Anúncio

Alfredo Chaves tenta voltar à normalidade após enchente

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 31 de janeiro de 2020 às 09:41
Atualizado em 12 de maio de 2020 às 15:54

Anúncio

O prefeito do município, Fernando Videira Lafayette, divulgou um balanço das ações de recuperação, nessa quarta (29)

80% das ruas atingidas pelas cheias foram lavadas com caminhões pipas. Foto: Divulgação

Na última quarta-feira (29), doze dias após a enchente que acometeu Alfredo Chaves, o prefeito, Fernando Videira Lafayette, juntamente com a Secretaria Municipal de Planejamento, realizou um balanço do andamento das ações que o município tem desenvolvido desde que decretou estado de calamidade pública.

De acordo com ele, funcionários municipais e parceiros vindos de outras cidades contam com o apoio do governo do Estado e um cronograma planejado de trabalho a fim de minimizar os impactos causados pelas fortes chuvas do dia 17 de janeiro.

As Secretarias Municipais de Serviços Urbanos e de Meio Ambiente estão responsáveis pelo recolhimento dos entulhos, limpeza das ruas, de órgãos públicos e comércios. De acordo com os secretários das pastas, 80% das ruas atingidas pelas cheias foram lavadas com caminhões pipas, assim como a coleta dos entulhos. A coleta de lixo tem a previsão de ser normalizada até o final da semana.  Para a limpeza das caixas coletoras e galerias da cidade, a Prefeitura aguarda o caminhão hidrojato, que será cedido pelo Estado.

Já não existem pessoas desabrigadas, no município. Foto: Divulgação

Já a situação da população atingida diretamente pela enchente, coube a Secretaria de Assistência Social e Cidadania fazer todo o atendimento que passou pelo cadastro das famílias, recebimento de doações, gerenciamento e distribuição dos itens de primeira necessidade, como cestas básicas, água, roupas, agasalhos e colchões.  Conforme a secretaria, já não existem pessoas desabrigadas e as famílias que tiveram suas casas comprometidas estão assistidas com aluguel social. A Secretaria de Obras e Defesa Civil seguem realizando vistorias das áreas de riscos e residências.

Com as enxurradas, as vias rurais foram muito comprometidas, deixando diversas famílias sem acesso e produtores rurais sem poder escoar a produção. Segundo a Secretaria Municipal de Agricultura, um levantamento municipal contabilizou 40 pontes que devem ser refeitas, levando em conta que três travessias de madeiras já foram construídas para dar passagem a comunidades que ainda estavam sem acesso. O Departamento de Estradas e Rodagens (DER) tem colaborado com a realização desse trabalho. Ainda de acordo com a Secretaria, a prioridade agora é possibilitar o acesso às estradas para que a população volte a trafegar sem dificuldade, juntamente com a Secretaria de Obras.

Com os transtornos causados pelas chuvas, a volta às aulas foi comprometida. A previsão é que o ano letivo inicie no dia 10 de fevereiro, no município. A sede da Secretaria Municipal de Educação teve o primeiro piso invadido pelas águas, o que resultou em grandes perdas de equipamentos de informática, mobília, material didático e merenda escolar, assim como no Centro Educacional Municipal, Padre José de Anchieta, onde funcionários ainda seguem com a limpeza.

A prioridade agora é possibilitar o acesso às estradas. Foto: Divulgação

Outros prédios públicos foram invadidos pelas águas como, por exemplo, o Pronto Atendimento Municipal e a sede da Secretaria Municipal de Saúde, onde foram perdidos equipamentos de informática, mobílias e medicações.

A Secretaria Municipal de Saúde por sua vez esteve, desde o início, dedicada aos atendimentos de saúde às vítimas da enchente. Uma das ações foi a distribuição de hipoclorito de sódio para higienização das residências afetadas pelas inundações, além de entregas de medicamentos no interior do município para usuários que fazem uso de medicação controlada. Nesta semana, os esforços se concentram na vacinação contra a hepatite A, para a população acima de 05 anos que teve contato com as águas da enchente.

O prefeito afirma que, diante da cidade em caos, foram priorizadas as demandas mais urgentes, tais como o restabelecimento da água, a limpeza da cidade e assistência às famílias atingidas. A Secretaria Municipal de Planejamento segue com os encaminhamos de ofícios para solicitações de projetos aos órgãos estaduais, com foco na reestruturação do município.

  • Com informações da Prefeitura Municipal de Alfredo Chaves

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

Katia autonoma2

Autônoma de Guarapari perde luta contra o câncer

Kátia estava há 4 anos na fila do transplante de fígado e descobriu um câncer no início do ano

DER Rodovia Sol

Projeto das obras em Meaípe engloba píer e recuperação da rodovia em Guarapari

Os serviços de contenção e restauração de Meaípe tem o valor estimado de R$68.229.704,70

Anúncio

Anúncio

30/10/2020
REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa

Anchieta inicia amanhã (02) vacinação de trabalhadores da Saúde contra Covid-19

As vacinas serão administradas no auditório da Estratégia de Saúde Centro 3 (ESF 3)

vacina_idosos_idosa_guarapari_divulgacao

Guarapari inicia vacinação de idosos entre 80 e 84 amanhã (01)

Vacina acontecerá entre os dias 01 e 03 de março, de 08h às 12h, em Drive Thru, no Complexo Esportivo Maurice Santos, em Muquiçaba

Anúncio

empresas_gas_e_petroleo_reuniao_es

Governo se reúne com novas empresas de gás que vão operar no Espírito Santo

Representantes das empresas 3R Petroleum e DBO Energia se reuniram com o Governador no Palácio Anchieta na última quarta-feira (24)

foto_casa_abertura_antonio_ribeiro

Um Problema em Guarapari

Anúncio