Anúncio

Ainda desativada, Casa da Cultura poderia ser espaço de expressão artística em Guarapari

Por Sara de Oliveira

Publicado em 1 de janeiro de 2020 às 10:00
Atualizado em 26 de dezembro de 2019 às 13:34
Anúncio

A reforma do local, prevista para ser orçada e licitada em 2018, ainda não saiu do papel.

Fotos: Sara de Oliveira.

Localizada em frente à praça Trajano Lino Gonçalves, no centro de Guarapari, a Casa da Cultura é um símbolo histórico do município. Mesmo com as recentes promessas de reforma e reativação do prédio, o local segue abandonado e a prefeitura não sabe informar quais são os planos para o espaço.

Em maio de 2018, o então Secretário de Turismo, Empreendedorismo e Cultura, Edgar Behle, anunciou que a Casa da Cultura passaria por reformas, que seriam orçadas e licitadas até o final do ano. Na ocasião, Behle declarou que o prédio seria um espaço para receber atrações culturais, eventos, saraus, além de oferecer informações turísticas e históricas da cidade.

No entanto, mais de um ano após a declaração, a Casa da Cultura segue sem sinais de reformas e o local permanece desativado. Procuramos a prefeitura de Guarapari para questionar se o espaço ainda é uma prioridade da Setec, pasta que agora é gerida pela secretária Letícia Regina.

Também questionamos quais são os planos para o local, que por último estava funcionando como biblioteca municipal. Porém, a prefeitura não informou quais atividades serão realizadas no prédio. Por meio da Secretaria Municipal de Análise e Aprovação de Projeto (Semap), afirmou apenas que o projeto da reforma da Casa da Cultura está sendo finalizado e a biblioteca está funcionando no Complexo Esportivo Maurice Santos, em Muquiçaba.

Expressão Artística

Enquanto a prefeitura não divulga os planos para a Casa da Cultura, artistas do município dão sugestões do que poderia ser realizado no prédio.

A artista plástica Carolina Zamperlini Santos acredita que o local poderia ser um espaço de resgate da identidade cultural da cidade, podendo receber exposições de arte e saraus. A moradora de Guarapari, que possui uma relação afetiva com a Casa da Cultura, frequentava o prédio quando ele ainda era uma biblioteca. “Eu era aluna da escola pública e muitas vezes eu ia pra lá à tarde pra estudar”.

Para Carolina, existe uma carência de inciativas que promovam a arte no município. Por isso, o local poderia ser espaço de visibilidade para artistas locais, que estão distantes de Vitória e dos grandes polos artísticos.

“Por vezes, nos sentimos marginalizados. Ter um espaço que entrasse no circuito de arte, mesmo que fosse local, seria engrandecedor pro artista, no sentido de que a gente poderia pensar em um eixo de atuação que fosse próprio para a cidade”.

Além de ser um espaço para os artistas locais, a reativação da Casa da Cultura seria importante para os próprios moradores e frequentadores da cidade, afirma Carolina. “Guarapari carece muito de pensar a cultura voltada pro cidadão. Nosso pensamento cultural é totalmente voltado para o turismo de mercado. A população local fica perdida e dispersa nisso tudo”, argumenta.

Arte para o cidadão

O professor José Cirilo, do Departamento de Artes da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), possui um imóvel em Guarapari há 10 anos e acredita que a Casa da Cultura é um equipamento cultural que não pode ficar abandonado.

O professor destaca a importância de espaços onde os moradores possam ter acesso a expressões artísticas. “A arte estimula nossa criatividade e nossa inventividade na solução dos menores problemas cotidianos da vida. Ela é nossa principal porta de acesso ao afeto e ao respeito pelas diferenças e particularidades de cada sujeito”.

Para José Cirilo, o acesso a diversas vertentes artísticas pode ser um instrumento para que os cidadãos tenham uma percepção crítica da sociedade em que vivem. “A arte é promotora da autodescoberta e da autovalorização, além de ser uma ferramenta fundamental de interação.”

Anúncio
Anúncio

Veja também

Manilha Setiba

Guarapari: Moradores de Setiba reclamam de ruas alagadas no bairro

Hemoes_Ônibus

Ônibus de Coleta Externa do Hemoes percorrerá municípios do ES durante pandemia

A unidade móvel percorrerá diversos municípios do Estado, realizando a coleta de sangue e o cadastro para doação de medula óssea

Anúncio
Anúncio
Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari registra mais dois óbitos e totaliza 306 casos confirmados

Com isso, Guarapari totaliza 16 óbitos; 170 pacientes estão curados da Covid-19

lorenzuttti

Liminar: Guarapari deve apurar se houve desequilíbrio contratual com a Lorenzutti

A decisão foi baseada nas medidas tomadas pelo município diante da pandemia da Covid-19, que impactaram negativamente a economia da empresa

Anúncio
Foto: Divulgação

Polícias Civil e Militar prendem autores de homicídios e realizam apreensão de drogas em Anchieta

A operação intitulada “Pitoco Assassino” cumpriu 10 mandados de prisão e foi concluída com sucesso graças ao trabalho integrado das polícias capixabas; Operação Sentinela apreende drogas, arma e munição

sala de aula1

Guarapari irá disponibilizar atividades não presenciais para alunos do município

Caberá aos professores, o apoio remoto aos alunos e às famílias na orientação e realização das tarefas