo dia de fiscalização e agora de novo nesta semana. Tentamos contato com o síndico, mas não obtivemos retorno. Também ligamos para a presidente da Associação de Moradores da Enseada Azul (Ameazul), Nancy Lobato Lemos. Isso porque ela é uma das moradoras do edifício, mas infelizmente não tivemos êxito. As outras notificações estão mais concentradas na Praia do Morro, Centro e Nova Guarapari.

Essa tem sido a principal rota de fiscalização da prefeitura. Nos demais bairros, a equipe tem ido mediante denúncias da própria população. Essa foi a medida encontrada pela administração municipal a fim de evitar do desperdício do recurso por conta da prolongada estiagem que reduziu os níveis de água acumulada nas bacias e reservatórios integrantes do sistema de captação de água que abastecem as estações de tratamento da cidade.

Usar água da torneira para lavar carros, calçadas, frentes de imóveis e ruas e até encher piscinas estão proibidos. Vassoura hidráulica também está vetada. Lava-jatos e indústrias que dependam de utilização de água nos processos de produção deverão adotar sistema de captação de água subterrânea e sistema de reuso. Qualquer outra situação que caracterize desperdício de água também estará sujeita à multa.

Embora tenha caráter punitivo, o objetivo maior de acordo com a prefeitura é conscientizar a população. Por isso, quem flagrar algum tipo de desperdício pode e deve denunciar à Secretaria Municipal de Meio Ambiente pelos telefones 3362-9423 ou 3362-9580.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

quiosque praia do morro11

Guarapari abre licitação para manutenção dos quiosques recém-reformados na Praia do Morro

Os serviços custarão mais de R$ 450 mil

rematricula

Termina amanhã (30) o período para rematrícula na Rede Estadual de Ensino do ES

Anúncio

Anúncio

onibus_lorenzutti_guarapari

Duas linhas de ônibus que atendem a zona rural de Guarapari terão alteração de itinerários

Breno natação11

Nadador de Guarapari conquista quatro ouros e uma prata nas Paralimpíadas Escolares 2021

Anúncio

rifa-beneficente-pedrovidal1

Adolescente de Guarapari com cirurgia em atraso recebe apoio e novo prêmio para rifa

compras_natal_1-770x470

Natal Premiado com R$ 15 mil de premiação em Anchieta

Anúncio