Anúncio

Abono de R$ 3 mil para servidores da Câmara divide vereadores em Anchieta

Por Carolina Brasil

Publicado em 10 de dezembro de 2018 às 15:13
Atualizado em 10 de dezembro de 2018 às 15:36
Anúncio

O benefício atenderá 208 servidores com um custo aproximado de R$ 600 mil.

Câmara de Anchieta aprova R$ 3 mil de abono para servidores da casa. Foto: Reprodução/CMA

Os servidores do legislativo municipal de Anchieta receberão R$ 3 mil de abono especial de fim de ano. O Projeto de Resolução (PR) Nº 07/2018 foi aprovado com cinco votos favoráveis, e quatro contrários durante a 87ª sessão ordinária da Câmara. Inicialmente, o PR de autoria da Mesa Diretora propunha R$ 1 mil, mas teve valor alterado com emenda modificativa do vereador Cléber Pombo (PPL).

De acordo com a assessoria do vereador, o projeto é uma forma de fazer o dinheiro circular na cidade, movimentando a economia local. Além disso, o aumento foi proposto considerando as perdas salariais, em torno de 20%, ocorridas no ano passado. Ainda segundo a assessoria, a Câmara, em 2018, economizou, possibilitando essa “valorização” no funcionalismo da Casa.

Vereador Cléber Pombo (PPL). Foto: Reprodução/CMA

Contrário ao abono no valor de R$ 3 mil, o vereador Renato Lorencini também foi procurado pela nossa equipe e se posicionou através de nota: “Sou contrário a esta iniciativa pelo momento que estamos vivendo. O servidor merece ser valorizado, entretanto, os cerca de meio milhão de reais poderiam ser investidos em outras finalidades prioritárias e que beneficiassem a toda a população de Anchieta, como a retomada do serviço de videomonitoramento, serviços de assistência social ou saúde”.

Vereador Renato Lorencini (PSB). Foto: Reprodução/CMA

Como votaram

Votaram a favor os vereadores Beto Caliman (DEM), Cleber Pombo (PPL), Serginho (PSD), Tereza Mezadri (PV) e Zé Maria (PEN); já Geovane Meneguelle (PSD), Professor Robinho (Avante), Renato Lorencini (PSB) e Richard Costa (PPL) votaram contra; o presidente da Tássio Brunoro (MDB) não votou e o vereador Alexandre Assad (PRB) se absteve.

Recesso

Também durante a sessão do último dia 04, foi aprovado o PR Nº 09/2018 que define o recesso de final de ano da Câmara de Anchieta entre os dias 20 e 31 de dezembro.

Prefeitura de Anchieta

Na oportunidade, o vereador Beto Caliman pediu que o prefeito Fabricio Petri (MDB) também conceda um abono de R$ 1 mil para cada servidor do Poder Executivo do município sob a alegação de aquecer o comércio de Anchieta.

Sobre o assunto, a Prefeitura de Anchieta explicou que respeita a decisão da Câmara Municipal, lembrando que são poderes distintos. Entretanto, em virtude da crise financeira, não será possível conceder abono aos servidores do executivo da cidade.

Anúncio
Anúncio

Veja também

O projeto também divulgará o trabalho de artistas locais, que encontram dificuldades em manterem-se durante a pandemia. Foto: Divulgação

Coletivo transforma rede social em vitrine para pequenos negócios de Guarapari

O Sinestesia – Criatividade Coletiva decidiu usar o próprio perfil no Instagram, que conta com mais de mil seguidores, para evidenciar artistas e pequenos empreendimentos locais afetados pela pandemia

Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari registra 10 novos casos e mais 5 curados

Ao todo, o município contabiliza 161 infectados; Desses, 116 já estão curados

Anúncio
Anúncio
Foto: Reprodução

Profissional da saúde com Covid-19 é encontrada trabalhando em Guarapari

Descumprir o isolamento é infração sanitária e pode ser enquadrado como crime contra a saúde pública

civilpm

Policiais prendem um suspeito de assalto e outro de tentativa de homicídio em Guarapari

Anúncio
wendel1

Vereador de Guarapari poderá ser condenado a devolver dinheiro e a pagar multa

MPC pede condenação de Wendel Lima, então presidente da Câmara em 2017, por autorizar despesas sem interesse público

capa jose luiz

Médico que mora em Guarapari vence a Covid-19 e compartilha luta contra o vírus

“A gratidão é por uma nova chance da vida. A missão dele como médico ainda não acabou”, declarou a esposa e aliada de batalha