Anúncio

Ação de limpeza do Rio Una envolve a comunidade

Por Gabriely Santana

Publicado em 29 de setembro de 2015 às 19:02
Atualizado em 29 de setembro de 2015 às 19:02

Anúncio

Em comemoração ao Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias, cerca de 500 quilos de lixo foram recolhidas em uma ação, no Rio Una, em Setiba neste domingo (27), quantidade bem menor que a registrada durante estes 12 anos, que já chegou a quase 2 Toneladas. Segundo informaram os organizadores, a campanha contou com 30 voluntários da comunidade e alguns parceiros.

DSC_0013

Rio Una, beleza natural da comunidade de Setiba, recebe ação de limpeza. Foto: Glenda Machado

Para o presidente da Associação de Moradores de Setiba e um dos organizadores do evento, José Salustiano “o Salu”, apesar da redução, a questão do lixo ainda é um dos maiores problemas impostos ao ambiente e à sociedade.“Realizamos este evento há doze anos e, ao longo deste período, notamos que a comunidade tem procurado adquirir novos hábitos que auxiliem na preservação do meio ambiente. Recentemente, tivemos um estímulo gerado por ações que realizamos nas escolas e em ações de conscientização e a população está dando sinais de mudanças”, afirmou Salu.

DSC_0028

Seu Dias inconformado com a situação atual do Rio Una. Foto: Glenda Machado

Segundo o morador Antônio Pereira Dias, 63, o Rio Una há uns 40 anos atrás, era um espaço maravilhoso onde as pessoas tomavam banho e pescavam muito peixe. “Aqui era uma maravilha, tinha muito peixe de água doce e salgada. Tirávamos muitos fruto daqui, mas infelizmente sofremos com a poluição e essa coloração amarelada que ainda não sabemos o que é. Esperamos uma resposta urgente da análise da água”, disse.

DSC_0024

Pneus e até uma bicicleta foram encontrados por esses meninos. Foto: Glenda Machado

Empresas parceiras disponibilizaram caiaques e material necessários para garantir a qualidade da ação. Após a separação, o lixo coletado foi entregue a entidades locais de reciclagem. Além disso, a ação contou ao final com um delicioso lanche preparado por um casal de suíços que mora na região há mais de 5 anos. Eles ficaram encantados com o envolvimento das pessoas, mas pontuaram que o problema do lixo está na educação. “Lá na suíça a gente bebe de qualquer água da cidade, a gente paga até pelo ar que respira. O respeito a natureza deve começar desde o pequeno até o mais velho. Essa é uma ação que eu sinto orgulho de estar participando”,
disseram o casal Rosane e Ernesto Christen.

DSC_0031

Equipe da comunidade soma forças por um Rio mais limpo. Foto: Glenda Machado

O presidente da Associação ressaltou que, devido à destinação inadequada, grande parte de resíduos inicialmente recicláveis termina sendo inutilizada e que a prioridade para a comunidade é uma estação de tratamento que funcione.

“Pretendemos por meio deste trabalho, chamar a atenção da população para os cuidados que devemos ter com as áreas públicas, as quais todos desfrutamos. Gostaríamos que também que todos tivessem saneamento básico de qualidade, isso reduziria bastante o índice de poluição. Hoje essa é a nossa maior reivindicação”, disse.

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

eduardo-junho-vermelho-doacao-de-sangue

Junho Vermelho: em Guarapari ações e campanhas incentivam doação de sangue

Trabalho visa contribuir com difícil tarefa do Hemoes*

gabriel-musica-2021-06-19

Dia do Orgulho Autista: conheça o cantor de Guarapari, Gabriel da Silva Carvalho

Anúncio

Anúncio

WhatsApp-Image-2021-06-18-at-13.15.02

Artigo: uma Guarapari diferente por usar melhor os seus templos ociosos

o-que-e-um-curso-profissionalizante-descubra-aqui

Qualificar ES abre 101 vagas em cursos presenciais, com oportunidades para Anchieta

Anúncio

IMAGEM-DE-DESCRIÇAO-DO-ARTIGO

Artigo: empréstimo consignado não autorizado; como cessar descontos e pedir indenização

bicicleta-ciclismo-pixabay-2021-06-19

Espírito Santo tem média de cinco bicicletas furtadas por dia

A Secretaria Estadual de Segurança Pública informou que o índice caiu em comparação ao ano passado

Anúncio