Anúncio

Sesa divulga balanço da segunda fase do Inquérito Sorológico realizado no ES

Os dados apontam que, entre os participantes com teste positivo, houve predomínio nas faixas etárias de 20 a 39 anos e de 40 a 59 anos

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 26 de agosto de 2020 às 12:24
Atualizado em 27 de agosto de 2020 às 11:43
Anúncio
Foto: Divulgação

A Secretaria da Saúde (Sesa), em coletiva realizada na tarde de ontem (25), divulgou os dados finais sobre a atual etapa da segunda fase do Inquérito Sorológico realizado no Espírito Santo. Com a presença do subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin; do gerente de Vigilância da Sesa, Orlei Cardoso; e dos médicos infectologistas Cristiana Costa Gomes e Crispim Cerutti Junior, que fazem parte do grupo técnico de assessoramento ao Centro de Operações de Emergência da Covid-19 no Estado, os profissionais realizaram também uma apresentação do balanço acerca das seis fases dos inquéritos sorológicos, realizados no Estado.

“A preparação para o inquérito é algo complexo, que envolve vários conhecimentos e campos da ciência. É um trabalho que envolveu profissionais da Sesa, da Universidade Federal do Espírito Santo, do Instituto Jones dos Santos Neves e colaborações de outras instituições capixabas para que os dados coletados pudessem ser precisos”, disse Reblin.

A médica infectologista Cristiana Costa Gomes, que conduziu a apresentação, falou sobre o aprendizado ao longo das seis etapas. “O inquérito nos ajuda a entender a doença, como se comporta na sociedade. Além do conhecimento científico, aprendemos um pouco também sobre a logística que uma pesquisa dessa precisa, com a utilização de tecnologias, o que foi extremamente importante para que pudéssemos trazer resultados com uma certa velocidade”.

Quanto à comparação realizada entre as seis fases do Inquérito, o médico Crispim Cerutti Junior explicou a diferença percentual das prevalências, sendo observada a diminuição entre a primeira e segunda fase. “Com a flexibilização maior das atividades, as pessoas estão ficando menos em casa. Temos hoje um percentual menor que no auge do primeiro inquérito, quando estávamos pegando mais universalmente a população”, afirmou.  

Segundo Luiz Carlos Reblin, ao longo dos quatro meses de inquérito sorológico, o Estado possui resultados e uma gama de informações importantes para conhecer a Covid-19. “Esse conhecimento foi fundamental para que as equipes estaduais e municipais pudessem se apropriar dessa ferramenta para retratos do momento da pandemia. Vamos continuar fazendo os inquéritos e aperfeiçoar a forma de se coletar as informações. Vamos ter um formato para o Inquérito Escolar, estamos discutindo um formato para a população indígena e estamos apoiando um inquérito para a população prisional”, sinalizou

Perfil demográfico segunda fase

Segundo dados apresentados na coletiva dessa terça-feira (25), o perfil demográfico dos participantes da segunda fase da atual etapa do Inquérito Sorológico, são:

– Com relação ao perfil de idade dos participantes, os positivos são, em média, 2,7 anos mais jovens que os negativos;

– Entre os participantes com teste positivo houve predomínio nas faixas etárias de 20 a 39 anos e de 40 a 59 anos, e foi menor a probabilidade de teste positivo entre aqueles na faixa etária de 80 a 104 anos.

– Houve um predomínio de positivos entre os pardos/pretos com probabilidade 30% menor de um indivíduo de raça branca ser positivo.

Para mais informações, acesse: https://saude.es.gov.br/Inquerito_Sorologico

  • Com informações do Governo do Estado do Espírito Santo

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Covid-19: Mais 49 pacientes infectados em Guarapari

Ao todo, o município registra 3.281 casos da doença; Destes, 2.945 estão curados

arvore1

Dia da árvore: Guarapari e Anchieta promovem ação conjunta de plantio de espécies nativas

Essa ação é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura, de Guarapari, e Secretaria de Meio Ambiente, de Anchieta

Anúncio
Anúncio
Imagem 04 (1)

PM apreende armas, munição e drogas durante fim de semana em Guarapari

Uma das apreensões ocorreu no bairro Bela Vista, nas proximidades de um baile funk denominado “Baile da Baixada”

escola

Ideb: Escola de Alfredo Chaves alcança segundo melhor índice do Espírito Santo

Para o diretor da EEEFM Camila Motta, o bom desempenho da instituição se deve ao trabalho alinhado entre administração pública, gestão, educadores e famílias

Anúncio
desaparecido3

Família busca por jovem desaparecido em Guarapari

Guilherme foi visto pela última vez na quarta (16) no bairro Aeroporto

Covid

Guarapari: vira lata salva avó e neto de ataque de pitbull

Chamado de Covid, por aparecer no bairro durante a pandemia, o cachorro ficou muito machucado e ficará com sequelas; avó e neto saíram ilesos

Anúncio