Anúncio

Aluguel por temporada: atenção para a alegria não virar prejuízo

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 3 de janeiro de 2018 às 15:00
Atualizado em 3 de janeiro de 2018 às 13:51
Anúncio

 Famílias e grupos estão entre os principais públicos que buscam esse tipo de hospedagem, que cresce nesse período na mesma proporção dos golpes.

por Carolina Brasil

A cidade possui vários imóveis em oferta. Foto: Hamilton Garcia

De acordo com dados da Associação Guarapari de Imobiliárias (AGI), quando o assunto é o prejuízo na locação de um imóvel por temporada, oito entre dez turistas lesados alugaram algo que não existe e os outros 20% recebem algo completamente diferente, o famoso “gato por lebre”. Esse foi o caso de uma família de Divinópolis/MG, acostumada a passar parte das festas de fim de ano por aqui. Tudo começou quando os cinco familiares, mais uma vez, decidiram pegar a estrada em direção a Guarapari e procuraram por uma casa para alugar por dez dias, incluindo o Réveillon. O imóvel que costumavam contratar não estava mais disponível e foram buscar outra opção na Internet, a conversa iniciou através do aplicativo Facebook e seguiu para o popular WhatsApp. Segundo Rafael Rodrigues, a pessoa se identificou como Rúbia não foi verdadeira ao anunciar o imóvel e ao chegarem, após 700 km percorridos, viram que as instalações não correspondiam com o que foi apresentado por fotos. “Quando nos deparamos com o imóvel, percebemos que foi algo improvisado, de quartos construídos onde seria a lavanderia do prédio em questão, o local estava sujo, com cães, totalmente diferente do que ela havia falado conosco”, relatou o técnico em informática.

Os turistas mineiros procuraram outro local para se hospedarem, expuseram com a proprietária a insatisfação e pediram o dinheiro depositado antecipadamente, R$ 500,00, de volta, sem sucesso. Devido à negativa, fizeram um boletim de ocorrência e buscaram orientações no Procon Municipal. “Vamos buscar legalmente os nossos direitos. O Procon daqui nos orientou a procurar o órgão em nossa cidade. Faremos isso e o que mais for necessário”, destacou Rafael, acrescentando que, desconsiderando esse fato, o passeio segue conforme o planejado.

As opções mais próximas a praia são as mais procuradas. Foto: Hamilton Garcia

O problema é comum, principalmente no período de verão, e o locatário só percebe a fraude quando chega ao endereço com toda bagagem. Para o presidente da AGI, Michel Gava, é fundamental que os turistas procurem profissionais e empresas registrados, capazes de garantirem o serviço, e evitar contatos com pessoas por redes sociais sem qualquer referência. “Pedir um telefone fixo, ligar de volta e desconfiar do preço quando este está muito diferente do praticado é fundamental para evitar problemas, e tem que tirar a limpo todas as informações possíveis. As locações exigem um sinal, que depois de pago, não será devolvido”, alerta.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

corrego-da-prata-inaugu

Prefeito de Anchieta entrega escola reformada e obras seguem firmes no município

A escola de de Córrego da Prata ganhou melhorias na parte estrutural, além de diversos equipamentos

Foto: Reproduçao / Sinestesia - Criatividade Coletiva

Prazo para cadastramento de fazedores de cultura de Guarapari vai até terça-feira (11)

O objetivo da iniciativa é criar um banco de dados da cultura local, facilitando o acesso ao auxilio emergencial da Lei Aldir Blanc

Anúncio
Anúncio
cestas básicas

Ong do bairro Adalberto distribui cestas básicas para famílias carentes de Guarapari

As cestas doadas pela Associação Crescer Com Viver foram obtidas por meio do movimento Saúde e Ação, pelo instituto Unimed Vitória

marketing digital

Readequação dos atuais negócios ao período pós pandemia da Covid-19

Anúncio
Foto: Reprodução

Guarapari registra mais duas mortes e totaliza 85 óbitos pela Covid-19

As vítimas fatais da doença residiam nos bairros Coroado e Santa Mônica

Imagem prioridade de tramitação - artigo Larissa

Artigo: Prioridade de tramitação nas execuções de honorários advocatícios

Anúncio