Anúncio

Servidores municipais de Guarapari esperam por aumento no vale alimentação

Por Carolina Brasil

Publicado em 25 de setembro de 2018 às 10:59
Atualizado em 25 de setembro de 2018 às 10:59
Anúncio

Essa é uma das reivindicações que o sindicato da categoria negociou com a municipalidade em junho deste ano.

Além do vale alimentação, o reajuste da fórmula de cálculo da equiparação salarial também está em discussão. Foto: Reprodução

Servidores municipais de Guarapari, insatisfeitos com a remuneração, reclamam da postura adotada pela administração do município. Segundo eles, que pediram para não serem identificados com receio de sofrem retaliações, a promessa de aumento no vale alimentação não foi cumprida e o salário é muito inferior ao mínimo após os descontos. “Meu salário é menor que o salário mínimo. Não tem condição de você trabalhar o dia todo e no final do mês receber isso”, declarou uma auxiliar de serviços gerais com o contracheque em mãos. “O aumento no vale alimentação já seria uma ajuda. Parece que não, mas R$ 20,00 por mês faz diferença no orçamento sim”, acrescentou outra.

De acordo com a Câmara de Guarapari, votação de reajuste de benefício somente após o período eleitoral. Foto: Arquivo

O pedido para reajustar a fórmula de cálculo da equiparação salarial e o reajuste no vale alimentação, dos atuais R$ 140,00 para R$ 160,00 a partir do pagamento de agosto, estão nas reivindicações que o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Direta, Indireta e do Poder Legislativo do Município de Guarapari (Sintrag) acordou com o Prefeito em junho deste ano, através do processo de Data Base 2018, e que, de acordo com a própria direção do sindicato, não foram atendidas. Inclusive, por esta razão, uma Assembleia Geral Extraordinária está marcada para o dia 03 de outubro, às 17h30 (1ª chamada), no Guará Centro de Eventos.

E, apesar do projeto do Executivo que trata do reajuste do benefício de alimentação ter sido encaminhado à Câmara Municipal, o órgão informou que a votação só poderá ser feita após o período eleitoral. “A legislação vigente veta a votação de reajuste de benefício”, afirmou o vereador e presidente da Casa, Wendel Lima.

Sobre o valor salarial inferior ao mínimo, o Sintrag explicou, em nota, que discorda da prática adotada pela Administração Municipal.

“Hoje, existem servidores públicos municipais concursados com salário base inferior ao salário mínimo e que atualmente a Administração Municipal complementa com uma verba chamada “Equiparação Salarial” a fim de alcançar ao salário mínimo nesses casos, usando inclusive vantagens pessoais, como quinquênio, assiduidade e progressão de nível, o que este sindicato considera imoral por se tratar de vantagens adquiridas pelo servidor ao longo do tempo na prefeitura”.

Greve

A direção do Sintrag explicou que a possibilidade de paralisação somente é colocada em pauta após cessarem todas as possibilidades de negociação. E que, enquanto os canais de comunicação estiverem abertos, o sindicato continuará dialogando com a Administração Municipal.

Reivindicações

Após o período de Data Base deste ano, que incluiu Assembleia Geral e a Contraproposta do Prefeito, foi acordado:

  • Reajuste no vale alimentação no valor de R$ 20,00 e inclusão do mesmo no pagamento de agosto, passando assim o vale alimentação no mês 08 ter seu valor total de R$ 160,00;
  • Prazo de 90 dias para estudo de impacto financeiro a fim de reajustar a fórmula de cálculo da equiparação salarial dos servidores, tendo em vista que a forma atual soma-se as vantagens pessoais do servidor, como quinquênio e assiduidade;
  • Incluir na folha de pagamento do mês 09 (setembro) as Progressões de Desempenho dos servidores lotados na SEMED que ficaram de fora da publicação de progressões de Janeiro de 2018;
  • Avaliar relatório referente a grau do adicional de Insalubridade dos setores de trabalho de acordo com normas específicas que são claras quanto ao grau do adicional, como a Unidade de Pronto Atendimento – UPA, Centro de Controle de Zoonoses – CCZ, Unidade que contempla setor direcionado à tuberculose, além do Centro de Testagem e Aconselhamento – CTA. – NR 15, ANEXO XIV, AGENTES BIOLÓGICOS;
  • Regulamentação do artigo 105 e Parágrafo Único da LOM, que trata da garantia de proteção necessária ao servidor público estável, dirigente sindical, no exercício da atividade.

Outro lado

Procurada sobre as alegações do Sintrag, a Prefeitura de Guarapari se posicionou em nota:

“A Secretaria Municipal de Administração informa que desde o início da gestão, o município vem mantendo um diálogo constante com o sindicato, atendendo diversas reivindicações.  Em 2017, conforme acordado com o sindicato, a administração municipal encaminhou importantes projetos de lei, para o legislativo, em benefício dos servidores, tais como:

  • Os agentes de saúde que tiveram a equiparação salarial com o piso nacional, uma reivindicação antiga, desde 2013, que recebeu o acompanhamento do sindicato. Além disso, foi feito o plano de cargos e salários para esses profissionais. Guarapari é um dos poucos municípios que conseguiu cumprir o piso dos agentes;
  • Ainda em 2017, conforme acordo com o sindicato, foi concedido o aumento do vale alimentação para todos os servidores;
  • Inclusão das progressões por desempenho, para todos os servidores, que estavam paradas desde 2007.
  • A Comissão das progressões por desempenho, dos servidores da educação, também foram reativadas em 2017 e agora estão em processo de finalização de estudos para posterior agendamento com sindicato e assim obter novas medidas de benefício dos servidores.

É importante ressaltar que todos os prazos estão sendo cumpridos, as reivindicações vêm sendo atendidas e os estudos necessários estão sendo concluídos, conforme acordado com o sindicato e sem desrespeitar a Lei Federal de Responsabilidade Fiscal”.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Guarapari registra mais 7 óbitos e totaliza 61 mortes pela Covid-19

Município contabiliza 1296 casos confirmados; 1011 estão curados

PSB Podemos

Eleições 2020: Consolidada aliança entre PSB e Podemos para as disputas em Guarapari

Anúncio
Anúncio
Samarco-1-1024x683

Samarco reforça expectativa de retomar atividades até o fim deste ano em Anchieta

Durante encontro virtual, o gerente-geral de Operações da empresa abordou a preparação da Samarco para reiniciar atividades

PCmaconha1

PC apreende pés de maconha plantados no quintal de uma casa em Guarapari

Anúncio
fogos

Lei que proíbe fogos de artifícios sonoros em Guarapari é aprovada

O Projeto de Lei é de autoria do vereador Grijó e foi aprovado pela Câmara Municipal

Renato Casagrande. Foto: Divulgação / Rodrigo Araujo

Governo do ES apresenta pesquisas contratadas para combate à Covid-19

Foram destinados R$ 3 milhões para o apoio a projetos de pesquisa científica e de inovação

Anúncio