Anúncio

Três mil anchietenses já foram ouvidos pelo Orçamento Participativo

Por Livia Rangel

Publicado em 17 de abril de 2012 às 00:00
Atualizado em 12 de fevereiro de 2015 às 19:50

Anúncio

Três mil anchietenses já foram ouvidos pelo Orçamento Participativo Cerca de 3 mil moradores de Anchieta já foram ouvidos pela Prefeitura no Orçamento Participativo (OP) que está sendo construído para 2013. A administração já realizou 17 encontros, ouvindo 35 comunidades. Num total, serão promovidas 27 assembleias, ouvindo 54 comunidades rurais, urbanas e do litoral. A Prefeitura espera ouvir ainda mais de dois mil anchietenses nas demais reuniões que já estão agendadas.

 
Nos encontros, que iniciam sempre às 19h, os moradores definem as prioridades de obras e investimentos para o próximo exercício. Cada comunidade tem, em média, R$ 200 mil para serem utilizados em novas obras.“Esse valor para cada comunidade é apenas do Orçamento Participativo, mas iremos realizar muitas outras obras nessas localidades que serão elencadas no orçamento geral do município, que temos que fechar até maio e enviar para a Câmara Municipal. O orçamento de um determinado ano é construído e aprovado no ano anterior, por isso temos que deixá-lo pronto para o próximo gestor”, disse o prefeito Edival Petri.

 
O prefeito de Anchieta, Edival Petri, e os secretários de Infraestrutura e Governo, Flávio Sant’Anna e Jakeline Petri Salarini, respectivamente, estão participando de todos os encontros.“Acho importante dessa iniciativa da Prefeitura em ouvir as comunidades. Nós sabemos o que realmente precisamos”, disse a auxiliar de serviços gerais, moradora da comunidade de Nova Anchieta, Maria Aparecida dos Santos.

 

Quem também aprovou o Orçamento Participativo foi o comerciante Lucimar Antônio Chagas (o Mazinho), que mora na comunidade de Planalto. “Isso é muito importante: dar voz aos moradores. Decidimos o que é melhor para a nossa comunidade”, disse.Importância do OrçamentoO Orçamento Participativo é um importante instrumento de complementação da democracia representativa, pois permite que o cidadão debata e defina os destinos de uma cidade. Nele, a população decide as prioridades de investimentos em obras e serviços a serem realizados a cada ano, com os recursos do orçamento da Prefeitura.

 

Para o prefeito, o OP estimula o exercício da cidadania. “Com essa ferramenta criamos o compromisso da população com o bem público e a co-responsabilização entre governo e sociedade sobre a gestão da cidade”, disse Petri.Cada comunidade, a pedido da administração, deve eleger dois delegados do OP, titulares e suplentes, sem vínculos com órgãos púbicos, que é responsável em acompanhar o processo das obras e serviços solicitados nos encontros. As obras sugeridas pelos moradores irão compor um relatório e será uma das prioridades para 2013.

 

Desde 2006, a Prefeitura de Anchieta implantou a ferramenta no município. De lá para cá, 115 obras, sugeridas pelos moradores, foram executadas, num total de R$ 15 milhões de investimentos. Outras, ainda estão em fase de construção ou de elaboração do projeto. Escolas, quadras poliesportivas, unidades de saúde, calçamento e centro de convivência foram algumas obras sugeridas pelas comunidades.“O OP permite que o cidadão entre em sintonia com a administração municipal, dando-lhe a oportunidade de conhecer as receitas e despesas da sua cidade e de participar da distribuição destes recursos”, disse a secretária de Governo, Jakeline Petri Salarini. 

Comunidades já ouvidas:Goembê, Itajobaia, Belo Horizonte, São Mateus, Baixo Pongal, Embocica, São Lourenço, Itaperoroma Alta, Itaperoroma Baixa, Pé do Morro, Simpatia, Serra das Graças, Jabaquara, Limeira, Jaqueira, Duas Barras, Dois Irmãos de Olivânia, Olivânia, Córrego da Prata, Dois Irmãos, Alto Joeba e Pongal, Mãe-Bá, Iriri, Boa Vista, Subaia, Inhaúma, Recanto do Sol, Parati, Ubú, Alvorada, Justiça I, Nova Anchieta e Planalto. Comunidades que serão ouvidas:Vila Samarco (18/04); Castelhanos (19/04), Ponta dos Castelhanos (23/04); Justiça II, Portal de Anchieta, Cantagalo (25/04); Guanabara (26/04), Quitiba, Coqueiro, Novo Horizonte (30/04); Nova Jerusalém (02/05); Chapada do A e Monteiro (03/05), Nova Esperança (07/05); Caixa D’Água (09/05); Porto de Cima, Morro da Penha (14/05) e São Pedro (16/05).

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

eduardo-junho-vermelho-doacao-de-sangue

Junho Vermelho: em Guarapari ações e campanhas incentivam doação de sangue

Trabalho visa contribuir com difícil tarefa do Hemoes*

gabriel-musica-2021-06-19

Dia do Orgulho Autista: conheça o cantor de Guarapari, Gabriel da Silva Carvalho

Anúncio

Anúncio

WhatsApp-Image-2021-06-18-at-13.15.02

Artigo: uma Guarapari diferente por usar melhor os seus templos ociosos

o-que-e-um-curso-profissionalizante-descubra-aqui

Qualificar ES abre 101 vagas em cursos presenciais, com oportunidades para Anchieta

Anúncio

IMAGEM-DE-DESCRIÇAO-DO-ARTIGO

Artigo: empréstimo consignado não autorizado; como cessar descontos e pedir indenização

bicicleta-ciclismo-pixabay-2021-06-19

Espírito Santo tem média de cinco bicicletas furtadas por dia

A Secretaria Estadual de Segurança Pública informou que o índice caiu em comparação ao ano passado

Anúncio