Anúncio

Presidente eleito, Enis Gordin fala como será seu mandato na Câmara de Guarapari

Por Aline Couto

Publicado em 30 de novembro de 2018 às 15:22
Atualizado em 30 de novembro de 2018 às 15:37
Anúncio

A manhã de hoje (30) foi de mudanças no cenário político de Guarapari. Em uma reviravolta, a Câmara de Vereadores de Guarapari elegeu Enis Gordin (PEN) como novo presidente da Casa de Leis do biênio 2019/2020. Os vereadores que estavam presentes no plenário, Dr Rogério Zanon (PRP), Denizard Zazá (PSDB), Gilmar Pinheiro (PSDB), Enis Gordin (PEN), Marcos Grijó (PDT), Clebinho Brambati (PTB), Lennon Monjardim (PODEMOS), Paulina Aleixo Pinna (PRO), Fernanda Mazzelli (PSD), Oziel de Sousa (PSC) e Thiago Paterlini (MDB) votaram todos a favor da chapa “Parlamento Forte” encabeçada por Enis Gordin. A chapa foi à única registrada para concorrer à presidência e contou com Enis Gordin, Marcos Grijó, 2º secretário; Thiago Paterlini, 1 º vice presidente; Lennon Monjardim, 2º vice presidente; e Oziel de Souza, 1º secretário.

Vereadores que elegeram o novo presidente na sessão de hoje. Foto: Aline Couto.

A eleição da Mesa Diretora e das Comissões Permanentes da Câmara Municipal de Guarapari que já havia sido antecipada anteriormente para a data de hoje (30), às 10h, sofreu uma nova tentativa de troca, na manhã de hoje, pelo atual presidente da Câmara, Wendel Lima (PSD), através de um edital de adiamento. Wendel enviou aos parlamentares da Casa de Leis um novo edital na intenção de voltar à data da votação inicialmente proposta, 20 de dezembro.

Os vereadores entenderam que não havia legitimidade no novo edital enviado hoje, visto que o prazo para solicitar alguma alteração na eleição seria de cinco dias anteriores a ela, e decidiram por seguir o cronograma já agendado. Os 11 vereadores que compareceram a sessão extraordinária elegeram o novo presidente por unanimidade.

Três carros de polícia faziam a segurança do local. Foto: Aline Couto.

Quando chegaram a Câmara, os parlamentares se depararam com os portões da Casa fechados e os funcionários impedidos de trabalhar. Para o presidente eleito essa atitude foi uma tentativa de golpe e um ato de desespero do atual presidente. “Foi um golpe nos trâmites legais. O engraçado é que Wendel fez de tudo para que não houvesse golpe contra ele, e agora a situação inverteu. Ele foi pego pelas próprias pegadinhas. Foi um ato de desespero trancar o local de trabalho e proibir os trabalhadores de exercerem suas funções, não entendi o que aconteceu”, relatou Enis.

Segundo Gordin, Wendel Lima tentou anular a eleição de todas as formas e hipóteses. “Ele fez de tudo para que não conseguíssemos anular o edital, ele achou que só tínhamos seis vereadores do nosso lado, o feitiço acabou virando contra o feiticeiro”.

Sobre a possibilidade do atual presidente entrar na justiça contestando a eleição, o parlamentar disse que é um direito dele recorrer a justiça, mas afirmou que a eleição foi totalmente regimental. “O próprio Wendel fez a eleição nos tramites legais, com oficio e telegrama mandados cinco dias antes. Ele já havia trocado a data do dia 20 de dezembro para 30 de novembro e hoje quis voltar para dia 20. Ele tinha certeza que seria reeleito até registramos a nossa chapa na tarde ontem. Para cancelar essa eleição de hoje, ele deveria ter feito os mesmo procedimentos legais. Nós temos um regimento interno aqui, acho que Wendel não leu”, enfatizou.

Foto: Aline Couto.

“Eu participei da eleição do último biênio e perdi. Fiquei dois anos trabalhando para conquistar o meu espaço e com isso conquistei vários amigos, e por eles fui eleito presidente hoje. Eles me deram esse voto de confiança. Uma eleição é decidida em detalhes como parceria, humildade e sinceridade”, relatou Enis.

O presidente eleito finalizou dizendo que daqui para frente à Casa de Leis será um local de parcerias. “Não somos oposição nem situação, somos uma Câmara independente e forte e por isso vamos tentar unir os 17 vereadores para trabalhar em prol do município. O prefeito da cidade também pode ficar tranqüilo, vamos trabalhar no que for necessário, e espero que juntos possamos fazer o melhor para a Câmara e para o povo de Guarapari”.

 

Anúncio
Anúncio

Veja também

cesta-basica-217391-article

Prefeitura de Guarapari realiza cadastramento para recebimento de cestas básicas

A ação tem por objetivo beneficiar famílias em situação vulnerabilidade social, em decorrência da pandemia do novo coronavírus

correiosm

Inscrições para o Jovem Aprendiz dos Correios terminam na próxima sexta-feira (29)

São ofertadas 4.462 vagas distribuídas em todo país

Anúncio
Anúncio
Renato Casagrande. Foto: Divulgação

Coronavírus: Casagrande e primeira-dama testam positivo

De acordo com a nota, Casagrande passou a apresentar sintomas leves e realizou exames confirmando a doença

Foto: Divulgação

Comunidades da zona rural de Alfredo Chaves são beneficiadas com construção de pontes

De acordo com o prefeito, essas obras vão assegurar que produtores e moradores trafeguem com mais qualidade e segurança

Anúncio
Foto: Pixabay

Grandes obras em Guarapari fazem crer na retomada após a pandemia

van anchieta

Três novos veículos integram os programas de saúde em Anchieta

Foram investidos 230 mil reais com recursos próprios e através de emenda parlamentar