Anúncio

Arteiras de Santa Mônica: Histórias de vida que se fundem com a arte

Por Gabriely Santana

Publicado em 22 de abril de 2016 às 14:33
Atualizado em 22 de abril de 2016 às 14:34
Anúncio

A história de vida se funde com arte numa harmonia perfeita em que muitas vezes o fazer artesanal se torna para muitos mais do que geração de renda, mas possibilita um empoderamento pessoal, onde até mesmo a adversidade acaba resultando em oportunidade, como é o caso do grupo “Arteiras de Santa Mônica”. Quem passava pela mini-feira, que aconteceu nesta quinta-feira (21), ao lado do terreno do antigo Igloo, pôde conferir e apreciar um trabalho feito por mãos habilidosas e com muita disposição.

DSC_0854

O grupo, formado por dez mulheres, que fazer um evento ainda maios no bairro Santa Mônica. Foto: Glenda Machado

Uma ideia que surgiu no coração. É assim que Márcia Fialdini descreve a motivação para a realização desse trabalho com as mulheres da região norte de Guarapari. Ela que esta a frente desta mobilização, contou que tudo começou em um grupo de uma rede social.

DSC_0848

Márcia Fialdini é artesã e uma das maiores incentivadoras da mobilização. Foto: Glenda Machado

“Perguntei quem trabalhava com artesanato aqui em Santa Mônica e muitas mulheres se manifestaram. Desde então começamos a nos encontrar para nos conhecermos e fortalecer o grupo e foi aí que surgiu a iniciativa da feira. E por que não mostrar o nosso trabalho para o mundo? (risos)”, brincou Márcia.

A primeira demonstração do trabalho delas aconteceu na primeira feira de artesanato, promovido por elas, em uma escola do bairro. E teve de tudo um pouco na feira. Além da venda de lindos artigos de artesanato como biscuit, produtos de material reciclável e rendas, o evento contou com diversão para a criançada e toda a família e degustação de comidas típicas da região. Agora a ideia é que essas feiras se tornem recorrentes.

DSC_0845

Tapetes, bisquit, mochilas e comidinhas deliciosas podiam ser encontradas por quem passasse pelo antigo Igloo. Foto: Glenda Machado

“Estamos usando o espaço externo do antigo Igloo para mostrar nosso trabalho, mas sonhamos com um galpão estruturado para fazermos uma feira organizada aqui em Santa Mônica. Tem muita gente com talento aqui e que merece ter seu trabalho reconhecido”, completou Márcia Fialdini.

E o artesanato delas também vai além-fronteira, muitos artesãos estão descobrindo no comércio eletrônico, uma forma de escoar e divulgar seus produtos. E se você quer conhecer mais deste trabalho, vale a pena conferir o grupo no facebook: Arteiras da Região Norte e ficar por dentro dos próximos eventos e datas da feira.

Conheça mais do trabalho dessas mulheres na galeria de fotos:

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

corona

Exames da Covid-19 agora são liberados por e-mail em Guarapari

adote um idoso2

Campanha “Adote um idoso” arrecada doações em Guarapari

Em paralelo, há também arrecadação de alimentos para famílias carentes do município

Anúncio
Anúncio
CTPS; CARTEIRA DE TRABALHO; EMPREGO; FOTOS DAVI PINHEIRO/GOVERNO DO CEARA;

Sine Anchieta divulga novas vagas com oportunidades para moradores de Guarapari

Prefeito Gedson

Gedson Merizio pode se tornar deputado estadual por Guarapari

Os resultados das eleições municipais deste ano colocam Gedson com a possibilidade de assumir o cargo no próximo ano

Anúncio
Prêmio3

Professora atuante em Guarapari e Anchieta está entre as finalistas do Prêmio Shell

Cibele Machado é professora do nono ano do ensino fundamental II. Ela está na disputa e aguarda ansiosamente o resultado

casal-motohome (2)

Casal de Guarapari viaja em van com estrutura residencial montada por eles

Dentre os destinos favoritos do casal: Ubu, em Anchieta

Anúncio