Anúncio

Anchieta é incluída na lista de cidades afetadas pelo rompimento da barragem de Mariana

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 30 de março de 2020 às 12:13
Atualizado em 12 de maio de 2020 às 15:16
Anúncio

Fotos: Prefeitura de Anchieta.

O município de Anchieta foi reconhecido como cidade afetada pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, ocorrido no final de 2015 e receberá medidas reparatórias e compensatórias. Dessa forma, o prefeito Fabrício Petri instituiu a Comissão Anchietense de Acompanhamento das Ações Relacionadas à Fundação Renova (COARR), cujos objetivos são acompanhar e discutir ações de reparação e compensação dos danos socioeconômicos que Anchieta sofreu nos últimos cinco anos.

Em 2016 foi assinado o Termo de Transação de Ajustamento de Conduta (TTAC), incluindo 29 municípios capixabas e mineiros, mas Anchieta ficou de fora, devido um erro. Conforme a Secretaria de Desenvolvimento e Integração, logo no início de 2017 a atual gestão iniciou uma longa batalha para ser reconhecido o erro e incluir Anchieta na lista. De acordo com a titular da pasta, Paula Louzada Martins, diversas reuniões foram realizadas para a revisão e inclusão de Anchieta.

“Desde 2017 iniciei um trabalho incansável de conversas e reuniões, participei do Fórum dos Prefeitos do Rio Doce, onde recebi apoio dos municípios mineiros que assinaram um manifesto para que fossemos reconhecidos como cidade impactada pela barragem” disse o prefeito Fabrício Petri acrescentando que a conquista vai ajudar no desenvolvimento de ações para o crescimento do município.

Prefeito de Anchieta, Fabrício Petri.

A comissão criada pela prefeitura é um órgão colegiado municipal. A composição inclui representantes de diversas secretarias, a fim de discutir, articular e tratar as ações de reparação e recuperação dos danos socioeconômicos, oriundos pelo rompimento da barragem, desde 2015.

Fundação Renova foi criada pela Samarco e pela Vale para gerenciar e executar medidas socioambientais e socioeconômicas para a recuperação de danos existentes em decorrência do rompimento da barragem de Fundão, distrito de Mariana (MG).

Com o rompimento da barragem a Samarco suspendeu suas operações e a consequência foi centenas de pessoas desempregadas, brusca queda na receita municipal e queda na economia local, com muitos comércios fechando as portas.

*Com informações: Prefeitura de Anchieta.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

chuva_2_2_0

Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves estão entre as cidades com maiores acumulados de chuva

Três pessoas estão desalojadas em Guarapari; Rodovia é totalmente interditada em Alfredo Chaves

108319221_agencia-brasil_carteiradetrabalho

Sine Anchieta anuncia mais de 140 oportunidades com vagas para Guarapari

Anúncio
Anúncio
PROCESSO-SELETIVO-PARA-MEDICOS-ROLIM

Guarapari abre processo seletivo para assistente social e auxiliar de serviços gerais

Há também oportunidades para coordenador e cuidador

Transplante

Aguardando um novo coração, moradora de Guarapari precisa de ajuda com os custos da viagem

Taiana está como prioridade na lista do transplante de coração em São Paulo e fez uma vaquinha online para custear a estadia na cidade enquanto aguarda um doador

Anúncio
camara-2-550x482

CPI dos Shows tem nova reunião marcada para esta manhã (24) em Guarapari

Foto: Reprodução

Mais 75 casos da Covid-19 são notificados em Guarapari

Com isso, a cidade totaliza 10.682 notificações; 3.324 casos estão confirmados

Anúncio