Anúncio

Anchieta é incluída na lista de cidades afetadas pelo rompimento da barragem de Mariana

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 30 de março de 2020 às 12:13

Anúncio

Anchieta é incluída na lista de cidades afetadas pelo rompimento da barragem de Mariana

Fotos: Prefeitura de Anchieta.

O município de Anchieta foi reconhecido como cidade afetada pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, ocorrido no final de 2015 e receberá medidas reparatórias e compensatórias. Dessa forma, o prefeito Fabrício Petri instituiu a Comissão Anchietense de Acompanhamento das Ações Relacionadas à Fundação Renova (COARR), cujos objetivos são acompanhar e discutir ações de reparação e compensação dos danos socioeconômicos que Anchieta sofreu nos últimos cinco anos.

Em 2016 foi assinado o Termo de Transação de Ajustamento de Conduta (TTAC), incluindo 29 municípios capixabas e mineiros, mas Anchieta ficou de fora, devido um erro. Conforme a Secretaria de Desenvolvimento e Integração, logo no início de 2017 a atual gestão iniciou uma longa batalha para ser reconhecido o erro e incluir Anchieta na lista. De acordo com a titular da pasta, Paula Louzada Martins, diversas reuniões foram realizadas para a revisão e inclusão de Anchieta.

“Desde 2017 iniciei um trabalho incansável de conversas e reuniões, participei do Fórum dos Prefeitos do Rio Doce, onde recebi apoio dos municípios mineiros que assinaram um manifesto para que fossemos reconhecidos como cidade impactada pela barragem” disse o prefeito Fabrício Petri acrescentando que a conquista vai ajudar no desenvolvimento de ações para o crescimento do município.

Anchieta é incluída na lista de cidades afetadas pelo rompimento da barragem de Mariana

Prefeito de Anchieta, Fabrício Petri.

A comissão criada pela prefeitura é um órgão colegiado municipal. A composição inclui representantes de diversas secretarias, a fim de discutir, articular e tratar as ações de reparação e recuperação dos danos socioeconômicos, oriundos pelo rompimento da barragem, desde 2015.

Fundação Renova foi criada pela Samarco e pela Vale para gerenciar e executar medidas socioambientais e socioeconômicas para a recuperação de danos existentes em decorrência do rompimento da barragem de Fundão, distrito de Mariana (MG).

Com o rompimento da barragem a Samarco suspendeu suas operações e a consequência foi centenas de pessoas desempregadas, brusca queda na receita municipal e queda na economia local, com muitos comércios fechando as portas.

*Com informações: Prefeitura de Anchieta.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

WhatsApp Image 2022-08-08 at 13.37.15

Guarapari: ação organizada em Jabaraí busca limpar mangue poluído

Projeto tenta resolver parte do problema enquanto as casas próximas ao mangue não são ligadas à rede de esgoto

doctor-wearing-gloves-giving-kid-vaccine

Governo do ES dá início à campanha de vacinação contra a poliomielite e outras doenças

Crianças e adolescentes menores de 15 anos poderão ser vacinadas

Anúncio

Anúncio

Risa-Irma-Marilza

Recanto dos Idosos, em Guarapari, recebe doação após perda de votação de emenda federal

DemonstraÁ¿o do uso da urna eletrÙnica para as eleiÁ¿es de 2006.

Eleições 2022: saiba o que o candidato pode fazer no período de campanha

Anúncio

Violência contra mulher

Guarapari promove Encontro de Conscientização pelo fim da violência contra a Mulher

postnatal-period-with-mother-breastfeeding-child

Guarapari inicia a campanha ‘Agosto Dourado’

Anúncio