Anúncio

Arena Premium é interditada após infringir leis em Guarapari

Por Aline Couto

Publicado em 14 de janeiro de 2019 às 17:27
Atualizado em 15 de janeiro de 2019 às 11:06

Anúncio

A casa apresentou um show que ultrapassou o horário permitido e o volume do som

A população de Guarapari está indignada com os horários de término dos shows em algumas casas do município, em especial com a apresentação que aconteceu no último sábado (12) na Arena Premium localizada em uma área residencial da cidade, no bairro de Muquiçaba.

Foto: Leitor.

Chegaram a redação do folhaonline.es reclamações como a de Ediberto de Souza Pereira, conhecido como Mestre Feijão. “Começa o verão e é essa falta de respeito! 5h35 da manhã e ninguém consegue dormir com este show em área residencial. Agora eu pergunto, cadê o disque silêncio de nosso município? Ou será que só funciona para Praia do Morro? Muquiçaba, Morro da Caixa D’água e bairros vizinhos, ninguém consegue dormir com este barulho”, relatou o Mestre Feijão, morador do entorno da Arena.

O morador ainda contou que além do barulho, ainda tem o trânsito que fica complicado e a baderna que fica após as apresentações. “As 7h30, 8h da manhã ainda tinha gente fazendo bagunça na rua, incomodando as pessoas. Tenho um vizinho que é guarda-vidas, ele não dormiu e foi trabalhar sem descansar. Têm idosos e crianças que moram por aqui. Tem que haver fiscalização. Shows em áreas isoladas ou pelo menos mudar os horários para terminar cedo. Quem está liberando esses shows?”, questionou.

O Major do 10º Batalhão da Polícia Militar, Carlos Palaoro contou que para cada evento é um plano diferente. “O show encerrando às 06h da manhã, a PM teve que permanecer no local até 07h30 para dispersão. Por que não pode começar às 17h, 18h e terminar meia noite, 01h?”, argumentou Palaoro.

Segundo o Major, as apresentações precisam ser mais organizadas para haver um maior retorno. “É necessário uma organização desses horários, shows até de manhã exigem uma demanda três vezes maior e atrapalha o trânsito e o policiamento em outros locais. A evacuação de 20 mil pessoas leva tempo e muita responsabilidade”, enfatizou.

Questionada sobre o horário e o som, a prefeitura de Guarapari, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agricultura, informou que a Arena Premium foi interditada com base na Lei de Eventos, pois deveria terminar às 4h, e na Lei de Ruídos, por causa do volume do som. “A Semag informa ainda que o município já está adotando as medidas administrativas cabíveis”, respondeu.

A assessoria da Arena Premium foi procurada, mas até o fechamento desta matéria não houve retorno da parte.

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

Anchieta-Credito-da-Foto-Andrews-Quinteiro_

Pelo quarto ano consecutivo, Anchieta recebe nota A do Tesouro Nacional

pfizer

Guarapari: ação de vacinação sem agendamento para adolescentes com comorbidades

Anúncio

Anúncio

ameazul-praia

Moradores da Enseada Azul, em Guarapari, realizam ação de limpeza neste sábado (18)

Ação é uma adesão ao Dia Mundial da Limpeza

Comunicado - 17-09-2021

Comunicado – 17/09/2021

Anúncio

pfizer

Vacinação dos adolescentes é mantida no Espírito Santo

O Ministério da Saúde suspendeu a imunização do público de 12 à 17 anos sem comorbidades

afrochaves-estacao-da-cultura-2021-09-16-4

Resistência preta marca abertura do Estação da Cultura em Alfredo Chaves

Anúncio