Anúncio

Associação Salvamar recebe bolas e materiais esportivos feitos por internos do Xuri

Por Gabriely Santana

Publicado em 3 de dezembro de 2015 às 18:40
Atualizado em 3 de dezembro de 2015 às 18:40

Anúncio

Bolas e redes esportivas, produzidas por internos do sistema prisional, foram doadas para a Associação Salvamar de Assistência a Criança e ao Adolescente, nesta quarta-feira (02). No total, 30 bolas divididas nas modalidades futsal e volei e 3 redes fizeram a felicidade da criançada do bairro Perocão, em Guarapari.

85bb70f6b9e45671b8a1ffb99f16338e

ASSOCIAÇÃO Salvamar recebeu 30 bolas e 3 redes para desenvolvimento de atividades esportivas. Foto: Folha da Cidade

Além da equipe da Gerência de Educação e Trabalho da Sejus, dois internos que cumprem pena em regime semiaberto na Penitenciária Agrícola do Espírito Santo (PAES) participaram da entrega dos materiais, já que ambos ajudaram a produzir as peças que foram doadas.

“Com essa iniciativa, incentivamos a prática esportiva entre os estudantes e ainda proporcionamos a ressocialização dos internos, que passaram a integrar o projeto ‘Pintando a Liberdade’, foram qualificados profissionalmente e, mesmo antes de conseguirem a liberdade, já trabalham”, revela o secretário de Estado da Justiça, Eugênio Coutinho Ricas.

As bolas e redes foram produzidas pelos internos que participam do projeto ‘Pintando a Liberdade’, que existe desde 2010 e busca a ressocialização e a profissionalização dos presos do sistema carcerário, com a utilização dessa mão de obra para produção de material esportivo.

Hoje, a fábrica que concentra a maioria da produção de bolas e redes funciona na Penitenciária Estadual de Vila Velha III (PEVV III), no Complexo de Xuri. Contudo, internos de outras unidades também trabalham nessa produção, costurando as bolas.

Pintando_a_liberdade

INTERNOS recebem aulas e oficinas para produção de material esportivo. Foto: Sejus

Segundo o Presidente da Associação Salvamar, essa iniciativa da Sejus vai ajudar e muito no desenvolvimento das atividades na entidade. “Já temos uma escolinha de futsal e a partir do ano que vem vamos iniciar uma turma de vôlei de areia com instrutores capacitados. Todo esse material esportivo vai dar estrutura e ajudar a fortalecer nossas atividades na comunidade”, disse Sebastião Carlos Machado.

Hoje, 250 internos, de várias unidades de Vila Velha e Viana, desenvolvem atividades de corte, estampa e costura de bolas, além de confecção de redes. As bolas produzidas destinam-se ao Governo do Estado, que as repassa para escolas públicas, entidades filantrópicas e até mesmo a unidades prisionais.

Os internos que trabalham na produção de bolas e redes são remunerados e possuem o benefício de remição de pena, ou seja, a cada três dias trabalhados, um dia da pena a ser cumprida é abatido.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

vacinacao-2021-09-16-1

Desencontro de informações causa aglomeração em vacinação de adolescentes de Guarapari

Ação de vacinação contra a Covid-19 aconteceu no Complexo Esportivo Maurice Santos, em Muquiçaba

IMG-3566

Economia e PIB capixaba apontam crescimento; Casagrande aposta em novos investimentos no Estado

“São fatos que dão ao Estado a capacidade de continuar atraindo investimentos e ter recursos para fazer outros importantes”, disse o governador

Anúncio

Anúncio

Sempre-tem-supermercado-foto-Antônio Ribeiro

Atacado oferta vagas de emprego em Guarapari

Além das ofertas de vagas em Guarapari, grupo também aceita currículos de moradores do município para vagas na Grande Vitória

exposicao-de-quadros-pmg-2021-09-16-1

Guarapari 130 anos: exposição de quadros ressalta belezas naturais do município

Evento integra celebração dos 130 anos da Emancipação Política do município

Anúncio

IMG_20210910_164037

Liquida Guará: semana de descontos de Guarapari tem apoio do Sicoob Sul Litorâneo

Jovens-1536x1025

Guarapari inicia a 1° Semana das Juventudes

Anúncio