Anúncio

Projeto de Anchieta classificado na Mostra Estadual de Práticas em Assistência Social

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 20 de maio de 2021 às 09:10
Atualizado em 21 de maio de 2021 às 08:31

Anúncio

Equipe reunida presencialmente antes da pandemia. Fotos: Prefeitura de Anchieta.

O Projeto Jovens Agentes, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Assistência Social de Anchieta, foi classificado em terceiro lugar na III Mostra Estadual de Práticas em Assistência Social do Espírito Santo, desenvolvida pela Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades). Participaram dezenas de projetos desenvolvidos pelos municípios capixabas, dividido em três segmentos. 

Conforme o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) de Anchieta, que executa a iniciativa, o projeto busca proporcionar em adolescentes e jovens de 12 a 24 anos oportunidades de transformação e mudança na narrativa de vida, consolidando com o desenvolvimento pessoal, social e comunitário, a partir de atividades socioeducativas com possíveis trocas culturais e o empoderamento digital.

“O objetivo geral é desenvolver ações que facilitem a integração e interação desses jovens, empoderando-os para que seja bem sucedido, em sua futura atuação quando estiver inserido no mercado de trabalho”, disse o titular da pasta, Flávio Sant’Anna.

Segundo a Setades, os trabalhos apresentados refletem práticas profissionais encorajadoras e inovadoras frente a ocorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), que em muitas vezes tende a dificultar e limitar o exercício da prática profissional.

As apresentações dos projetos vencedores serão realizadas nos dias 19 e 20 de maio por meio da plataforma on-line criada pela Setades.

O projeto

A iniciativa vem sendo desenvolvida em encontros presenciais com diversas ações. Em cada encontro são abordados temas diferentes, com palestras, dinâmicas, teatros, visitas técnicas, entre outras ações. Já durante a pandemia, os encontros estão acontecendo virtualmente às quartas-feiras. O intuito é assegurar a inclusão social, ambiental, cultural e digital dos participantes.

Podem participar jovens que estejam em situação de vulnerabilidade e risco pessoal e social; que sejam egressos ou que estejam sob medida protetiva ou socioeducativa e adolescentes e jovens territorialmente referenciados ao Cras de Anchieta. No programa, os adolescentes e jovens recebem capacitação teórica e prática sobre diversos temas, como o meio ambiente, cidadania, saúde, cultura, política, profissão e são orientados a exercerem atividades de desenvolvimento nas suas comunidades, sendo um item importante para a sua formação social e humana.

O projeto conta com parceria da comunidade, escolas e outras entidades do município e região.

*Com informações: Prefeitura de Anchieta.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

WhatsApp Image 2021-06-15 at 17.25.04

Em meio a pandemia, moradores registram aglomerações e até cavalgadas em Guarapari

Praça Bradesco2

Prefeitura de Guarapari justifica demora na entrega da Praça do Bradesco

O órgão alega aumento nos custos dos materiais e falta de matérias primas para o atraso. Porém, informou que pretende finalizar a reforma ainda este ano

Anúncio

Anúncio

vacina 45

Covid-19: população reclama que demora na chegada da vacina atrasou a imunização em Guarapari

Segundo relatos, a aplicação estava marcada para começar as 8h, mas só iniciou 30 minutos depois

repreentantes-comercio_contra_covid-2021-06-15

Representantes do comércio no ES se unem pela prevenção à Covid-19

Anúncio

Edital-folhaonline

Edital de citação

coworking_final_1

Com mercado em adaptação, coworking oferta espaço personalizado e flexível em Guarapari

Espaços de trabalhos compartilhados se tornaram tendência para profissionais autônomos e equipes

Anúncio