Anúncio

Tentativa de homicídio em Guarapari deixa jovem em coma

Por Carolina Brasil

Publicado em 28 de fevereiro de 2018 às 10:20
Atualizado em 28 de fevereiro de 2018 às 09:27

Anúncio

O crime aconteceu no dia 17 deste mês (fevereiro). Uma jovem foi esfaqueada e atingida na cabeça por uma pedra. Há suspeitas de estupro coletivo.

Há 11 dias, uma mulher de 23 anos está em internada em estado grave na UTI do Hospital São Lucas, em Vitória. De acordo com as investigações da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Guarapari, a vítima foi atingida por 22 facadas pelo corpo e pedradas na cabeça. A tentativa de homicídio aconteceu na madrugada do último dia 17 (fevereiro) em um matagal no bairro Perocão. Há indícios de que os quatro suspeitos do crime tenham, ainda, praticado relações sexuais com a jovem sem o consentimento dela.

Segundo o delegado titular da DCCV, Tarik Souk, o material genético da vítima já foi coletado por médicos do Departamento Médico Legal (DML) para realização de exames. “As chances são pequenas, em razão do tempo que já transcorreu, de identificarmos quem manteve relações sexuais com a vítima e se houve estupro. As investigações poderão esclarecer o que ocorreu de fato. Nós aguardamos a evolução positiva do quadro da vítima para ouvi-la.”, explicou o delegado informando o local do crime ainda estava preservado e foram encontradas a faca e a pedra usadas pelos suspeitos.

O crime está sendo investigado pela DCCV de Guarapari. Foto: Folha da Cidade/Arquivo

Ainda de acordo com o Tarik, três homens foram conduzidos à delegacia e contaram como foi o crime. Dois deles disseram que o sexo foi consentido, o terceiro informou que praticou o ato após as agressões, mas não admitiu o fato em depoimento. O quarto suspeito fugiu no momento da abordagem, mas se apresentou no dia seguinte, com um advogado, alegando inocência. No momento, os quatro estão em liberdade, mas a prisão preventiva poderá ser pedida a qualquer momento. “Como não ocorreu flagrante e os suspeitos colaboram com as investigações, foram liberados. Mas, a prisão pode ser pedida em qualquer momento da investigação, se for necessária”, declarou o delegado.

Em tempo:

No dia 17 de fevereiro, um morador viu que havia uma mulher ferida no meio do mato e acionou o Samu. Ela foi levada ao Hospital São Lucas, em Vitória, onde permanece em coma.

A jovem, de 23 anos, veio de Barra de São Francisco, norte do estado, para Guarapari, junto com uma amiga que viria para visitar a mãe. Sem dinheiro para retornar, as duas continuaram na cidade.

Há indícios que a vítima seja usuária de drogas e tenha envolvimento com o tráfico de entorpecentes. Entretanto, essas informações só poderão ser confirmadas através das investigações.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

mapa de risco-77

Confira os municípios classificados em Risco Moderado no 77° Mapa de Risco Covid-19 do ES

vacina_covid-2021-06-28

Guarapari realiza nova ação de vacinação contra Covid-19 sem agendamento para as três doses

Ação acontece neste sábado (16) para grupos específicos

Anúncio

Anúncio

educação

Municípios capixabas receberão R$ 231 mi para investimentos em educação; R$ 436 mil serão para Guarapari

Alfredo Chaves receberá mais de 2 milhões e 800 mil; Anchieta, 5 milhões e 500 mil

pmg_covid-testeantigeno

Guarapari realiza nesse sábado (16) mais uma ação de testagem da Covid-19

Anúncio

Prisão fornecedores

Polícia prende suspeitos de fornecerem maconha e haxixe para traficante de Guarapari

banheiro-publico-pdm-verao-20222

Prefeitura vai selecionar empresa para administrar banheiros das praias de Guarapari

Anúncio