Anúncio

Soltando a voz: coral promove bem-estar

Por Livia Rangel

Publicado em 30 de junho de 2015 às 16:44
Atualizado em 30 de junho de 2015 às 16:44

Anúncio

coral

Ensaios do VozES acontecem todas as terças-feiras. Foto: Comunicação Seger.

Quem canta, os males espanta. E isso não é apenas um adágio popular. Quem garante são os 72 integrantes do Coral VozES, formado por servidores públicos estaduais da ativa e aposentados, além de convidados da comunidade.

Criado em 2008 pela Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos (Seger), o grupo já fez mais de 150 apresentações dentro e fora do Espírito Santo e agrada tanto os integrantes quanto os ouvintes.

O VozES é regido pelo maestro Patrick do Val e ensaia toda terça-feira na sede da Secretaria, em Vitória. No repertório, as canções mais comuns são de MPB, mas também há espaço para músicas natalinas e clássicas.

Música e qualidade de vida. O bombeiro Stelzimar Magesck Serra, conhecido como Téo, tem 32 anos e integra o coral desde maio do ano passado. Ele conta o que o motivou a entrar para a equipe: “Sempre gostei de cantar. Além disso, o canto me traz paz espiritual, me deixa mais relaxado”, disse.

O assistente técnico Mário Angelo Alves de Oliveira, 61 anos, é um dos servidores mais antigos do VozES. Segundo ele, o coral contribui para a qualidade de vida. “Me faz muito bem. Quando estou para baixo, venho, canto e melhora o meu astral. Nos momentos em que tenho depressões momentâneas, cantar aflora um sentimento de alegria, bem-estar”, afirma Mário.

Para a servidora aposentada Edna Helena Siqueira, 59 anos, o VozES auxilia no combate à ansiedade e ao estresse e proporciona tranquilidade nas suas tarefas rotineiras: “Eu sou sobrevivente de um aneurisma cerebral. Quando vou aos ensaios ou às apresentações me sinto mais leve, mais calma. A ansiedade some e não preciso recorrer a medicações para relaxar ou para dormir melhor”.

Luzia-VozESUnião. A conquista de novas amizades também é vista como um fator positivo na participação do coral. Luzia Andrade, 68 anos (em destaque na foto ao lado), convidada do VozES, sabe bem disso. “Todos aqui são bastante unidos. Conhecemos novos amigos e reencontramos os antigos. O coral é uma família para nós. Faço questão de vir a todos os ensaios. Quando não consigo comparecer, sinto falta”.

Casada com Antônio de Andrade, 65 anos, ela fala também como o canto aproximou os dois. “Meu marido tinha acabado de se aposentar e não encontrava uma ocupação. Quando vimos a apresentação do VozES pela primeira vez, olhamos um para o outro e falamos: vamos nos inscrever. Além de ser uma atividade que nos aproxima, trouxe alegria ao Antônio, que antes estava deprimido”.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

quiosque praia do morro11

Guarapari abre licitação para manutenção dos quiosques recém-reformados na Praia do Morro

Os serviços custarão mais de R$ 450 mil

rematricula

Termina amanhã (30) o período para rematrícula na Rede Estadual de Ensino do ES

Anúncio

Anúncio

onibus_lorenzutti_guarapari

Duas linhas de ônibus que atendem a zona rural de Guarapari terão alteração de itinerários

Breno natação11

Nadador de Guarapari conquista quatro ouros e uma prata nas Paralimpíadas Escolares 2021

Anúncio

rifa-beneficente-pedrovidal1

Adolescente de Guarapari com cirurgia em atraso recebe apoio e novo prêmio para rifa

compras_natal_1-770x470

Natal Premiado com R$ 15 mil de premiação em Anchieta

Anúncio