Anúncio

Prefeitura decreta racionamento do uso da água com multa para quem infringir a lei

Por Glenda Machado

Publicado em 27 de janeiro de 2015 às 18:47
Atualizado em 28 de janeiro de 2015 às 12:11

Anúncio

RIO BENEVENTE é o que está dando suporte ao abastecimento de água em Guarapari.

RIO BENEVENTE é o que está dando suporte ao abastecimento de água em Guarapari.

Depois de Cachoeiro, Alegre e Itapemirim decretarem emergência por conta da falta de água, agora foi a vez de Guarapari. O prefeito Orly Gomes decretou o racionamento na utilização desse recurso cuja infração será passível de aplicação de multa. O decreto será publicado amanhã em Diário Oficial.

O Rio Benevente é o que está dando suporte ao abastecimento de água em Guarapari. Isso porque os rios que garantem água ao nosso município já estão no limite. São eles, os rios Jabuti e Conceição.  As informações são da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh).

“Há um limite no Benevente que vem sendo utilizado pela Cesan no abastecimento de Guarapari. Mas sem dúvida, o carnaval será de muitas dificuldades, principalmente em Guarapari. Não há espaço para desperdícios como lavar calçadas e carros”, garante o diretor-presidente da Agerh Robson Monteiro.

E pensando em evitar esse tipo de desperdício, que a prefeitura está divulgando as restrições ao uso de água potável nas seguintes situações:

– fica proibido utilizar água da rede pública para lavar veículos, calçadas, frentes de imóveis, ruas, encher piscinas, bem como outras situações que não sejam o consumo humano e caracterizem desperdício;

– consumir racionalmente a água potável, fornecida pela CESAN, por prazo indeterminado em residências, indústrias e prédios públicos localizados no município, para que os serviços continuem a atender às necessidades fundamentais da população;

– os estabelecimentos comerciais especializados em lavagem de veículo e indústrias que dependam da utilização de água em seu processo produtivo deverão adotar sistema de captação de água subterrânea e sistema de reuso.

A Prefeitura ainda explica que haverá fiscalização das Secretarias de Meio Ambiente e de Posturas. Quem for pego infringindo a lei será notificado e até multado. A medida está sendo tomada por conta da prolongada estiagem que reduziu os níveis de água acumulada nas bacias e reservatórios integrantes do sistema de captação de água que abastecem as estações de tratamento de Guarapari.

Outro fator que contribuiu para tal decisão são as previsões meteorológicas que indicam clima seco durante todo o período de verão e início do outono e que a estiagem é generalizada em todo o Estado. Além da possibilidade de desabastecimento severo de água potável caso não haja providências efetivas para o racionamento e utilização deste recurso. E você, está fazendo a sua parte?

Reportagem: Lívia Rangel

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

WhatsApp-Image-2021-12-03-at-5.53.51-PM-1

84° Mapa de Risco Covid-19: ES continua em Risco Baixo na próxima semana

creches-guarapari-2021

Prefeitura autoriza obras de mais uma creche em Guarapari

Considerando as assinaturas de ordem de serviço realizadas na última sexta-feira (26), são 05 obras autorizadas em uma semana

Anúncio

Anúncio

Casa de apoio Hifa

Hifa Guarapari está entre entidades beneficiadas por programa do Governo do ES

Hospital Infantil Francisco de Assis é uma das entidades que podem receber recursos do programa Nota Fiscal Premiada

DCIM\107MEDIA\DJI_0024.JPG

Samarco direcionou R$ 587 mi. para fornecedores de Anchieta e áreas de atuação

Empresa realizou balanço de um ano do programa Força Local, que desenvolve empresas para integrarem o quadro de fornecedores da Samarco

Anúncio

Anchieta-Credito-da-Foto-Andrews-Quinteiro_

Anchieta é lançada na rota do turismo nacional

radium-arquvo-foes

Radium Hotel vai sediar museu e escola técnica voltados para turismo em Guarapari

Anúncio