Anúncio

Seu bairro no Folha: Futebol para crianças e adolescentes no bairro Adalberto em Guarapari

Por Carolina Brasil

Publicado em 21 de abril de 2018 às 09:00
Atualizado em 19 de abril de 2018 às 11:35

Anúncio

O esporte foi escolhido como ferramenta de inclusão social, em uma iniciativa da Associação Comunitária do Bairro Adalberto Simão Nader (ACBASN).

Cerca de 60 crianças e adolescentes estão no projeto. Quem entra, não quer sair!

Recentemente, cerca de 60 crianças e adolescentes moradores do bairro Adalberto Simão Nader começaram no Projeto Escolinha de Futebol, promovido pela associação de moradores, que conta com a contribuição de pessoas e pequenos comércios da região. Os uniformes foram uma doação do município. A prática esportiva chegou como uma grande oportunidade para eles, que sofrem com a carência de atividades gratuitas na comunidade. Em horários alternados ao da escola regular, as turmas são divididas por idade: de 7 a 10 anos, dos 11 aos 14 e dos 15 aos 17 anos.

Alexandre à vontade com a bola no pé!

As aulas são realizadas duas vezes por semana no campo de futebol do bairro, mantido pela ACBASN. O local existe há quase 20 anos e agora passa a ser instrumento de inclusão social. “Essa iniciativa foi boa, não tinha lugar para brincar e a gente acabava ficando na rua”, contou Alexandre Marques, de 11 anos.

Mas, para se manter na escolinha, não basta ser bom de bola ou ter vontade de aprender, tem que estar bem na escola. “Estamos em contato com a escola onde eles estudam para saber como está o rendimento e o comportamento deles lá. Queremos fazer um trabalho em conjunto e ajudar no desenvolvimento de cada um”, explicou Del Careca, como é conhecido Aderildes Nascimento Santos, presidente da ACBASN.

O projeto conta com um atleta profissional como treinador, que mesmo morando há pouco tempo na comunidade, se dispôs a doar tempo e conhecimento. “Estou aqui para ensinar tudo que aprendi como atleta e aprender com eles também. Queremos dar a esses meninos a chance de serem revelados e seguirem como atletas, por que não?”, pontou o treinador voluntário, Ailton Ferreira.

Cauã ocupa uma vaga no meio de campo.

Na escolinha, eles recebem preparo físico, psicológico e da prática esportiva do futebol. Tudo para formar um atleta completo. E, mesmo que isso não seja a profissão deles no futuro, certamente contribui para a formação deles desde já. “Estou achando muito bom, é uma oportunidade para todos nós e, mesmo que eu não seja um jogador no futuro, é muito bom estar aqui”, disse Cauã Vaz, de 14 anos.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

IMAGEM-DO-ARTIGO-imoveis-2021-07-23

Artigo: quatro pontos que todo locador deve saber antes de alugar seu imóvel

ifes guarapari 2

Ifes de Guarapari está com inscrições abertas para cursos técnicos gratuitos

Ao todo, estão sendo ofertadas 108 vagas distribuídas entre os cursos concomitantes noturnos de Administração, Eletrotécnica e Mecânica

Anúncio

Anúncio

doacao-de-sangue-hemoes

Solidariedade x Covid-19: Hemoes precisa de mais doadores de sangue

65o-MAPA-DE-RISCO-26.07-a-01.08-1

65° Mapa de Risco Covid-19: Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves seguem em risco baixo

Novo mapa segue com apenas 6 municípios em risco moderado em todo o estado

Anúncio

Job Jiu-JitsuSDC

Projeto Social de Guarapari brilha em mundial de Jiu-Jitsu

Atletas de várias idades se destacaram em disputa realizada no Rio de Janeiro

CAFE DE LA MUSIQUE COMUNICA ADIAMENTO DAS ATRAÇÕES BEACH CLUB W

Procon notifica beach club de Guarapari para devolver valores de ingressos de shows cancelados

Anúncio