Anúncio

Resistindo o tempo árvore histórica do Centro corre o risco de ser cortada

Por Glenda Machado

Publicado em 25 de setembro de 2017 às 12:20
Atualizado em 25 de setembro de 2017 às 13:50

Anúncio

As fo­lhas in­sis­tem em bro­tar nos ga­lhos re­tor­ci­dos da árvore que há mais de 20 anos cresce de forma inusitada no canal de Guarapari. Com suas raízes presas no concreto, a espécie exótica Fícus resiste ao tempo dan­do a ideia, a quem pas­sa por ali, de uma vi­da que insiste em sobreviver mesmo em meio a mudanças.

a árvore da espécie Fícus cresce de forma inusitada há mais de 20 anos. Foto: FolhaOnline.es

Uma grande ameaça à árvore é a obra da Orla do Canal. É que a segunda etapa de obras que, está em sua fase final e segundo o Governo do Estado deve terminar até o fim do ano, está chegando próximo a árvore histórica. A intervenção, que foi muito positiva  na Avenida Pedro Ramos (descida da ponte) e Davino Matos, parece não ter o mesmo objetivo e planejamento para preservar é o que diz Leonardo Vieira, proprietário da Escuna Indiana.

“A obra está chegando bem perto da árvore e até agora não temos nenhum posicionamento do órgão responsável. Todos aqui gostaríamos que árvore permanecesse no local e se houver planejamento ela pode ser preservada e até virar um ponto turístico de apreciação. A grande pergunta é: qual o destino dela com a obra?”, desabafou Leonardo.

Com mais de R$ 36 milhões de investimento, sendo R$ 35,64 milhões do Ministério do Turismo e R$ 360 mil de contrapartida da Secretaria Estadual de Turismo (Setur) o projeto que contempla aproximadamente 32.500 m2 de área urbanizada e 2.222,07 m2 de área construída, terá ciclovias ao longo da orla, quiosques, deck turístico e pesqueiro e reforma da Associação de Pescadores (Aspropesca). Mas nenhum planejamento para a permanência da árvore.

“Esse planejamento aí nunca foi apresentado para nós aqui das escunas. Ninguém sabe como vai ficar aqui. Além da árvore que pode ser cortada, o acesso para os turistas às nossas embarcações pode não ser o adequado. Merecemos uma explicação”, completou Leo.

Mesmo com sua história, a árvore não aparece no planejamento da revitalização da orla do canal. Foto: FolhaOnline.es

Da mesma espécie da árvore do “Vovô Nuto e Lourdinha” na Praia do Morro, que também foi alvo no passado para ser cortada no processo de revitalização da orla, a árvore do canal tem 5 metros de altura e tornou-se o símbolo e até mesmo ponto de referência. Além da beleza e sombra, ela refresca ao entorno e dá cobertura para turistas que esperam para embarcar em um passeio de escuna.

“Não acho que a árvore deveria ser cortada. Com tanto incentivo nas grandes cidades para plantio de árvores e flores, cortar é um grande retrocesso. Sempre quando venho a passeio aqui em Guarapari essa árvore é notável e abriga a minha família quando vamos fazer andar de escuna”, disse o turista de Belo Horizonte, Robson Bonsucesso.

O FolhaOnline.es entrou em contato com o Departamento de Estradas e Rodagens (DER-ES), responsável pela obra, mas até o fechamento desta reportagem não recebemos retorno.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

situacao_de_rua_2021-06-23

Situação de Rua: o que pensam organizações de Guarapari que trabalham com essa população

Em Guarapari, parte da população têm notado um aumento de pessoas que encaram essa condição

Capacetes Elmo

Espírito Santo recebe doação de 158 capacetes ELMOs para pacientes com Covid-19

Anúncio

Anúncio

xepa vacina

Governo do Estado cria regras para “xepa” das vacinas nas cidades do ES

Orientação da Sesa é que as doses excedentes sejam utilizadas em quem pertence ao grupo contemplado ou para as pessoas da faixa etária seguinte

procurados-2021-06-23

Polícia Militar divulga 5 criminosos de Guarapari procurados pela Justiça

Caso tenha informações, população pode ajudar a polícia através do Disque-Denúncia (181)

Anúncio

Eco 101 - duplicação

Duplicação: desvio de tráfego em Anchieta para construção do viaduto de acesso a Alfredo Chaves

vacinacao_50-mais-gri2021-06-12

Guarapari realiza novo agendamento para pessoas acima de 40 anos

Anúncio