Anúncio

Antônio Ribeiro escreve para o folhaonline.es aos domingos e, a cada semana, o colunista relaciona Guarapari ao tema do momento. Antônio é administrador de empresas, viveu em Porto Alegre, São Paulo e Curitiba, esteve em todos os estados brasileiros, a exceção de Acre, Roraima e Amapá, ministrou cursos em todos os países da América Latina, menos nas três Guianas, e escreveu o Guia de Férias e Feriadões.

Travessia em mini barco ligando a Prainha ao Porto das Escunas

Por Antônio Ribeiro

Publicado em 16 de agosto de 2020 às 09:00
Atualizado em 17 de agosto de 2020 às 14:33
Anúncio
Foto: Reprodução

A maior quantidade de veranistas que vem a Guarapari prefere indiscutivelmente ficar na Praia do Morro, por ser a maior e mais estruturada. Muitos tem apartamento, alguns emprestam a amigos ou parentes e outros alugam.

A maioria dos que visitam Guarapari faz o passeio de escuna e se encanta, tanto que depois saem fazendo boa propaganda gratuita da Cidade Saúde, muito em parte pelo deslumbre que o passeio de escuna proporciona.

Muitos dos que vem para a Praia do Morro, gostam de caminhar de ponta a ponta, nos seus três quilômetros de lindo visual e parte deles gostaria de vir para o Porto das Escunas a pé, por o verem desde o outro lado.

Bastaria haver um pequeno barco, adequando para cinco a dez pessoas, com toldo para sol ou chuva, que fizesse a travessia da Prainha de Muquiçaba ao Porto das Escunas, que fica praticamente em frente e é perto.

Para que esta seja viável e bem sucedida comercialmente, deveria ter preço acessível, algo entre 5 e 10 reais, que é quase o preço das vans e trenzinho, que trazem às escunas, para ter bastante procura.

Possibilidade de sustentação seria um desconto para moradores de Guarapari, algo como 10 para turistas, 7 para veranistas, com conta de luz daqui e 5 para moradores efetivos de Guarapari, com celular.

Hotel Poto do Sol. Foto: Reprodução

Já existe um lugar natural onde habitualmente ficam os pescadores, ao lado do lindo Hotel Porto do Sol, que teriam assim um atrativo a mais para desenvolver o seu negócio que é relacionado com o mar.

Do outro lado há também um ponto de parada ideal em forma de um píer, onde está uma lanchonete de salgados, que pelo interesse, poderia vender os bilhetes, bem como um pescador fixo do outro lado.

Bom seria que o serviço não fosse executado por um dos proprietários das escunas, para não haver direcionamento a esta. Bem aceito, poderiam ser os bilhetes pagos pelos donos das escunas, já incluídos.

Durante a travessia, seriam entregues folhetos de bares, restaurantes, hotéis, pousadas, lojas e outros comércios ou serviços, que pagariam por isso, ajudando no custeio.

A travessia seria um fator canalizador de turistas à Praça Trajano, que poderá ter: Feira de Artesanato, Food Trucks, City Tour, Mini Museu e Espaço de Esporte e Shows.

Aqui está o futuro do turismo de Guarapari para o ano todo!!!

Anúncio
Anúncio

Veja também

Transplante

Moradora de Guarapari realiza transplante após vaquinha, mas não resiste

Taiana fez uma vaquinha online para custear a estadia em São Paulo enquanto aguardava doador para receber um novo coração

drogas Anchieta

Polícia Militar realiza apreensões de drogas em Anchieta e Guarapari

Anúncio
Anúncio
polivalente-obra-pronta

Escola de Guarapari vai ofertar 4ª série opcional em 2021

upaespaçoinaugurado (2)

Pacientes de Guarapari relatam demora na entrega dos resultados de exames para COVID-19

Espera chega a beirar prazo do isolamento indicado para casos confirmados

Anúncio
SAMSUNG CAMERA PICTURES

Centro de Guarapari deve receber rotativo em 2020

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Rotativo distribui orientações de uso aos motoristas de Guarapari

A empresa deve iniciar os trabalhos em até seis meses, e panfletos com orientações foram distribuídos hoje (23)

Anúncio